Goleiro coleciona acessos e está próximo de seu terceiro título
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Goleiro coleciona acessos e está próximo de seu terceiro título

Zé Carlos - Concórdia
Suspenso, Zé Carlos está fora dos dois jogos da final contra o Hercílio Luz (Foto: Ricardo Artifon/Concórdia AC)
LANCE! - 12/10/2017 - 09:00
Concórdia (SC)
Criciúma, Santo André e Concórdia. Temporadas 2006, 2016 e 2017, respectivamente. Brasileiro da série C para B, Paulista da série A2 para A1 e Catarinense da série B para a elite. Três importantes marcas na trajetória do goleiro Zé Carlos e cada uma delas traz fortes lembranças para a vida do jogador.

- O primeiro acesso pelo Criciúma tem um gosto diferente, pois eu ainda era bem jovem, estava no início da carreira e tive a felicidade de participar do título com um gol. Obtive outras glórias no clube, e só tenho que agradecer, foi o time que me abriu as portas para o futebol - declara Zé Carlos.

Dez anos depois, e com passagens em diversos clubes, a oportunidade da vez foi pelo cinquentenário Santo André. Zé Carlos vinha de uma fase conturbada em sua vida, seis meses sem jogar e sofria transtornos de ansiedade, até que chegou no Ramalhão na metade da competição válida pela série A2 do disputado Campeonato Paulista.

- Dar a volta por cima da forma como aconteceu é muito gratificante. Quando cheguei, o time estava cabisbaixo, mas a gente se uniu e conseguimos nos classificarmos em oitavo lugar, eliminamos fortes equipes, conquistamos o acesso e na sequência o título. Fui muito bem quisto pela torcida do Ramalhão e tenho um carinho enorme por essa equipe, inclusive, meu retorno para disputar a A1 em 2018 está garantido - declarou o arqueiro.

Neste ano, o goleiro atuou pelo Santo André e contribuiu para que o time permanecesse na elite do Paulista e foi destaque principalmente no jogo na Arena Corinthians, diante os donos da casa, quando parou o artilheiro Jô em um pênalti.

Na sequência, Zé Carlos teve uma rápida passagem pelo Londrina para disputar a série B do Brasileiro, mas sua passagem foi curta.

Preocupado e sem atuar, o goleiro recebeu proposta para defender o Concórdia, time que disputa a série B do Catarinense. Amante de desafios, aceitou.

O Galo do Oeste enfrentava a zona de rebaixamento com apenas 4 pontos, e logo após a chegada de Zé Carlos, na sétima rodada do primeiro turno, o time subiu a cada partida, conquistou o título do returno, assumiu a primeira colocação na classificação geral, garantiu o acesso na semifinal diante do seu ex-clube, Marcílio Dias, e agora tem a chance de obter mais um título para sua carreira.

- Foi Deus que me colocou aqui no Concórdia, Ele sempre tem propósitos para nossa vida. Jogar em um time que há seis anos não atuava na elite do Catarinense, conseguirmos esse feito e ainda com a oportunidade de sairmos campeões, é indescritível- comentou sobre seu atual momento no Galo do Oeste.

Suspenso, Zé Carlos não pode atuar nas finais contra o Hercílio Luz. O primeiro confronto foi realizado no último domingo, em Tubarão, como visitante, quando o Concórdia venceu com o placar de 3 a 1. A próxima e decisiva partida ocorre neste domingo, às 15h30, no Estádio Domingos Machado de Lima.

- Infelizmente não posso participar desses dois últimos jogos, mas estarei firme na torcida, pois confio nos meus companheiros e sei que são capazes de trazer o tão esperado título para a cidade de Concórdia. Ainda faltam 90 minutos e tudo pode acontecer, mas eles já fizeram um excelente trabalho fora de casa, agora é concretizar e correr para a taça - finalizou o goleiro.

icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance