Brenner e Pedro vencem dúvidas e são artilheiros de Bota e Flu no ano
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Brenner e Pedro vencem dúvidas e são artilheiros de Bota e Flu no ano

Montagem Brenner + Pedro
Brenner e Pedro: jovens goleadores (Vitor Silva/SSPress/Botafogo e LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)
Alexandre Araújo e Lazlo Dalfovo - 13/05/2018 - 07:00
Rio de Janeiro (RJ)
“Homem-gol”, expressão conhecida no mundo do futebol para se referir ao jogador que tem a função de balançar a rede adversária, no caso de Botafogo e Fluminense, na atual temporada, pode-se adaptar para “Menino-gol”. Brenner, com 24 anos, e Pedro, com 20, são os centroavantes da equipe alvinegra e tricolor, respectivamente, e, até o momento, estão dando conta do recado muito bem.

A pouca idade fez com que ambos começassem o ano envolto a algumas dúvidas da torcida e até da diretoria – tanto Botafogo quanto Flu procuraram reforços para o setor. Enquanto o Alvinegro acertou com Kieza e Aguirre, o Tricolor quase fechou com Kleber Gladiador. Por outro lado, os jovens conseguiram superar qualquer desconfiança e são, até aqui, os artilheiros das equipes que defendem: Brenner, com oito gols, e Pedro, com 10.

Comandado por Alberto Valentim, Brenner ressalta que fazer gol em clássico tem um peso especial – ele já marcou duas vezes sobre o Vasco, no Carioca.

– Esperamos fazer um grande jogo, crescer a cada partida e se tiver oportunidade marcar para ajudar a equipe. Tem um sabor especial em se tratando de clássico – disse o alvinegro.

Já Pedro, cria da base do Fluminense, ressalta o trabalho realizado para poder aproveitar a oportunidade que teria no time titular.

– Tenho trabalhado muito para que as coisas continuem acontecendo. Foram anos de preparação e foco, aprendendo e me aprimorando para, quando chegasse esse momento, não desperdiçar. Ainda tenho muito a aprender e evoluir. O trabalho continua mais forte para tentar dar alegrias à torcida – afirmou o camisa 9.

Nesta briga cheia de juventude, o gol não será um mero detalhe e, quem sabe, um dos dois escreverá mais uma página sobre os heróis do "Clássico Vovô".

BRENNER NO BOTAFOGO

A chegada

Brenner foi contratado por empréstimo junto ao Internacional, em julho do ano passado, e envolvido na troca com Camilo. Só teve mais espaço com a saída de Roger.

2018 como titular

Já sem Roger, Brenner iniciou o ano como titular e, com a chegada de Kieza e oscilações, perdeu a titularidade no início da Era Valentim.

Forte concorrência

Voltou a ser titular com a lesão de Kieza. Aguirre já está à disposição, mas segue entre os 11 e como artilheiro em 2018.

PEDRO NO FLUMINENSE

Cria da base


Criado em Xerém, Pedro ganhou destaque em 2016, quando foi bem no Brasileiro Sub-20 e um dos artilheiros da Copa São Paulo.

Profissional

Foi promovido ao elenco profissional no fim de 2016 e, na última temporada, com a concorrência de Henrique Dourado, hoje no Flamengo, acabou tendo poucas chances de atuar

Artilheiro

Nesta temporada, começou como titular e foi bem no Carioca, se tornando o artilheiro da competição


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance