Chelsea pode ser punido pela Fifa por contratação irregular de jovens
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Chelsea pode ser punido pela Fifa por contratação irregular de jovens

Bertrand Traoré - Chelsea
Bertrand Traoré é um dos jogadores que teria sido contratado de forma irregular (Foto: Jay LaPrete / AFP)
LANCE! - 18/01/2018 - 21:04
Londres (ING)
O Chelsea é alvo de investigações da Fifa. Segundo o jornal "The Guardian", o clube inglês foi acusado de irregularidades na contratação de 25 estrangeiros menores de idade - o número ainda pode crescer. Entre as punições que os Blues podem receber é a proibição de adquirir novos jogadores.

Clubes espanhóis, como Real Madrid, Barcelona e Atlético de Madrid, passaram por problemas semelhantes nos últimos anos. Todos eles foram punidos, mas os Merengues conseguiram reduzir a pena na Corte Arbitral do Esporte. Em setembro de 2017, a Fifa anunciou que estava investigando o Chelsea por supostas contratações de jovens estrangeiros. Desta forma, os Blues tornam-se a primeira equipe da Inglaterra nessa situação.

De acordo com o jornal inglês, especula-se que o Chelsea tenha virado alvo de investigações da Fifa após a chegada de Bertrand Traoré, que atualmente defende o Lyon. O jogador de Burkina Faso foi contratado em 2014, na primeira janela após completar 18 anos. Contudo, a entidade recebeu fotos do atacante em uma partida contra o Arsenal, em outubro de 2011. Na ocasião, ele tinha apenas 16 anos.

Por sua vez, a Fifa descobriu 25 contratações do Chelsea que podem conter irregularidades. Qualquer transferência realizada nos últimos dez anos pode ser verificada pelo comitê disciplinar da entidade.

A Fifa pediu informações ao Chelsea e à Federação Inglesa de Futebol sobre as negociações dos 25 jogadores sob suspeita. No caso de Traoré, os Blues explicaram que já havia um acordo, registrado e aprovado pela Federação quanto pela Premier League, para garantir a inscrição do atacante após ele completar 18 anos.

Segundo as regras da entidade, os clubes não podem assinar com menores de 18 anos de outros países. A exceção é válida se os pais do jovem tenham emigrado por motivos não ligados ao futebol. Ou se jogador e clube estejam baseados a 50 km da fronteira. Transferências de atletas de 16 a 18 anos de idade dentro da União Europeia também são permitidas.

E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance