Relembre os jogadores da histórica derrota do Brasil para Honduras
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



06/06/2019 | 17:16

Relembre os jogadores da histórica derrota do Brasil para Honduras

  •  Belletti - Brasil x Honduras Copa América 2001
    Neste domingo, o Brasil vai fazer um amistoso com Honduras, às 16h, antes da disputa da Copa América. O rival, porém, já foi carrasco da Seleção Brasileira. Em 2001, o Brasil de Felipão foi eliminado para Honduras, nas quartas de final, por 2 a 0. Relembre os jogadores daquela equipe e o que eles estão fazendo atualmente, 18 anos depois. (Foto: Antônio Guadério)
  •  2002 - Marcos Seleção Brasileira
    Campeão e um dos principais jogadores da Copa de 2002, Marcos era o goleiro daquela partida. Um dos grandes ídolos da história do Palmeiras, o goleiro se aposentou em 2012, aos 38 anos. Atualmente, o ex-jogador dirige alguns negócios fora da área esportiva, como uma cervejaria própria. CBF
  •  Juan - Seleção brasileira
    Juan se aposentou neste ano, com a camisa do Flamengo. O zagueiro afirmou que quer aproveitar a família, no primeiro momento da aposentadoria, mas que pretende retornar ao Flamengo em algum cargo na diretoria. Dentro de campo, defendeu clubes como o Bayer Leverkusen e a Roma. (Foto: Nelson Almeida/Lancepress!)
  •  Mais jogos pelo Benfica - Luisão
    Um dos maiores ídolos da história do Benfica, Luisão fazia parte da zaga naquela eliminação. O jogador se aposentou em 2018, depois de muitos títulos e 15 anos defendendo as Águias. (Foto: MIGUEL RIOPA / AFP)
  •  Cris Cruzeiro x Corinthians
    Ao lado de Luisão, Cris fechava a dupla de zaga. O zagueiro teve passagens vitoriosas pelo Cruzeiro, Bayer Leverkusen e Lyon, além de ter defendido o Galatasaray. Encerrou a carreira em 2014 e iniciou a carreira de treinador. Em 2016/17 chegou a comandar o Sub-19 do Lyon. (Foto: Reprodução/Divulgação)
  •  seleção brasileira Belletti
    Com boas passagens pelo Barcelona, São Paulo e Chelsea, Belletti era o lateral daquela Seleção. O jogador, inclusive, marcou um gol contra na partida. Se aposentou em 2011 e vitou comentarista. Em 2016 trabalhou como diretor internacional do Coritiba. Atualmente é um dos embaixadores globais do Barcelona. repordução/internet
  •  Emerson - Real Madrid
    Com passagens por Grêmio, Bayer Leverkusen, Juventus, Real Madrid e Milan, Emerson encerrou a carreira em 2009 e era um dos volantes da equipe derrotada por Honduras. Após se aposentar virou auxiliar técnico (trabalhou no Grêmio entre 2012 e 2013) e atualmente está sem clube. (Foto: Andrea Comas/Arquivo)
  •  Eduardo Costa
    Eduardo Costa foi revelado pelo Grêmio e teve passagens por Bordeuax, Olympique de Marselha, São Paulo e Monaco. Encerrou a sua carreira no Avaí, em 2015. Divulgação/SMG
  •  Alex disputou a Copa América de 2001, quando o Brasil caiu para Honduras
    Um dos craques daquela Seleção, Alex é considerado um dos grandes meias da história. Um dos maiores ídolos do Fenerbahce, também é considerado referência na história do Cruzeiro, Palmeiras e Coritiba. Atualmente trabalha na ESPN, no programa 'Resenha ESPN'. (Foto: ANTONIO SCORZA/AFP)
  •  Júnior - Palmeiras - 1999
    Com grande carreira no Palmeiras, Parma, Vitória e São Paulo, o lateral Júnior também estava presente. O jogador se aposentou em 2011, mas retornou ao futebol, aos 45 anos e assinou com o Formosa, de Goiás, neste ano. (Foto: Djalma Vassão/Lance!/Arquivo)
  •  2002: Denilson contra turcos
    Outro craque daquele elenco, Denílson fez sucesso com a camisa do São Paulo, Betis e Seleção Brasileira. Campeão do mundo em 2002, o atacante pendurou as chuteiras em 2010. Atualmente trabalha como comentarista na 'Band'. Arquivo CBF
  •  2001 - Guilherme (Atlético-MG)
    Guilherme fazia o ataque com Denílson. O atacante teve grande desempenho no Atlético Mineiro, entre 1999 e 2002. Também defendeu o Grêmio, Botafogo e São Paulo. Atualmente é treinador e já teve passagens por Linense, Vila Nova, Novo Horizontino e Paysandu. (Foto: ANTONIO SCORZA / AFP)
  •  No dia 4 de junho de 2006 a Seleção Brasileira goleou a Nova Zelândia por 4 a 0. O time de Carlos Alberto Parreira teve seus gols anotados por Ronaldo, Adriano, Kaká e Juninho Pernambucano
    Um dos maiores ídolos da história do Vasco e do Lyon, Juninho Pernambucano entrou no segundo tempo daquela partida. Após a aposentadoria, trabalhou como comentarista no 'SporTV' e atualmente é o diretor de futebol do Lyon. (Foto: ANTONIO SCORZA / AFP)
  •  1998/1999: Jardel marcou 36 gols pelo Porto e recolocou o Brasil no caminho do prêmio
    Ídolo do Porto, Jardel também entrou no segundo tempo daquela partida. O jogador também teve passagens vitoriosas no Grêmio e Vasco. Encerrou a carreira em 2011. Atualmente é empresário no ramo do futebol (Foto: JARBAS DE OLIVEIRA / AFP)
  •  Juninho Paulista
    Outro jogador que entrou na segunda etapa foi Juninho Paulista. Como jogador, teve sucesso no Vasco, São Paulo, Flamengo, Middlesbrough e Atlético de Madrid. Atualmente é o gestor do Ituano. DANIEL GARCIA / AFP
  •  Felipão, que rivalizou com Bianchi no fim da década de 90 e início dos anos 2000, ganhou em 2002 pela conquista do penta com a Seleção Brasileira
    Depois do fiasco, Felipão continuou na Seleção Brasileira e foi campeão da Copa do Mundo em 2002. Após essa passagem, comandou a seleção de Portugal, o Chelsea, Guangzhou Evergrande e também a Seleção na Copa de 2014, onde foi eliminado pela Alemanha, na semifinal, no histórico 7 a 1. Atualmente é o treinador do Palmeiras. (Foto: VANDERLEI ALMEIDA / AFP)
SEUCLUBE
atletico-paranaense
atlético mineiro
avaí
bahia
botafogo
ceara
chapecoense
corinthians
cruzeiro
CSA
flamengo
fluminense
Fortaleza
Goiás
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance