Confira grandes nomes do esporte que já entraram para a política
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



21/03/2018 | 20:42

Confira grandes nomes do esporte que já entraram para a política

  •  Ronaldinho Gaúcho
    Ronaldinho Gaúcho filiou-se ao Partido Republicano Brasileiro (PRB) ao lado de seu irmão, Roberto Assis, e deve ser candidato nas eleições de 2018. O craque, campeão do mundo em 2002 com Seleção Brasileira, deve concorrer a uma vaga no senado pelo Distrito Federal. O ex-camisa 10, no entanto, não é o primeiro atleta a se aventurar no mundo da política. Muitos outros jogadores tentaram cargos políticos e alguns até conseguiram ser eleitos. Confira a galeria com algumas personalidades do esporte que já entrara para a política! Foto: Reprodução/Twitter
  •  Romário
    Romário (Podemos-RJ): O baixinho, ídolo no futebol carioca, é um dos ex-jogadores de futebol que se aventuraram na política. O caso de Romário foi bem sucedido, já que agora, o craque ocupa uma cadeira no Senado Federal, é presidente do Diretório Estadual do Podemos-RJ e é especulado como pré-candidato ao Governo do Rio de Janeiro. (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
  •  Naquele mesmo ano Bebeto, que defendia o La Coruña, ficou em sétimo
    Bebeto (Podemos-RJ): Ídolo da Seleção Brasileira, Bebeto é hoje deputado estadual do Rio de Janeiro e volta a fazer dupla com Romário, após sua filiação ao partido Podemos, no Rio de Janeiro. “Nosso sonho vai acontecer. Juntos, poderemos reconstruir o Rio de Janeiro.”, declarou Romário, à época da filiação. Bebeto foi eleito para seu segundo mandato como Deputado Estadual do Rio de Janeiro, em 2014. (Foto: TORU YAMANAKA / AFP)
  •  Marcelinho Carioca
    Marcelinho Carioca (Podemos-SP) O ex-craque também faz parte do partido que Romário preside no Rio de Janeiro. A vida política de Marcelinho começou em 2010, quando se candidatou a Deputado Federal pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB). Não conseguindo ser eleito, em 2012, o ex-jogador, conhecido como Pé de anjo, tentou uma cadeira como Vereador da cidade de São Paulo. O ídolo corintiano também não obteve sucesso. Em 2013, Marcelinho mudou de partido e foi para o Partido dos Trabalhadores (PT). Em seu discurso, o ex-jogador comparou partido políticos a clubes de futebol "Eu jogava no Madureira (time carioca da série C do Campeonato Brasileiro) e agora vou para um time grande". Atualmente, está filiado ao Podemos, mesmo partido de Romário e Bebeto. (Foto: Divulgação)
  •  Washington (o Coração Valente) pelo Fluminense
    Washington Coração Valente (PDT-RS): O ex-centroavante Washington, conhecido como Coração Valente, também faz parte dos que se envolveram com política. Após anunciar sua aposentadoria, Washington voltou para Caxias do Sul e em 2012, foi eleito vereador da cidade. Em 2014, o ex-jogador se candidatou a Deputado Federal, mas não foi eleito. (Foto: Felipe Gabriel/Arquivo Lance!)
  •  Deley
    Deley (PDT-RJ): Ex-jogador do Fluminense e principal armador da equipe na década de 1980, Deley entrou para a política em 2002 e desde então vem exercendo mandatos como deputado federal. Deley já passou por diversos partidos dentre eles o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), o Partido Verde (PV), o Partido Social Cristão (PSC) e atualmente está no Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) (Foto: Divulgação)
  •  Danrlei
    Danrlei (PSD-RS): O ex-goleiro do Grêmio Danrlei entrou para a política em 2010, pouco tempo depois de anunciar sua aposentadoria dos gramados. O ex-jogador concorreu ao cargo de Deputado Federal e foi eleito. Em 2014, já pelo PSD, Danrlei foi reeleito como o segundo Deputado Federal mais votado do Rio Grande do Sul. (Foto: Saulo Cruz/Câmara/Divulgação)
  •  Popó Freitas trabalha como comentarista de boxe durante a Rio-2016
    Acelino ‘Popó’ de Freitas (PRB-BA): O ex-boxeador entrou para política e foi eleito logo em sua primeira candidatura. Acelino ‘Popó’ de Freitas foi eleito Deputado Federal na Bahia pelo Partido Republicano Brasileiro (PRB). Em 2014, Popó tentou a reeleição, mas não conseguiu. (FOTO: Luis Fernando Coutinho)
  •  Roberto Dinamite - Vasco (Foto: Alexandre Loureiro/ LANCE!Press)
    Roberto Dinamite (PMDB-RJ): O ex-jogador e ex-dirigente vascaíno entrou para a vida política em 1992, quando se elegeu vereador da cidade do Rio de Janeiro, pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Em 1994 foi candidato a deputado estadual, conseguindo se eleger. A reeleição no cargo veio em 1998, 2002, 2006 e 2010. Sendo que em 2002, Dinamite já havia trocado de partido e estava no Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), onde está atualmente. Roberto Dinamite - Vasco (Foto: Alexandre Loureiro/ LANCE!Press)
  •  Eurico Miranda
    Eurico Miranda (PP-RJ): O ex-mandatário vascaíno faz parte do grupo de personalidades do esporte que se envolveram com a política brasileira. Em 1990, Eurico se candidatou para o cargo de Deputado Federal pelo Partido Liberal (PL), no entanto, não obteve sucessos. Em 1994, voltou a se candidatar, só que dessa vez com o Partido Progressista Brasileiro (PPB) - atualmente Partido Progressista (PP) - e foi eleito Deputado Federal pelo Rio de Janeiro. (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
  •  Eduardo Bandeira de Mello - Flamengo
    Eduardo Bandeira de Mello (Rede-RJ): O presidente do Flamengo está dando início a sua vida na política nacional. O mandatário Rubro-Negro se filiou ao partido Rede, no Rio de Janeiro, partido da presidenciável Marina Silva. Segundo o site da Revista Veja, o dirigente do Flamengo pretende alçar altos voos na política, tendo interesse pelo Governo do Estado e também pelo Senado. (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
SEUCLUBE
america-mineiro
atlético mineiro
atletico-paranaense
bahia
botafogo
ceara
chapecoense
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
parana
santos
sao paulo
sport
vasco
vitoria
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance