Com recorde de público, Tottenham vence Arsenal com propriedade
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
Tottenham escudo
1
 
-
 
0
Escudo Arsenal

Com recorde de público, Tottenham vence Arsenal com propriedade

  •  Tottenham x Arsenal
    Tottenham 1 x 0 Arsenal AFP
  •  Tottenham x Arsenal
    Tottenham 1 x 0 Arsenal AFP
  •  Tottenham x Arsenal
    Tottenham 1 x 0 Arsenal AFP
  •  Tottenham x Arsenal
    Tottenham 1 x 0 Arsenal AFP
  •  Tottenham x Arsenal
    Tottenham 1 x 0 Arsenal AFP
  •  Tottenham x Arsenal
    Tottenham 1 x 0 Arsenal AFP
  •  Tottenham x Arsenal
    Tottenham 1 x 0 Arsenal AFP
  •  Tottenham x Arsenal
    Tottenham 1 x 0 Arsenal AFP
  •  Tottenham x Arsenal
    Tottenham 1 x 0 Arsenal AFP
LANCE! - 10/02/2018 - 12:36
Mais de 83 mil pessoas, recorde de público na história da Premier League, viram o Tottenham, com gol de Harry Kane, vencer o rival Arsenal neste sábado, no Wembley, em um dos grandes clássicos (senão o maior) da cidade de Londres. Reforços do Arsenal na temporada, Aubameyang e Mkhitaryan, tiveram atuação apagada. O Tottenham mostrou sua superioridade, com um volume de jogo impressionante e só não saiu uma goleada por conta da grande atuação do goleiro do Arsenal, Peter Cech.

Ainda sem o brasileiro, Lucas Moura, o Tottenham começou o primeiro tempo com mais intensidade, saindo com velocidade no contra ataque, principalmente com Dele Alli. Em uma dessas chegadas, o meia inglês penetrou a área e tocou para Kane, Mustafi conseguiu interceptar e jogou contra o próprio gol, Cech conseguiu espalmar para escanteio.

O Arsenal demonstrou dificuldade em sair jogando e em encontrar espaço, com um meio campo sem criatividade, Ozil apagado e Mkhitaryan bem marcado, não conseguiam criar. A marcação adiantada do Tottenham também serviu para dificultar a criação do Arsenal. A melhor oportunidade do primeiro tempo saiu com Harry Kane. Com o Tottenham crescendo no jogo, explorando os lançamentos e com marcação forte, Eriksen conseguiu um grande passe e botou na cabeça do artilheiro, sozinho, cabecear por cima do gol de Cech.

O primeiro tempo terminou com o Tottenham um pouco superior, com 58% de posse de bola e 6 chutes para gol. O Arsenal conseguiu criar suas primeiras oportunidades apenas no final do primeiro tempo, mas nada que assustasse a defesa dos Spurs e o goleiro Lloris.

O Tottenham manteve o ritmo aplicado do primeiro tempo e abriu o placar logo no início do segundo tempo. O lateral Ben Davies cruzou e Harry Kane (sempre ele) subiu mais alto que toda a defesa do Arsenal e abriu o placar com um gol de cabeça.


Kane continuava implacável, assim como o Tottenham. A pressão nos primeiros 15 minutos foi enorme. Nos primeiros dez minutos, além do gol, Kane teve duas grandes chances de ampliar o placar: primeiro, uma cabeçada que tirou tinta da trave; depois, um chute forte de primeira, exigindo grande defesa de Cech.

Totalmente acuado, o Arsenal, sem perspectivas e sem saber como reagir, via o Tottenham atacar como um rolo compressor. Eriksen, em cobrança de falta, na entrada da area, quase fez o segundo gol, Cech teve que fazer outra grande (e difícil defesa).

Tentando mudar a passividade de seu time, Arsene Wenger botou dois atacantes: Lacazatte entrou no lugar de Mkhitaryan e Iwobi no lugar do volante, Elneny. As substituições do Arsenal não fizeram tanto efeito, a do Tottenham sim. Sun deu lugar a Lamela e o jogador argentino, deu ainda mais ofensividade e velocidade aos Spurs. O argentino ampliou a superioridade e deu um belo passe para Dele Alli, que na cara de Cech, mandou para fora.

O Arsenal chutou a gol pela primeira vez no jogo apenas aos 23 minutos do segundo tempo, Jack Wilshere, de fora da area, chutou colocado obrigando Lloris a fazer uma grande defesa. O Tottenham apesar de criar grandes oportunidades, não conseguia aumentar o resultado. Kane deu um ótimo passe para Trippier, o lateral chutou de primeira e Cech, melhor em campo pelo lado do Arsenal, fez mais uma grande defesa.

O Tottenham ainda teve uma última oportunidade de ampliar o placar, mas o segundo gol não saiu. Lamela recebeu na area, completamente livre, mas chutou cruzado para fora. Porém, nos últimos minutos, a vitória quase escapou. Os Spurs não conseguiram traduzir em mais gols as oportunidades criadas e em clássico isso pode ser fatal. Lacazatte, aos 47 minutos do segundo tempo, saiu na cara do gol, após falha de Sanchéz, mas chutou para fora. No último minuto, uma falta na entrada da area, deixou os torcedores do Tottenham apreenssivos, mas Ozil (apagado) chutou na barreira.

Clássico é clássico: o jogo poderia ter sido tanto uma goleada, quanto um empate nos últimos minutos, mas terminou de forma justa. Com o resultado, o Tottenham subiu para a terceira posição, com 52 pontos, quatro pontos atrás do Manchester United. O Arsenal permanece na sexta posição, fora da zona de classificação para a Champions League.

Na próxima rodada, os Spurs enfrentam o Crystal Palace, fora de casa. Enquanto o Arsenal, enfrenta o estrelado e líder, Manchester City de Pep Guardiola. Mais uma tarefa difícil para Arsene Wenger e seus comandados.

icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance