Ao L!, Felipe comenta expectativa de estrear pelo Atlético de Madrid e sonha com Seleção: 'É um objetivo'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Ao L!, Felipe comenta expectativa de estrear pelo Atlético de Madrid e sonha com Seleção: 'É um objetivo'

Felipe Atlético de Madrid Apresentação
Felipe afirmou que está realizando um sonho de criança em poder atuar por um gigante da Europa (Divulgação)
Leonardo Damico - 16/07/2019 - 08:15
Madri (ESP)
O Atlético de Madrid foi um dos clubes que mais se movimentou nesta janela de transferências da Europa até aqui. Uma das principais contratações da equipe foi o zagueiro Felipe, de 30 anos, que custou 20 milhões de euros (cerca de R$ 85 milhões) aos colchoneros. Vendido pelo Porto e contratado por três temporadas pelo clube espanhol, o brasileiro comemorou o acerto com o time de Diego Simeone em entrevista ao LANCE!

- Sem dúvidas, é a realização de um sonho de criança. Chegar a um clube gigante da Europa começou como um sonho, virou um objetivo de carreira e, graças a Deus, pude alcançá-lo. Fui muito bem recebido desde o primeiro dia, por todos os funcionários, diretores, presidente, comissão técnica e companheiros. A sensação tem sido a melhor e espero que a gente possa ter sucesso nesta temporada - disse Felipe.


Suprir ausência de Godín
No clube colchonero, Felipe vai ter uma difícil missão: substituir Diego Godín, um dos maiores ídolos da história recente da equipe. Pelo Atlético de Madrid, o defensor jogou quase 400 partidas, marcou 27 gols e conquistou diversos títulos. O zagueiro uruguaio de 33 anos, que fazia dupla com o companheiro de seleção José Giménez, assinou com a Internazionale no último mês.

- Godín é um ídolo do clube, um grande jogador e teve uma bela história no Atlético. Quem sabe eu também não possa ter uma grande trajetória também, né? Mas não chego para substituir ninguém, e sim para construir e fazer a minha própria história. É um clube que sempre teve grandes zagueiros, grandes defesas, e espero poder representar da melhor forma, com muito trabalho e dedicação no dia a dia - conversou o zagueiro.

Atlético forte na janela
Apesar de ter perdido importantes jogadores no mercado, como Griezmann, Rodrigo, Godín, Hernandéz, Filipe Luis e Juanfran, o Atlético de Madrid atuou rápido na janela e trouxe reforços. Além de Felipe, os colchoneros também acertaram as contratações de João Félix, Hector Herrera, Marcos Llorente, Renan Lodi e Morata (em definitivo). O zagueiro falou sobre o assunto.

- O Atlético sempre foi um dos melhores clubes do mundo, com excelentes jogadores, e a chegada de reforços só aumenta a qualidade do elenco para brigar pelas competições. Há muitos anos, é uma equipe que sempre está brigando pelas principais competições do mundo e, sem dúvidas, teremos esse mesmo objetivo nesta temporada - disse o brasileiro.

Montagem João Félix, Hector Herrera, Alvaro Morata e Renan Lodi
João Félix, Herrera, Morata e Lodi são outros reforços do Atléti (Div.)
Estatísticas a favor
Antes de assinar com o time espanhol, Felipe brilhou com a camisa do Porto. Nas três temporadas em que esteve nos Dragões, o jogador foi um dos principais atletas da equipe, conquistando um Campeonato Português e uma Supertaça de Portugal. Por três anos consecutivos, o brasileiro apareceu na seleção do melhores do país. As boas atuações renderam ao atleta a convocação para a Seleção Brasileira.

Felipe jogou uma partida com a Amarelinha, em um amistoso contra El Salvador, vencido pelo Brasil por 5 a 0 no ano passado. Em 142 partidas disputadas com o Porto, Felipe foi titular em todas elas e balançou as redes por 11 vezes. Outra boa estatística do defensor é o baixo número de derrotas na carreira. Desde 2015, na época de Corinthians, até hoje, Felipe acumula uma média de menos de 15% de derrotas por temporada.

- Minha passagem por Portugal teve uma importância enorme. Poder conhecer a escola do futebol europeu, as diferenças técnicas e táticas, tudo isso agregou muito. O fato de também enfrentar grandes adversários, principalmente na Liga dos Campeões, é algo que o faz crescer muito em diversos aspectos, tanto na parte de jogo como na parte emocional. Graças a Deus, pude conquistar títulos em minha passagem pelo Porto, ter uma boa sequência - celebrou o atleta de 30 anos.

Felipe - Porto
Felipe conquistou dois títulos pelo Porto (Divulgação/FC Porto)
Retorno à Seleção Brasileira
O sistema defensivo da equipe de Tite tem duas peças importantes já com idade avançada. Thiago Silva e Miranda, beirando a casa dos 35 anos, devem dar espaço a outros atletas em um futuro próximo na Seleção. Felipe, que já apareceu duas vezes em convocações, pode estar na fila para receber outra chance. Além do amistoso em 2018, o jogador também foi convocado em 2016 para partidas das Eliminatórias, mas ficou no banco.

- Seleção Brasileira é sempre um objetivo, mas nesse momento eu estou focado no Atlético de Madrid, na minha chegada ao clube, para fazer um grande trabalho aqui. O que pode acontecer depois será consequência. O Brasil sempre terá uma grande quantidade de jogadores capacitados em vestir a camisa da Seleção - explicou o defensor do clube espanhol.

Felipe Seleção
Felipe foi convocado para a Seleção em 2016 e 2018 (Lucas Figueiredo)
Confira outros trechos da entrevista de Felipe ao L!

Primeiros contatos com a Espanha
- Não tive muito tempo para usufruir da cidade, pois foi tudo muito corrido desde a minha chegada e depois já viemos para a pré-temporada no complexo de treinamento do clube, em Los Angeles de San Rafael. Mas acredito que não vá ter problema, pois a cultura espanhola é parecida com a portuguesa e brasileira, com muitos brasileiros também morando aqui, então creio que no sentido de adaptação não haverá problema algum. É uma cidade maravilhosa e espero ser muito feliz aqui.

Trabalhar com Diego Simeone
- São poucos dias de trabalho ainda, mas já dá para ver que o Simeone é um técnico muito bom, exigente, inteligente e que gosta de conversar bastante. Sempre tive uma grande admiração pela forma de trabalhar e de montar as equipes dele. Espero poder aprender muito e crescer com ele também. É um profissional vitorioso como jogador e como treinador, que nos passa isso como objetivo e é algo que eu também sempre carreguei comigo por onde passei.

Projeção pessoal para a temporada
- Não penso somente em mim. Sempre procuro pensar mais coletivamente, em fazer a equipe vencer e conquistar os objetivos. Eu cheguei para somar, para ajudar, e espero que a gente possa se preparar muito bem durante a pré-temporada para largar bem na nova época.

Possível volta ao Brasil no futuro
- Sinceramente, é algo que ainda não penso, não tenho planos para o fim de carreira. Estou chegando ao meu segundo clube na Europa, espero ser muito feliz e escrever uma bela história no Atlético de Madrid. Neste momento, é só nisso que eu penso, em ainda poder jogar em alto nível por muitos anos e ter uma grande trajetória aqui.

Felipe Atlético de Madrid Treinamento
Felipe já treinando pelo Atlético de Madrid (Divulgação/Twitter)
Facebook Lance Twitter Lance