Presidente do Bayern volta atrás em declaração sobre boicote à seleção
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Presidente do Bayern volta atrás em declaração sobre boicote à seleção

Uli Hoeness
Hoeness deu declaração polêmica (Foto: AFP/Christof Stache)
LANCE! - 26/09/2019 - 14:22
Munique (ALE)
O presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, declarou que o clube bávaro não ia mais ceder nenhum jogador para a seleção alemã, caso o goleiro Neuer perdesse a vaga de titular para Ter Stegen. Nesta quinta-feira, porém, o mandatário voltou atrás, conforme comunicado oficial enviado ao jornal 'Der Spiegel'.

- Imediatamente depois do jogo, o senhor Hoeness prestou declarações sobre a discussão em torno dos goleiros da seleção. Hoje, com maior distanciamente, não as faria. O assunto esrá encerrado e novos comentários não vão ser feitos - aponta o comunicado.

SEM O BAYERN?
Na última partida da Alemanha, o Bayern de Munique tinha quatro representantes. Kimmich, Neuer, Sule e Gnabry fizeram parte da convocação. A seleção venceu a Irlanda do Norte, por 2 a 0 e Gnabry fez o gol da vitória. O site 'Trannsfermarkt' projetou como seria a seleção sem o Bayern (veja abaixo).

Ver essa foto no Instagram

This is how the 🇩🇪 XI could look like, if Uli Hoeneß delivers on his threat not to send Bayern players to the German national team should ter Stegen play instead of Neuer! 😲👀 ————————————————————— #germany #diemannschaft #dfb #fcbayern #fcbarcelona #bvb #chelseafc #borussia #rbleipzig #mancity #bayer04 #realmadrid #arsenal

Uma publicação compartilhada por Transfermarkt (@transfermarkt_official) em

DISPUTA
Aos 33 anos, Neuer é o titular da seleção até o momento. Ter Stegen, porém, vive grande fase no Barcelona e foi indicado, pela Fifa, ao prêmio de melhor goleiro do mundo, mas perdeu para Alisson.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance