'Narra quem sabe': ao L!, Vanessa Riche analisa candidatas
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

'Narra quem sabe': ao L!, Vanessa Riche analisa candidatas

  •  Narra Quem Sabe
    Vanessa Riche é curadora do projeto 'Narra Quem Sabe', da Fox Sports (Foto: Thaynara Lima)
  •  Natália Lara
    Natália Lara é uma das seis finalistas do projeto 'Narra quem sabe' (Foto: Thaynara Lima)
  •  Gaby de Saboya
    Gaby de Saboya é uma das seis finalistas do projeto 'Narra quem sabe' (Foto: Thaynara Lima)
  •  Manuela Avena
    Manuela Avena é uma das seis finalistas do projeto 'Narra quem sabe' (Foto: Thaynara Lima)
  •  Luciana Zogaib
    Luciana Zogaib é uma das seis finalistas do projeto 'Narra quem sabe' (Foto: Thaynara Lima)
  •  Isabelly Morais
    Isabelly Morais é uma das seis finalistas do projeto 'Narra quem sabe' (Foto: Thaynara Lima)
  •  Renata Silveira
    Renata Silveira é uma das seis finalistas do projeto 'Narra quem sabe' (Foto: Thaynara Lima)
Marcello Neves e Thaynara Lima - 22/04/2018 - 08:00
Rio de Janeiro (RJ)
Em março deste ano, a jornalista e curadora do 'Narra quem sabe', Vanessa Riche, conversou com o LANCE! e declarou que 'era preciso uma mulher narradora'. O projeto foi à frente e durante a semana, apresentamos os perfis das seis candidatas finalistas do processo seletivo: Natália Lara, Gaby de Saboya, Manuela Avena, Luciana Zogaib, Isabelly Morais e Renata Silveira. Neste domingo, o L! apresenta a entrevista com a curadora do projeto. 

Vanessa Riche foi a responsável por selecionar as seis candidatas que estão recebendo um treinamento especial e intensivo na sede da Fox Sport, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. As candidatas participam de palestras com especialistas do jornalismo esportivo, vivem situações de jogo, onde já narraram alguns jogos da Seleção Brasileira Feminina, um jogo do Palmeiras no Allianz Parque e fazem narrações de outros campeonatos. No dia 15 de maio, serão escolhidas as três novas vozes do canal.


O processo foi restrito ao público feminino e recebeu 300 inscrições — 15 homens — Vanessa contou ao L! sobre as dificuldades para escolher as candidatas:

— Uma missão muito difícil. Foram 300 inscrições, vozes muito boas e diferentes, material humano fantástico. Fui surpreendida pelo material que chegou. São maneiras de narrar diferentes e muito boas. Foi uma missão difícil escolher apenas seis dessas 300. — contou Vanessa — Algumas lamentei profundamente. Queria ter a oportunidade de trazer e falar: "Poxa, não está pronta mas deixa eu ajudar". Ninguém está pronta, mas algumas estavam mais prontas que as outras. É cruel. — e completou:

— É difícil demais. Recebi algumas mensagens tristes, lamentando, falando que era a chance da vida e queria muito. A gente quer dar essa oportunidade, porque algum dia eu tive essa oportunidade, e poder dar seria fantástico.


Narra Quem Sabe
O projeto inovador ganhou interesse de marcas voltadas ao público feminino (Foto: Thaynara Lima)
A proposta inovadora do canal, refletiu também na publicidade. Vanessa conta que por seu um projeto diferente, o mercado publicitário se abriu e marcas que antes não se imaginava relacionar ao futebol, hoje tem espaço, para falar com as mulheres também no meio esportivo:

— Esse produto que estamos oferecendo para a Copa do Mundo vai ser diferenciado porque ele abre um caminho para o mercado publicitário. Você tem a opção de falar com as mulheres. — contou — A Copa do Mundo já fala mais com as mulheres naturalmente do que qualquer outro campeonato de futebol, porque todo mundo vira torcedora na Copa. As mulheres se sentem incentivadas de acompanhar, então a gente ganha uma audiência diferente. — e completou:

— O canal Fox 2, dedicado as mulheres, que teremos mesa redonda só feita com mulheres e as narrações feitas só com as meninas vai ser bem interessante. Conseguimos trazer um produto novo, oferecer para o mercado e ele recebeu isso muito bem. O mercado está tendo a oportunidade de falar com mulheres em um canal de esporte onde ele não tinha antes. Isso é fantástico.

As três selecionadas vão narrar os jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, as quartas de final, semifinal e a final da competição. Vanessa destacou as diversas qualidades e partes técnicas que lhe impulsionaram a escolher as meninas e mostrou que acredita no potencial delas:

— A princípio nós temos uma demanda que seriam os jogos do Brasil, as semifinais e a final, mas eu estou achando que nós estaremos bem preparadas para fazer todos que pintarem — disse.

Confira a análise das candidatas:

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance