Milan joga mal, perde em casa para Lazio e segue à deriva no Italiano
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Milan joga mal, perde em casa para Lazio e segue à deriva no Italiano

Lazio x Milan
Lazio não vencia o Milan em Milão há 30 anos (Divulgação Twitter)
LANCE! - 03/11/2019 - 19:58
Rio de Janeiro (RJ)
Decepção, seu sobrenome é Milan. Neste domingo, mais uma vez o time rubro-negro entristeceu seus torcedores. Melhor para a Lazio, que venceu em pleno San Siro por 2 a 1 e continua firme e forte na briga por vaga na Liga dos Campeões da Uefa. Já a situação do Milan é crítica. A equipe caiu para a 12ª colocação, com 13 pontos, e continua bem longe do pelotão da frente. A Lazio é 6ª, com 18, três a menos que o Cagliari, 4º, com 21, time que fecha o G-4. A sequência é ingrata para o Milan, que enfrenta Juventus e Napoli nas próximas rodadas.

TABELA
Confira a classificação do Campeonato Italiano


BRASILEIROS EM CAMPO
Stefano Pioli, técnico do Milan, escalou desde início Léo Duarte e Lucas Paquetá. No 4-3-3 milanista, Paquetá atuou à frente do primeiro volante, Ismael Bennace, pelo lado esquerdo. Na Lazio, Lucas Leiva fez parte da linha de cinco no meio do técnico Simone Inzaghi, com Savic e Luis Alberto próximos, Lazzari e Lulic pelas alas. Nos respectivos bancos de reservas, ainda tinham Rafael Leão (pelo Milan) e Luiz Felipe (pela Lazio).


LÉO DUARTE FALHA, E IMMOBILE NÃO PERDOA
O jogo começou equilibrado, mas com o Milan criando as melhores oportunidades. Aos 15, Calhanoglu arriscou de longe com a direita e a bola passou rente à trave direita de Strakosha. A resposta da Lazio veio em grande estilo: com a bola dentro das redes. Aos 24, Lazzari recebeu sozinho pelo lado direito e cruzou para dentro da área. A bola parecia perdida, mas Immobile apareceu como um raio e cabeceou firme à meta de Donnaruma. Na jogada, Léo Duarte não acompanhou o italiano e o permitiu concluir com liberdade.

MILAN EMPATA AINDA NO PRIMEIRO TEMPO, MAS PERDE DESTAQUE POR LESÃO
O Milan não perdeu tempo lamentando e chegou ao empate aos 27 minutos. Theo Hernandez cruzou e Bastos, numa disputa com Piatek, acabou colocando a pelota na própria meta. O gol animou os torcedores presentes no San Siro. Nos minutos finais da etapa inicial, Pioli teve que fazer uma alteração precoce. Castillejo sentiu dores musculares e pediu mudança. Ante Rebic foi colocado em campo. O espanhol vinha sendo a principal válvula de escape do rubro-negro, sendo opção de drible e infiltração pela direita.

SEGUNDO TEMPO DE DOMÍNIO DIVIDIDO, MAS LAZIO É QUEM MARCA
​O equilíbrio voltou a ser a tônica do segundo tempo. Porém, a efetividade da Lazio foi maior. Aos 37 minutos do segundo tempo, em contra-ataque de almanaque, Joaquín Correa recebeu de Luis Alberto e rematou com a perna direita, na cara do gol, para desempatar o confronto. Nos minutos finais, o time de Simone Inzaghi mostrou categoria no toque de bola, aproveitando do desespero de um desorganizado Milan. Poderia ter marcado o terceiro nas transições, mas optou por cadenciar mais as jogadas.

TABU É QUEBRADO
A vitória da Lazio não só foi especial por reaproximar a equipe da capital italiana da G-4 do Calcio, como serviu para quebrar um incômodo jejum. Há 30 anos os laziales não venciam o Milan em Milão pelo Campeonato Italiano. O último triunfo tinha sido em 1989, por 1 a 0, gol contra de Maldini. 

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance