Torneio de 'lendas' vai reunir São Paulo, Barcelona, Dortmund e Bayern
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Torneio de 'lendas' vai reunir São Paulo, Barcelona, Dortmund e Bayern

Legends Cup
Lendas de cada clube concederam entrevista coletiva nesta sexta-feira (Foto: Alexandre Guariglia/Lancepress)
Alexandre Guariglia - 18/10/2019 - 15:51
São Paulo (SP)
Em coletiva de imprensa realizada no Morumbi, nesta sexta-feira, foi apresentada a "Legends Cup", competição que reunirá os times de lendas do São Paulo, do Bayern de Munique, do Borussia Dortmund e do Barcelona, no mês de dezembro, na capital paulista. O evento teve a presença de Zé Roberto, Ewerthon, Lugano, Mineiro e Edmílson, que também estarão em campo.

Cada ex-jogador representou um clube: Lugano e Mineiro pelo Tricolor, Ewerthon pelo Dortmund, Zé pelo Bayern e Edmilson pelo Barça. Os atletas ligados aos times europeus já têm experiência nesse tipo de ação, que é um produto institucional das agremiações citadas acima.

As partidas serão realizadas no dia 15 de dezembro, a partir das 14h, no Morumbi, com jogos de 50 minutos (25 em cada tempo) e com substituições ilimitadas para facilitar a dinâmica dos jogos. O quadrangular permitirá que cada equipe atue em duas partidas, com direito a final e disputa de terceiro e quarto lugar. A ideia é que o projeto seja anual e tenha outras edições.

- O planejamento de uma nova marca, o planejamento é que seja uma marca duradoura. Ao firmar a parceria com clubes e atletas, sondamos outras equipes, mas preferimos anunciar Barcelona, Borussia, Bayern e São Paulo. A gente anuncia sempre no final do ano, que é quando os jogadores estão de férias - declarou Bruno Vieira, responsável pela realização do evento.

Ainda não está definida a lista de jogadores que cada clube trará ao Brasil, mas a promessa é de que craques de fama internacional estejam no país pela primeira vez. Bayern, Dortmund e Barcelona já contam com técnicos fixos que farão a seleção de nomes disponíveis para a o torneio. Já o São Paulo ainda não tem um técnico definido, mas Lugano deu pistas de possíveis atletas.

- A ideia é unir várias gerações de lendas do São Paulo, tem muitas gerações. Já falei com o pessoal, Silas, Careca, Muller, Kaká, Rogério, Luis, que ainda não se aposentou. O São Paulo tem muitas lendas para fazer esse projeto exitoso, não só para dezembro, mas também para frente - avisou o dirigente são-paulino.

Já Edmilson fez questão de dizer que o torneio não vai ser parecido com os tradicionais jogos beneficentes que acontecem todo fim de ano no Brasil. Para ele o torcedor brasileiro pode esperar equipes muito competitivas e que vão buscar mostrar seriedade aos torcedores que estiverem no Morumbi.

- Feliz de participar no meu país de um torneio tão importante. Não vai ser um jogo de pelada que passa no final do ano em que nove atacam e dois defendem. Já jogamos contra o Milan, Real Madrid, Manchester, o negócio não vai ser fácil não. Os caras vão vir voando, porque ninguém vai querer perder esse torneio - concluiu o ex-volante da Seleção Brasileira.

Ewerthon, por sua vez, comentou a importância desses projetos na Europa, e como o ex-jogador é tratado pelos torcedores de seus ex-clubes. O atacante relatou a emoção que viveu ao retornar Dortmund depois de dez anos.

- Quando saí do Borussia Dortmund, não tive a possibilidade de voltar a Dortmund. Voltei depois de dez anos. Quando me chamaram para integrar esse time, vou ser sincero para você, foi uma das coisas mais bonitas que já vi na minha vida. A vontade deles de ver as pessoas que jogaram... são coisas que, para nós, é muito valioso. Quando jogamos, não damos esse valor porque estamos concentrados, jogando quarta e domingo - explicou o ponta.

Apesar de ser assessor técnico do Palmeiras, Zé Roberto representará o Bayern de Munique no torneio. O ex-meio-campista e lateral-esquerdo do Verdão contou que os alemães há muito tempo o queriam para integrar o time de lendas do clube, desde quando ainda atuava profissionalmente.

- Como a maioria de vocês sabem, terminei minha carreira há dois anos e após o término da minha carreira recebi o convite do Palmeiras para exercer a função que exerço hoje, que é de assessor técnico. Mas, hoje estou aqui para representar o Bayern de Munique, clube que joguei seis anos na carreira e que me convidou quando eu ainda tinha 38 anos para jogar nos Legends - concluiu.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance