Conta de luz, água... Os clubes que sofreram por falta de pagamentos
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



05/09/2019 | 08:00

Conta de luz, água... Os clubes que sofreram por falta de pagamentos

  •  ARTE - Clubes sem dinheiro
    Conta de luz, água... Os clubes do Brasil, em certos momentos de forma comum e outros exceção, sofreram por falta de pagamentos neste 2019. O LANCE! relembra nesta galeria casos que clubes brasileiros, a maior parte das vezes devido a crise financeira, deixou de cumprir com as obrigações de dívidas com empresas de fornecimento, atletas e funcionários em trabalho. Confira a seguir! Arte: Gabriel Pereira/Lance!
  •  São Januário
    O caso mais recente de clubes que sofreram com falta de pagamento de suas obrigações foi o Vasco. Na última terça-feira, a sede do Cruz-Maltino, em São Januário, teve a luz cortada pela Light, companhia de energia elétrica do Rio de Janeiro, por atraso na quitação da conta. O pagamento foi realizado horas depois, com o restabelecimento da energia acontecendo. João Mercio Gomes/LANCE!Press
  •  General Severiano - Botafogo
    E não foi a primeira vez neste ano que o Botafogo sofreu com cortes por falta de pagamento. Em julho, a luz da sede de General Severiano foi cortada pela empresa que fornece energia elétrica na cidade do Rio de Janeiro, mas a diretoria do Alvinegro, em pouco tempo, resolveu a situação. (Foto: Divulgação)
  •  Treino do Fluminense
    Em março, o Fluminense também sofreu com greve dos jogadores, que decidiram não treinar em algumas atividades durante o Campeonato Carioca, no CT da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, como forma de protesto, devido a atrasos no pagamento de salário. MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC.
  •  Botafogo - treino
    A falta de pagamento no Botafogo não se restringiu, neste ano, aos cortes de água e de luz. Durante a disputa da Copa América, os atletas do elenco profissional, em forma de protesto, resolveram não falar com a imprensa por conta da falta de previsão para o pagamento dos dois meses de débitos salariais não pagos pelo clube para os funcionários. (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
  •  Treino do São Paulo
    O São Paulo teve problemas para quitar os direitos de imagem do elenco no começo deste ano. Alguns jogadores apontaram dois meses de atraso, enquanto para outros o débito chega a quatro meses, na época. Rubens Chiri
  •  Estádio Nilton Santos - Botafogo
    Esta semana o Botafogo também sofreu com cortes por falta de pagamento de contas. No Nilton Santos, o fornecimento de água foi interrompido pelo atraso na quitação da conta. A caixa d'água do estádio, contudo, ainda possui reservas para os próximos dias. O clube corre para regularizar a situação e evitar que os funcionários fiquem sem água. (Foto: Vitor Silva / SS Press / BFR)
  •  Ninho do Urubu - Flamengo
    O Flamengo, no início do ano, também sofreu com a falta de pagamento de autos de infração lavrados pela Prefeitura do Município do Rio de Janeiro contra o Ninho do Urubu. O CT do Rubro-Negro teve ordem de interdição, o clube não cumpriu, sendo multado posteriormente em diversas ocasiões. (Foto: Reprodução / Twitter)
  •  Tayanara visitou o Colégio Vasco da Gama, onde estudou
    Também no Vasco, no mês passado, os professores do colégio do clube, que fica dentro de São Januário, entraram em greve por falta de pagamento dos salários. O caso ganhou repercussão junto aos torcedores, que chegaram a criar uma campanha de arrecadação na internet para ajudar a quitar esta pendência cruz-maltina. (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br)
  •  Xerém - Fluminense
    Em julho, a sede do Fluminense em Xerém, no Rio de Janeiro, onde normalmente fica alocada as categorias de base do clube, sofreu com corte de luz. O Tricolor quitou o débito para retomar com o fornecimento da energia elétrica no local, mas os jovens da base tiveram que dormir fora do CT devido a este problema de ausência de luz. (Foto: Ralff Santos/Fluminense F.C)
  •  Parque São Jorge
    O Corinthians também sofreu com falta de pagamento em contas neste ano. Em agosto, o clube ficou com um mês de atraso no pagamento da Mgserv, empresa que efetua os serviços de limpeza e copa no Parque São Jorge. O serviço chegou a ser interrompido, mas depois do pagamento da dívida, os trabalhadores voltaram às suas funções. (Foto: Corinthians/Divulgação)
  •  Treino Santos
    O Santos é outro clube paulista que está sofrendo para honrar pagamentos, principalmente os direitos de imagem dos atletas, que corresponde a maior parte do salário. Em julho, esse atraso fez com que Jorge Sampaoli, treinador do Peixe, enviasse um e-mail ao presidente para cobrar a quitação da dívida. (Foto: Ivan Storti/Santos)
  •  São Januário
    No início do ano, o Vasco sofreu com a falta de água por corte da empresa que a fornece na cidade do Rio de Janeiro. O clube, na época, confirmou em nota o problema, com o restabelecimento acontecendo pouco tempo depois com uma negociação dos valores devidos. (Foto: Marcello Neves/LANCE!Press)


SEUCLUBE
atletico-paranaense
atlético mineiro
avaí
bahia
botafogo
ceara
chapecoense
corinthians
cruzeiro
CSA
flamengo
fluminense
Fortaleza
Goiás
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance