Bundesliga começa nesta sexta-feira querendo crescer ainda mais
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Bundesliga começa nesta sexta-feira querendo crescer ainda mais

  •  James Rodríguez e Coquelin - Arsenal x Bayern de Munique
    James Rodríguez e Coquelin - Arsenal x Bayern de Munique (Foto: Johannes Eisele / AFP)
  •  Aubameyang - Borussia Dortmund
    Aubameyang - Borussia Dortmund Odd ANDERSEN / AFP
  •  Timo Werner (RB Leipzig, 21 anos, atacante): Convocado pela primeira vez para a seleção alemão, o jovem atacante é explicação para o sucesso do seu time na Bundesliga
    Timo Werner (RB Leipzig, 21 anos, atacante): Convocado pela primeira vez para a seleção alemão, o jovem atacante é explicação para o sucesso do seu time na Bundesliga (Foto: ROBERT MICHAEL / AFP)
  •  Raffael - Borussia Mönchengladbach
    Raffael - Borussia Mönchengladbach (Foto: Divulgação)
  •  Rafinha
    Rafinha Reprodução Youtube
  •  Wendell - Hertha Berlim x Bayer Leverkusen
    Wendell - Hertha Berlim x Bayer Leverkusen (Foto: Bayer Leverkusen/Divulgação)
  •  Bayern de Munique - Letal na área, o centroavante polonês Robert Lewandowski ainda é o principal jogador do poderoso clube bávaro
    Bayern de Munique - Letal na área, o centroavante polonês Robert Lewandowski ainda é o principal jogador do poderoso clube bávaro (Foto: JOHANNES EISELE / AFP)
  •  Goretzka - Schalke 04
    Goretzka - Schalke 04 (Foto: PATRIK STOLLARZ / AFP)
  •  Sandro Wagner - Hoffenheim
    Sandro Wagner - Hoffenheim DFB/Bundesliga
  •  O meia francês Corentin Tolisso vai jogar pelo Bayern de Munique, que pagou 41,5 milhões de euros (cerca de R$ 151,4 milhões) ao Lyon pelo jogador
    O meia francês Corentin Tolisso vai jogar pelo Bayern de Munique, que pagou 41,5 milhões de euros (cerca de R$ 151,4 milhões) ao Lyon pelo jogador CHRISTOF STACHE / AFP
  •  Dembélé celebra primeiro gol do Dortmud (Foto: Reprodução / Twitter)
    Dembélé pode estar de saída do Dortmund   (Foto: Reprodução / Twitter)
  •  Julian Brandt - Bayer Leverkusen
    Julian Brandt - Bayer Leverkusen AFP
Bernardo Cruz - 18/08/2017 - 07:00
Rio de Janeiro (RJ)
O sucesso e estabilidade do Campeonato Alemão no cenário mundial sempre foi uma realidade. No entanto, os atuais campeões mundiais não se contentam com pouco e querem mais. A temporada 2017/2018 do torneiro nacional, que começa hoje com o jogão entre Bayern de Munique e Bayer Leverkusen, é apenas a continuidade de um trabalho que apresenta números impressionantes e com o objetivo final de se tornar, de fato, a referência mundial no campo esportivo e dos negócios.

– Consideramos que fazemos um grande trabalho nos últimos anos. Sabemos que a competição com Espanha, que possui Messi e Cristiano Ronaldo, e Inglaterra, com faturamento alto no campo dos negócios, é complicada. Mas não significa que estamos atrás e não podemos superar – declarou o CEO da Bundesliga Internacional, Jörg Daubitzer.


De fato, a Bundesliga é muito mais que um campeonato de futebol. Segundo números da Budesliga Internacional, 75% dos alemães consideram o torneio como importante para a população.

Os dirigentes, por sua vez, também fazem sua parte. O torneio tem o preço médio de ingressos mais baratos da Europa e a maior média de público do continente.

– Queremos todo mundo nos estádios. Não nos importa cor, religião. Apesar de negócios, o que importa no fim é o que acontece no estádio – disse Christian Seifert, CEO da Federação Alemã, em um pensamento que vai contra a cultura de preços elevados no Brasil.

No campo, estrelas como James Rodríguez e Aubameyang se misturam a jovens promissores como Timo Werner. Além disso, os brasileiros também darão seu toque, com Raffael, Wendell e Rafinha.

Campeonato Alemão
A Bundesliga só perde para a NFL em média de público entre as principais ligas de esportes mundiais (Arte/Bundesliga International)
DEZ FATOS SOBRE A BUNDESLIGA
1 - Muitos gols
O Campeonato Alemão tem a maior média de gols entre os principais da Europa: 2,87/jogo.

2 - Liga jovem
A Bundesliga é também a que possui a menor média de idade entre as principais: 25,4 anos.

3 - Base é prioridade
Nos últimos 15 anos, foram gastos 1 bilhão de euros (R$ 3,74 bilhões) com a base.

4 - Referência
A Alemanha está em segundo no ranking da Uefa no que diz respeito ao desenvolvimento.

5 - Rentável
A liga é rentável. Dos 18 clubes da elite, 16 tem lucro ao fim da última temporada.

6 - Público
A Bundesliga tem a maior média de público entre as ligas da Europa.

7 - Acessível
A Alemanha possui o ingresso mais barato entre as ligar top: 14 euros (R$ 52,36).

8 - Atração
Estádios mais modernos e visitados de todo o Velho Continente.

9 - Estrelas locais
13 campeões da Copa do Mundo de 2014 atuam por clubes alemães.

10 - Estrelas mundiais
A Bundesliga também abriga jogadores de fora, como James Rodríguez e Aubameyang.


Signal Iduna Park
A casa do Borussia sempre lota os seus 81.360 lugares (foto: AFP)
BUNDESLIGA LEGENDS
Um dos passos que os executivos vão utilizar para expandir a Bundesliga ao redor do mundo conta com apoio de gente que foi vencedora. O projeto “Bundesliga Legends” conta com um grupo de ex-jogadores que tiveram sucesso na competição e serão embaixadores em seus respectivos países para divulgar e ajudar na evolução da marca.

O “elenco” é capitaneado por Lothar Matthäus, que atuou em cinco edições da Copa do Mundo, e é um dos maiores jogadores da Alemanha de todos os tempos.

– Não posso afirmar que hoje o futebol alemão tem o melhor pacote do futebol mundial. Mas garanto que trabalhamos para que nossa competição seja apreciada pela maior quantidade de fãs – disse o ex-meia.

O brasileiro Paulo Sérgio, que atuou por Bayern de Munique e Bayer Leverkusen, também integra o projeto, que conta com jogadores do continente asiático e também africano.

Os clubes também se preocupam em expandir suas marcas em novos mercados, sobretudo na Ásia. O Brasil, apesar de um mercado que interessa aos alemães, não está no radar para futuras ações. Pelo menos por enquanto.

– Precisamos crescer em uma base. Por isso, a Ásia é o nosso foco. Já fomos três vezes lá. Sei que temos uma oportunidade no Brasil com os fãs que estão crescendo, mas não posso te dizer quando vamos focar lá – destacou Carsten Cramer, diretor de marketing e vendas do Borussia Dortmund.


Lothar Matthäus - Atlético-PR
Lothar Matthaus é o capitão do projeto de internacionalizar a Bundesliga pelo mundo (Foto: Felipe Gabriel/Arquivo Lance!)
COM A PALAVRA
Paulo Sérgio
Ex-jogador e integrante do projeto "Bundesliga Legends"


Sem dúvida o que mais impressiona neste momento no Campeonato Alemão é a média de público. Não importa se o clube é líder ou lanterna, os estádios estão sempre lotados.

Isso faz com que o Bundesliga se sobressaia sobre diversos campeonatos. É claro que a Inglaterra é líder, mas a Espanha, por exemplo, tirando Real, Barcelona e Atlético nem todos os estádios estão cheios. A França pode ter um crescimento com o Neymar, mas não é tão assediado.

Esse fator faz com que os principais clubes estejam bem. O Bayern, que acaba sendo a referência, sempre briga entre os melhores na Champions.

Mesmo assim, a minha expectativa é de um Alemão bem equilibrado, com equipes tentando desbancar o poderio do Bayern. O Borussia mostrou na Supercopa que pode incomodar, o Bayer...

A própria gestão dos clubes faz com que a Bundesliga tenha crescimento a cada ano. Muitos gestores são competentes. O Stuttgart, um clube tradicional e que nos últimos anos estava em baixa, mudou seu modo de planejamento e agora está voltando com força.

Espero um ano muito sólido.


E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance