menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Com emoção e inovação: Bayern fatura a Supercopa da Alemanha

  •  Borussia x Bayern
    Após empate no tempo normal, Bayern vence Borussia nos pênaltis  AFP
  •  Borussia x Bayern
    Após empate no tempo normal, Bayern vence Borussia nos pênaltis AFP
  •  Borussia x Bayern
    Após empate no tempo normal, Bayern vence Borussia nos pênaltis AFP
  •  Borussia x Bayern
    Após empate no tempo normal, Bayern vence Borussia nos pênaltis AFP
  •  Borussia x Bayern
    Após empate no tempo normal, Bayern vence Borussia nos pênaltis AFP
  •  Borussia x Bayern
    Após empate no tempo normal, Bayern vence Borussia nos pênaltis AFP
  •  Borussia x Bayern
    Após empate no tempo normal, Bayern vence Borussia nos pênaltis AFP
  •  Borussia x Bayern
    Após empate no tempo normal, Bayern vence Borussia nos pênaltis AFP
  •  Borussia x Bayern
    Após empate no tempo normal, Bayern vence Borussia nos pênaltis AFP
  •  Borussia x Bayern
    Após empate no tempo normal, Bayern vence Borussia nos pênaltis AFP
  •  Borussia x Bayern
    Após empate no tempo normal, Bayern vence Borussia nos pênaltis AFP
  •  Borussia x Bayern
    Após empate no tempo normal, Bayern vence Borussia nos pênaltis AFP
  •  Borussia x Bayern
    Após empate no tempo normal, Bayern vence Borussia nos pênaltis AFP
Bernardo Cruz * - 05/08/2017 - 17:50
Dortmund (ALE)
Borussia Dortmund e Bayern de Munique abriram a temporada do futebol alemão em grande estilo, no Signal Iduna Park, na disputa da Supercopa da Alemanha. Mesmo sem ser uma exibição técnica excelente, as duas equipes compensaram com vontade. No tempo normal, empate por 2 a 2 (gols de Pulisic e Aubameyang para os donos da casa e Lewandowski e Kimmich para os visitantes). Nos pênaltis, melhor para a equipe de Carlo Ancelotti, que venceu por 5 a 4 (o goleiro Ulreich defendeu duas cobranças), faturou o sexto título do torneio (maior vencedor), em partida que ficou marcada pela utilização do árbitro de vídeo na Alemanha pela primeira vez, testado justamente no gol de empate bávaro no fim.

Apesar de ser uma disputa de título, tanto o técnico do Borussia, Peter Bosz, quanto o do Bayern, Carlo Ancelotti, pouparam alguns de seus principais jogadores. Pelo lado dos donos da casa, Götze, Kagawa e Reus nem sequer ficaram no banco. Pelo lado bávaro, Neuer, Thiago Alcântara, Robben, Boateng, James Rodríguez e Alaba foram as ausências mais sentidas.

Com a bola rolando, ficou evidente também que as duas equipes estão em início de temporada. Muita vontade e pouca sintonia, o que provocou muitos erros de passe nos primeiros 45 minutos.

Os dois gols também mostraram cochilos de ambas as partes. Primeiro, Javi Martínez entregou um presente para o americano Pulisic, que só teve trabalho de deslocar o goleiro Ulrechi e fazer a festa da torcida aos 11 minutos. O Bayern não se apavorou e chegou ao empate seis minutos depois em lance polêmico. Rudy lançou Kimmich em posição duvidosa. O camisa 32 rolou para Lewandowski deixar sua marca. O árbitro Felix Zwayer consultou o árbitro de vídeo (foi o primeiro jogo oficial na Alemanha com essa tecnologia). No entanto, validou o gol.

O empate fez bem ao Bayern. Mais organizado e com Ribéry e Kimmich inspirados, dominou as ações a partir de então. Teve pelo menos três boas chances de virar, mas parou em grande defesa de Burki e também na trave. Com Dembelé e Aubameyang apagados, o Borussia não conseguiu assustar mais e foi para o intervalo no lucro.

O início da etapa final foi marcada pela marcação forte de ambas as equipes. Além disso, os dois técnicos promoveram mudanças em suas respectivas equipes. Como a técnica e a falta de ritmo de início de temporada contribuíram para os erros, os jogadores de Borussia e Bayern resolveram colocar o coração para tentar o título no tempo normal.

Com o jogo aberto, os rivais tiveram boas chances em sequência. Primeiro o Dortmund quase marcou após pela jogada de Dembelé, mas Castro chegou atrasado. Depois Tolisso teve uma ótima chance de virar o placar, mas parou em Bürki. Em seguida, Lewandowski poderia ter deixado mais um, mas também teve o chute defendido pelo goleiro adversário.

O preço seria pago caro pelos bávaros no contra-ataque seguinte do Borussia. Lembra que Dembelé e Aubameyang estavam apagados? Pois é. O camisa 7 deu grande passe para o artilheiro gabonês tocar por cima de Ulreich e fazer o Signal Iduna Park explodir.

Para quem achou que a emoção acabou, o melhor ficou para o fim. Faltando três minutos para o fim, o Bayern empatou novamente em lance confuso. Rudy cobrou a falta, Lewandowski mandou de cabeça no travessão. No bate e rebate, Kimmich que chutou, a bola pegou em Piszczek e entrou. O juiz, desta vez, consultou o árbitro de vídeo pela primeira vez em um jogo na Alemanha, e validou o empate bávaro.

Nos pênaltis, foi a vez de Ulreich brilhar. Ele defendeu as cobranças de Rode e Bartra e garantiu a festa dos visitantes na casa do rival. Com isso, o Bayern inicia de forma vitoriosa a sua temporada na Alemanha.

*O jornalista viaja convidado pela Bundesliga Internacional

E MAIS:
SEUCLUBE
atlético mineiro
botafogo
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance