Pelé, Garrincha... Os esportistas mais conhecidos, segundo estudo
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Pelé, Garrincha... Os esportistas mais conhecidos, segundo estudo

Pelé e Garrincha
Pelé e Garrincha estão no topo entre os esportistas brasileiros mais conhecidos no mundo (Foto:Reprodução)
LANCE! - 05/06/2019 - 15:33
São Paulo (SP)
O Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT) revelou um estudo dos brasileiros mais conhecidos do mundo. Entre os esportistas, Pelé, considerado o Rei do futebol e vencedor de três Copas do Mundo, é o atleta tupiniquim mais lembrado. Garrincha e Zico fecham o top 3. 

Neymar, atualmente o principal jogador brasileiro, não apareceu no ranking dos brasileiros mais conhecidos.

Se levarmos em consideração o ranking geral de brasileiros, sem distinção de profissão, Pelé continua na liderança. Garrincha ficaria em terceiro, atrás de Lula. Zico aparece na décima posição, seguido de Ayrton Senna. Carlos Alberto Torres aparece na vigésima quarta colocação, Fittipaldi na vigésima sexta, e Vavá na vigésima sétima, seguido de Nelson Piquet e Jairzinho.

O LANCE! mostra a trajetória dos dez esportistas brasileiros mais conhecidos pelo mundo afora. 

1° - Pelé

Pelé
Pelé é o brasileiro mais conhecido no mundo (Foto:Reprodução)
O brasileiro mais conhecido do mundo é o Rei do futebol. Vencedor de três Copas do Mundo (1958, 1962, 1970), bicampeão da Libertadores e Mundial pelo Santos (1962, 1963), e maior artilheiro da história do futebol, marcando 1281 gols em toda a sua carreira. É considerado por muitos o melhor jogador de futebol da história.

2° - Garrincha

Garrincha - Botafogo
Garrincha ficou na segunda colocação (Foto:Arquivo Lance!)
Garrincha, craque do Botafogo nas década de 50 e 60, é o segundo esportista brasileiro mais lembrado. O 'Anjo de Pernas Tortas' marcou época no Glorioso, quando foi tricampeão carioca (1957, 1961, 1962) e bicampeão do Torneio Rio-São Paulo (1962, 1964). Venceu as Copas do Mundo de 1958 e 1962, fazendo um trio de ataque poderoso com Pelé e Vavá. Morreu em 1983, aos 49 anos, em decorrência do alcoolismo.

3° - Zico

Zico - Flamengo
Zico foi campeão mundial em 1983 pelo Flamengo (Foto: Reprodução)
Zico ficou na terceira colocação do estudo. O Galinho é considerado o maior ídolo do Flamengo. Pelo Rubro-Negro carioca, Zico foi campeão da Copa Libertadores e Mundial (1981). Além dos títulos internacionais, o meia, que era um exímio batedor de faltas, foi tricampeão brasileiro pelo clube carioca (1980, 1982, 1983).

4° - Ayrton Senna 

Ayrton Senna Grand Prix Brasil 1993
Ayrton Senna foi tricampeão da Fórmula 1 (Foto:JULIO PEREIRA / AFP)
Ayrton Senna pode ser considerado como o melhor piloto brasileiro de Fórmula 1 da história. Senna foi tricampeão da categoria (1988, 1990 e 1991) e marcou época na história da modalidade. Correu por quatro equipes durante a carreira (Toleman, Lotus, McLaren e Williams). Morreu em 1994 durante um acidente na corrida de Ímola (ITA), quando tinha 34 anos.

5° - Didi

Didi foi um dos grandes astros do Real Madrid nos anos 50 e 60
Didi foi bicampeão mundial pela Seleção Brasileira (Foto:AFP)
O criador da 'folha seca', Didi foi bicampeão mundial pela Seleção Brasileira nas Copas de 1958 e 1962. Considerado um dos melhores jogadores da Copa de 1958, foi chamado de "Mr. Football" ("Senhor Futebol") pela imprensa europeia. Didi foi um dos maiores e mais elegantes meio-campistas da história e é um dos maiores ídolos da história dos rivais cariocas Botafogo e Fluminense.

Jogou também no Real Madrid (ESP), conquistando o Troféu Ramon de Carranza em 1959, ao lado do craque argentino Alfredo Di Stéfano e do húngaro Ferenc Puskás. Didi morreu em decorrência de complicações provocadas por câncer, em 2001, aos 72 anos de idade.

6° - Carlos Alberto Torres

Carlos Alberto Torres
Carlos Alberto Torres é símbolo do futebol brasileiro (Foto:Divulgação)
Em sua longa carreira, Carlos Alberto Torres atuou como lateral-direito, tendo sido um dos símbolos do clássico futebol brasileiro, eternizado pela conquista do tricampeonato mundial na Copa do Mundo de 1970 no México. O 'eterno capita' foi tricampeão carioca com o Fluminense (1964, 1975 e 1976). Também marcou época no Santos, vencendo cinco Campeonatos Paulista (1965, 1967, 1968, 1969 e 1973), e dois Brasileiros (1965 e 1968). Morreu em 2016, aos 72 anos, vítima de infarto.

7° - Emerson Fittipaldi

O brasileiro Emerson Fittipaldi abre o grupo dos bicampeões, tendo vencido nos anos de 1972 e 1974
Fittipaldi ganhou dois títulos da Fórmula 1(Foto:AFP)
Ao lado de Senna, Emerson Fittipaldi é um dos maiores pilotos brasileiros na história da Fórmula 1. Ele foi o primeiro brasileiro a se tornar campeão mundial de Fórmula 1 e em categorias de ponta no automobilismo internacional, abrindo portas para vários compatriotas.

Fittipaldi foi bicampeão da Fórmula 1 (1972 e 1974), campeão da Fórmula Indy
(1989) e bicampeão das 500 milhas de Indianápolis (1989,1993). Com isso, ele é o único piloto na história a vencer o mundial de F1 e as 500 Milhas em duas oportunidades.


8° - Vavá

O centroavante Vavá disputou os Jogos de Helsinque-52, e depois as Copas de 58 e 62
Vavá é ídolo no Vasco e na Seleção Brasileira (Foto:AFP)
Bicampeão mundial de futebol (1958, 1962), Vavá é o terceiro maior artilheiro da Seleção Brasileira na história das Copas do Mundo, com nove gols marcados. Marcou época no Vasco, tornando-se um dos maiores artilheiros da história do clube carioca com 191 gols. Conquistou títulos como a primeira edição do Torneio Internacional de Paris em 1957 após derrotar o Real Madrid (ESP). Vavá faleceu em 2002, vítima de infarto. 

9° - Nelson Piquet

Outro brasileiro tricampeão é Nelson Piquet, ganhador nos anos de 1981, 1983 e 1987
Nelson Piquet foi tricampeão mundial da Fórmula 1 (Foto:AFP)
Nelson Piquet é um dos melhores pilotos brasileiros de Fórmula 1 da história. Piquet foi tricampeão da categoria (1981, 1983 e 1987). Correu por seis equipes durante a carreira (Ensign, McLaren, Brabham, Williams, Lotus e Benetton). Disputou também as 500 Milhas de Indianápolis (EUA). 

10° - Jairzinho

Jairzinho
Jairzinho foi destaque na Copa de 70 (Foto: Reprodução)
Um dos heróis da Copa de 70, quando o Brasil sagrou-se tricampeão mundial, foi peça fundamental desta conquista, ganhando o apelido de Furacão da Copa por ter feito gols em todas as partidas. Com nove gols marcados em 1966, 1970 e 1974 é, ao lado dos pernambucanos Vavá e Ademir de Menezes, o terceiro maior artilheiro da Seleção Brasileira na história das Copas do Mundo.

Ponta no Botafogo, foi bicampeão carioca (1967, 1968) e campeão brasileiro (1968). Fez mais de 400 jogos com a camisa do Glorioso. 

E MAIS:E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance