Favilli faz dois e comanda vitória da Juventus sobre o Bayern de Munique
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
Escudo - Juventus
2
 
-
 
0
Escudo do Bayern de Munique

Favilli faz dois e comanda vitória da Juventus sobre o Bayern de Munique

Juventus x Bayern de Munique
Na Filadélfia, a Juventus brilhou sobre os erros do Bayern de Munique e garantiu a vitória com dois gols de Favilli (ODD ANDERSEN / AFP)
LANCE! - 25/07/2018 - 22:06
Filadélfia (EUA)
A forte chuva que caía na Filadélfia no momento da disputa entre Juventus e Bayern de Munique, pela Copa dos Campeões Internacionais, não esfriou a intensidade do confronto, que apesar de amistoso, foi encarado com grande seriedade pelas equipes. Em noite de atenções voltadas a Favilli, a Velha Senhora teve menos posse de bola, mas foi pontual ao aproveitar os erros dos alemães e garantiu a vitória por 2 a 0 mostrando a força do elenco que vai brigar pela Liga dos Campeões nesta temporada.

PRIMEIRO TEMPO
Na primeira partida da Juventus sem o goleiro Buffon, que assinou com o PSG, o técnico Massimiliano Allegri não quis dar espaço para o azar e mandou a campo a maioria dos titulares, com as ausências marcantes de CR7, Dybala e Douglas Costa. Do outro lado, o Bayern de Munique poupou suas principais peças, com exceção de Ribery e Javi Martínez. Dotada de um time entrosado, a Juve levou perigo a meta alemã logo nos primeiros minutos com chegada perigosa de Favilli após erro da zaga, mas a precisão de Ulreich adiou a abertura do placar.

O susto despertou o Bayern, que partiu em contra-ataque e deixou Ribery em boa condição, mas Perin levou a melhor. No decorrer da etapa, os alemães dominaram a criação de jogadas e a posse de bola, chegando a 75% contra apenas 27% dos italianos. Entretanto Ulreich não deixou de ser acionado. Em um primeiro tempo marcado por faltas, o camisa 1 salvou o Bayern de uma cobrança direta de Marchisio e, após nova tentativa alemã em chute cruzado de Gnabry, o arqueiro voltou a ser exigido em pontapé de Alex Sandro.

Intimidada, a Juventus passou a se atentar aos erros do rival e a tática logo surtiu efeito. Após evitar um escanteio, Ulreich entregou a bola no pé de Marchisio, que rolou para Favilli tocar para o fundo do gol vazio e abrir o placar aos 31 minutos. A chuva deu uma trégua, mas o camisa 30 não. Apenas nove minutos depois, Favilli, sozinho recebeu lançamento de Alex Sandro e aproveitou que Ulreich estava adiantado para tocar no canto do gol, deixando o arqueiro sem chances.

SEGUNDO TEMPO
Após sofrer dois gols em um intervalo de dez minutos, o Bayern de Munique voltou para o segundo tempo sem o capitão Ribery e apostando suas fichas no veloz Robben, que dominou as primeiras chances de gol. Do outro lado, com uma larga vantagem, a Juventus se concentrou na defesa e travou a chegada dos Bávaros na grande área, obrigando a equipe alemã a arriscar de longe.

Apesar das tentativas em lançamentos Rafinha e Renato Sanches, a Juventus logo alcançou o equilíbrio na posse de bola. Enquanto isso, o Bayern, estritamente marcado, passou boa parte da etapa trocando passes curtos em busca de espaços no gramado, entretanto, o desespero em evitar a derrota só aumentou a lista de erros cometidos pela equipe, que isolou a bola diversas vezes na etapa complementar.

Ao contrário do primeiro tempo, que foi amplamente movimentado, a partida adotou um aspecto mais lento e sem emoção. Atrás no placar, o Bayern viu uma grande quantidade de alterações prejudicar o entrosamento da equipe, mas tentou reverter o resultado se concentrando no campo de ataque. A melhor chance dos Bávaros partiu de um recuo errado da Juve nos minutos finais. Atento, Coman disparou sozinho em direção a meta alvinegra, passou por Barzagli, mas chutou por cima do gol e coube aos italianos a comemoração da vitória.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance