Drubscky conta a negociação com Tombense e o retorno aos "gramados"
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Drubscky conta a negociação com Tombense e o retorno aos "gramados"

Drubscky
Ricardo Drubscky não é mais diretor do América-MG e comandará Tombense (Foto: Divulgação/América-MG)
Carlos Bandeira de Mello - 05/12/2018 - 08:05
Rio de Janeiro (RJ)
Técnico ou Diretor? Ricardo Drubscky decidiu retornar aos gramados, definitivamente, pelo menos é o que parece. Na última terça-feira, ele confirmou que não é mais diretor de futebol do América-MG. Agora, ele estará a frente do Tombense, pela Série C do Campeonato Brasileiro, de 2019. O vínculo contratual do clube e do treinador será até o fim da competição nacional. 

Ricardo Drubscky estava na terceira passagem pelo América-MG, iniciada em outubro de 2016, quando assumiu a direção de futebol. Em junho deste ano, ele foi convidado a ocupar a vaga de treinador deixada por Enderson Moreira, que se transferiu para o Bahia. A passagem foi curta, por apenas dois jogos.

Em papo exclusivo com o LANCE!, Ricardo Drubscky, afirmou que estava há mais de um ano planejando em retornar para sua carreira de origem. Além disso, afirmou que o contato inicial com o Tombense, aconteceu em outubro.  



- Eu já estava com planejamento de voltar ao campo há um ano, mas como eu tinha um contrato no América-MG, eu me mantive. No meio do ano, quando o Enderson Moreira saiu, o presidente me convidou para assumir, mas eu tive um problema particular, que realmente eu não pude continuar. Mas eu deixei avisado que eu iria cumprir o meu vínculo com o clube - disse.

- Lá em outubro ou novembro, eu tive um contato com o Tombense e começamos a acertar uma possibilidade e culminou, há duas semanas, com a negociação concretizada - completou. 

O treinador parece satisfeito com o clube de Tombos, que mesmo tendo limitações, apresenta estrutura de clube grande, por meio da visão de Drubscky. Ele ainda frisou que não tem pressa para voltar aos campos com o pé direito, já que apresenta experiência e visa bons momentos na carreira. 

- O Tombense com nome pequeno, de pouca expressão, mas com uma estrutura de clube grande. Ele (Tombense) está em uma cidade pequena, em Tombos, no interior de Minas Gerais, mas com um CT muito lindo, um ambiente bacana, condições de trabalho maravilhosa. Eu não escolhi o Tombense por acaso e sem dúvida nenhuma pretendo galgar espaço, devagar. Acho que com a maturidade que tenho, me faz trabalhar tranquilo e bem pé no chão - frisou. 

Drubscky admitiu que está feliz por sua nova fase no futebol. Além disso, salientou que quer trabalhar por muito tempo na função de técnico e busca forças do futebol internacional permanecer focado. 

- Eu tenho interesse em mergulhar fundo no jogo brasileiro, como o brasileiro joga. Eu estou muito feliz, muito satisfeito. Me inspiro em muitos nomes do futebol internacional para acreditar ainda mais que tenho ainda mais anos de carreira - destacou. 

O técnico ainda destacou que todos os envolvidos no futebol precisam está em movimento, para conhecer de fato, como funciona o esporte além do campo. Além disso, confirmou que estudou nos últimos dois anos. 

- Eu volto com o interesse em trabalhar no jogo. Eu desde sempre fui treinador, mas tive outros cargos relacionados ao futebol, até porque a gente aprende um pouco de outras áreas, como gestão, coordenação. Isto, aconteceu algumas vezes, mas sempre temos que está em movimento. A vida é assim. Mas tenho muito interesse em voltar para o campo. Estudei muito neste dois anos. Tive dois, três treinadores próximos de mim, vi muito campeonatos internacionais, Série A, Série B, Série C do Brasileiro - afirmou. 

O novo técnico e a diretoria do Tombense ainda vão fazer uma análise se irá contratar nomes, que possam surtir efeito para uma boa caminhada na Terceira Divisão da disputa nacional. 

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance