Wenger dá declaração sobre Sánchez que anima a torcida do United
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Wenger dá declaração sobre Sánchez que anima a torcida do United

Sánchez
Sánchez está no Arsenal desde a temporada 2014/15 (Foto: Divulgação / Premier League)
LANCE! - 18/01/2018 - 12:29
Manchester (ING)
A novela envolvendo Alexis Sánchez, Arsenal e Manchester United está perto do fim. E, ao que tudo indica, o desfecho será positivo para os Red Devils. Em entrevista coletiva realizada na última quinta-feira, Arsène Wenger, técnico dos Gunners, deu uma declaração que animou o time do Old Trafford. 

- Eu trabalho com transferências há 30 anos, então é provável que aconteça, mas em qualquer momento pode quebrar. É assim que funciona o mercado. Enquanto não estiver assinado você tem que aceitar que talvez não aconteça. Essas coisas não são garantidas - comentou Wenger. 


Wenger também falou a respeito da ausência de Sánchez na partida do último fim de semana, diante do Bournemouth, pelo Campeonato Inglês - em que o seu time foi derrotado por 2 a 1. 

- Não tenho problemas com o comportamento de Sánchez. Ele estava treinando ontem (quarta) com total comprometimento. Ele tem 29 anos e o próximo contrato, é claro, será muito importante - falou o treinador francês, referindo-se à reta final do vínculo do chileno (junho de 2018) com o Arsenal. 

SALÁRIO ALINHAVADO

De acordo o jornal britânico "The Telegraph", United e Sánchez já chegaram a um acordo no quesito salarial. A pedido do técnico José Mourinho, o time vermelho deixou o arquirrival Manchester City para trás ao oferecer um contrato até junho de 2022 ao camisa 7, que embolsaria nada mais nada menos do que 14 milhões de libras (aproximadamente R$ 70 milhões) anuais.

Para enfim sair o negócio, o Arsenal deseja contar com Henrikh Mkhitaryan como bônus na transferência. O meia armênio, contudo, não parece estar muito aberto a ser recrutado pelos londrinos, o que estaria travando o acordo.

Arsène Wenger, aliás, falou sobre a possibilidade de ter Mkhitaryan no elenco.

- É uma possibilidade porque eu gosto do jogador. Jogamos muitas vezes contra quando ele estava no Dortmund. Ele também aprecia a qualidade do nosso futebol. Os salários não seriam um problema - disse Wenger. 


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance