Qatar supera vacilos da defesa, joga bola e faz estreia digna no Maracanã
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Qatar supera vacilos da defesa, joga bola e faz estreia digna no Maracanã

Paraguai x Catar
Almoez Ali marcou um lindo gol no Maracanã (Foto: Carl de Souza/AFP)
Matheus Dantas - 16/06/2019 - 18:30
Rio de Janeiro (RJ)
Os 19.162 torcedores que foram ao Maracanã neste domingo, para a estreia de Paraguai e Qatar na Copa América, puderam ver belos gols e um animado empate em 2 a 2. Se a Albirroja conta com rostos conhecidos dos brasileiros - como Gatito Fernández e Balbuena -, o futebol da seleção qatari era uma incógnita para a maioria do público, mas mostrou-se uma grata surpresa.

Foi com um time organizado e apreço pela bola que o Qatar, do espanhol Félix Sánchez, superou os vacilos defensivos, arrancou o empate e deixou o gramado do histórico estádio aplaudido pela torcida brasileira. Na véspera da partida, o treinador já dizia que sua equipe "sentia-se mais confortável com a bola". Ao apito final, a seleção qatari teve maior posse e trocou mais passes que o rival.


Os gols de Almoez Ali e Khoukhi, ambos na etapa final, foram resultados de jogadas bem construídas. Com o próprio Almoez Ali, o lateral Abdelkarim e o atacante Afif, o Qatar mostrou bom poder ofensivo pelo lado esquerdo, com boas triangulações e entrosamento. Para quem não pôde acompanhar, a atuação foi uma boa mostra do futebol do atual campeão da Copa da Ásia.

​Sede da próxima Copa do Mundo, o Qatar encara a Copa América como um grande teste, onde poderá ver em que nível competitivo está frente às grandes seleções. O Paraguai, fora dos últimos dos Mundiais, não está entre esses países, e conseguiu aproveitar os vacilos defensivos para abrir 2 a 0 no placar.

Nos próximos jogos, contra Argentina e Colômbia, as dificuldades tendem a ser maiores para o Qatar, mas neste primeiro jogo, o time deixou uma boa impressão e levará boas recordações da partida disputada no Maracanã.

Facebook Lance Twitter Lance