Chape protocola pedido de anulação da final do Campeonato Catarinense
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Chape protocola pedido de anulação da final do Campeonato Catarinense

Avaí x Chapecoense
Final do Catarinense: jogo entre Chapecoense e Avaí pode ser anulada (Foto: Filipe de Andrade/Agencia F8)
Carlos Bandeira de Mello - 24/04/2019 - 18:29
Chapecó (SC)
A final entre Chapecoense e Avaí terminou dentro dos gramados, mas duelo vai encerrar nos tribunais e o campeão pode ser alterado. Na última terça-feira, o Verdão do Oeste formalizou ao Tribunal de Justiça Desportiva-SC (TJD) o pedido de anulação da decisão da competição estadual, que foi para os pênaltis. A equipe jurídica da Chape alega que seria necessária a verificação do árbitro do jogo, Bráulio da Silva Machado, no monitor de vídeo, à beira do gramado.

- Protocolamos na terça-feira a impugnação da partida. O presidente do TJD/SC nos deu liminar notificando o presidente da Federação Catarinense de Futebol para que não homologue o Avaí como campeão, enquanto não decidida nossa impugnação - disse o jurídico da Chape ao L!

- Para julgamento ainda não tem marcada, pois o Avaí precisa ser notificado para apresentar a defesa. Só depois o relator nomeado pode pedir data para julgamento do mérito - complementou. 



O Avaí recebeu a documentação da citação e reúne as provas para serem entregues até esta quinta. Depois, o processo é encaminhado para a manifestação da procuradoria e a posterior marcação do julgamento.

- A peça de defesa ainda está em produção pela equipe jurídica do clube. Os advogados não formaram uma linha de defesa. Mas o clube entende que não tem muito o que fazer, pois árbitro confirmou em campo (referindo ao pênalti discutido), o que o auxiliar de linha e o VAR também. Que a bola não entrou. Então não tem muito o que fazer. O Avaí vai se defender - afirmou o clube. 

Rubens Angelotti, presidente da Federação Catarinense de Futebol (FCF), comentou também depois do confronto tanto sobre a possível apelação por parte do mandatário do Verdão do Oeste bem como a invasão de gramado do torcedor do Avaí antes mesmo do protocolo de premiação.

- O tribunal é que vai julgar se compete ou não. Ele tem o direito. Infelizmente manchou a entrega do nosso troféu, teve a invasão de campo do Avaí. O Tribunal pode punir o Avaí com perda de mando de campo e multa. Vamos ver o que o procurador vai citar e o que o Tribunal vai julgar - afirmou ao final da partida. 

O CASO 

Avaí e Chapecoense foram para as penalidades para definir o campeão catarinense. Em uma cobrança, o lateral Bruno Pacheco bateu, a bola tocou no travessão e depois no chão. A arbitragem de Bráulio da Silva Machado entendeu que ela não teria atravessado totalmente a linha.

O árbitro consultou o VAR, que relatou não ter uma conclusão pelas imagens disponíveis. Assim, Bráulio optou por manter a decisão de campo. Deste modo, o Leão catarinense venceu na marca da cal por 4 a 2 e conquistou a taça do Campeonato Catarinense pela 17ª vez na história. 


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance