Conheça a medida anti-simulação inglesa que quase atingiu brasileiro
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Conheça a medida anti-simulação inglesa que quase atingiu brasileiro

Richarlison - Bournemouth x Watford
Richarlison por pouco não foi punido por dois jogos de suspensão (Foto: Reprodução / Twitter)
LANCE! - 26/10/2017 - 11:59
Londres (ING)
Há cerca de uma semana, a Federação Inglesa de Futebol ("FA", na sigla em inglês) abriu caminho para um futebol mais limpo. Shaun Miller, atacante do Carlisle, da League Two (quarto escalão), se tornou o primeiro jogador a ser suspenso por simulação na história da Inglaterra. A punição foi de dois jogos.

Carlisle, inglês de 30 anos, tentou ludibriar o árbitro e simular um pênalti no empate da sua equipe com o Wycombe Wanderers, em 3 a 3, no último dia 17. Na ocasião, o dirigente do clube Nigel Clibbens se disse "desapontado" com a decisão da FA.

- Estamos muito desapontados com o que aconteceu. Na nossa visão, não houve intenção de ludibriar o árbitro e também não foi um lance claro. Shaun e nenhum outro jogador do Carlisle United pediram o pênalti. Todos eles jogaram bola e não estavam esperando ou caçado uma decisão dessa. Você pode ver nas imagens que todos eles ficaram surpresos quando o pênalti foi dado - comentou o cartola britânico (veja o lance abaixo). 


Um brasileiro quase sofreu com a medida anti-simulação, recentemente, nesta que é a sua primeira temporada. Recém-contratado pelo Watford junto ao Fluminense, Richarlison, de 20 anos, teve uma trupe com 13 pessoas incluindo ex-jogadores, árbitros e técnicos assistindo à jogada em que o brazuca foi derrubado por Héctor Bellerin e sofreu pênalti controverso, no duelo contra o Arsenal, no dia 14 de outubro, pelo Campeonato Inglês. 

Na ocasião, que culminou em vitória do Watford por 2 a 1, o técnico Arsène Wenger acusou Richarlison de simulação e classificou o pênalti como "decisão escandalosa" do árbitro. 

- A decisão (da árbitragem) no pênalti foi um pouco ridícula. Foi uma decisão escandalosa, mas o que nós podemos fazer? Nada. Podemos falar sobre, mas no fim das contas eles marcaram. Não foi pênalti, foi uma invenção do árbitro.A decisão foi errada e aconteceu em um momento importante para eles (Watford). Sem pênalti, sem gol - comentou Wenger (assista ao lance abaixo).

O caso mais recente de análise se deu nesta semana. Bernardo Silva, meia do Manchester City, se atirou ao perceber a chegada do goleiro Pope, do Burnley: pênalti, também muito contestável, anotado por Agüero. Após a marca do argentino, aos 28 minutos, os Citizens encontraram mais facilidade e venceram por 3 a 0, pela Premier League. Também não houve punição para Silva.

SOBRE A MEDIDA

Richarlison e Bernardo Silva escaparam de serem os primeiros jogadores da elite inglesa punidos, ou inseridos no "Dive Ban" (castigo por mergulho) - alcunha cada vez mais popular na Terra da Rainha. A medida da FA 
analisa apenas os lances em que um dos clubes envolvidos na partida é beneficiado, seja por meio de um pênalti marcado ou de uma expulsão - os casos em que o atleta recebe dois cartões amarelos também são contabilizados, por exemplo.

Esse tipo de punição já é utilizado na vizinha Escócia desde 2011. A tendência é que a medida se torne cada vez mais fincada na Inglaterra, sobretudo pela cultura local de repudiar simulações, como fez Arsène Wenger na situação de Richarlison. Bernardo, aliás, também foi muito criticado pelo técnico do Burnley, Sean Dyche, que afirmou que o contato com o goleiro foi "mínimo" e que o jovem filho dele "no jardim não cairia assim".


E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance