Carnaval e Futebol: Paixões nacionais se encontram na avenida!
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



08/02/2018 | 07:05

Carnaval e Futebol: Paixões nacionais se encontram na avenida!

  •  Beija-Flor 1986 - O Mundo É Uma Bola
    Beija-Flor de Nilópolis (1986) - Naquele ano, a escola de samba de Nilópolis, na Baixada Fluminense (RJ), homenageou a Seleção Brasileira, o futebol e a paixão nacional pelo esporte. “O meu Rio de Janeiro / O ano inteiro / É samba e Maracanã”, dizia um trecho do samba que agitou a avenida em 1986. (Reprodução)
  •  Estácio de Sá 1995 - Uma vez Flamengo
    Estácio de Sá (1995) - “Uh! Tererê / Sou Flamengo até morrer”, cantou a Estácio de Sá no Carnaval de 1995. A homenagem ao centenário do Clube de Regatas do Flamengo foi mais uma das vezes em que o futebol e o samba se uniram na Marquês de Sapucaí e levaram alegria ao torcedor e sambista. “Será que você lembra como eu lembro / O Mundial que o Zico foi buscar”, dizia mais um trecho homenageando o Galinho de Quintino, que mais tarde também virou enredo de escola de samba. (Foto: Reprodução)
  •  Mangueira 1997 - Jogos Olímpicos de 2004
    Estação Primeira de Mangueira (1997) - “De braços abertos sou o Rio de Janeiro / Dois mil e quatro é o sonho brasileiro”. A Mangueira em 1997 falou do sonho do carioca em sediar os Jogos Olímpicos de 2004. A Mangueira já é relacionada ao futebol carioca, pois sua cores, que foram inspirada nas cores do bloco Ranchos Arrepiados, que fez parte da infância de Cartola, em Laranjeiras, foi inspirada também em uma bandeira velha e desbotada do Fluminense, clube de coração de Cartola. “Mangueira, o santuário da esperança / O Olimpo é verde e rosa / É o esporte na cultura da criança” (Foto: Reprodução)
  •  Unidos da Tijuca 1998 - De Gama a Vasco a Epopéia da Tijuca
    Unidos da Tijuca (1998) - “Vamos vibrar meu povão (é gol, é gol) / A rede vai balançar, vai balançar / Sou Vasco da Gama, meu bem / Campeão de terra e mar”,  bradou a Unidos da Tijuca no Carnaval de 1998. O centenário do Cruzmaltino foi homenageado pela escola de samba da Zona Norte do Rio de Janeiro. “Rio de Janeiro brasileiro meu irmão / Sou Vasco da Gama tantas vezes campeão / Quando entra no gramado me alucina / Esse clube da Colina, centenário de paixão” assim o carnaval carioca comemorou o centenário da equipe de São Januário. (Foto: Reprodução)
  •  Vila Isabel 2002 - O Glorioso Nilton Santos... Sua Bola, Sua Vida, Nossa Vila…
    Unidos Vila Isabel (2002) - “Bate palma, 'bate-bola' / Bate junto bateria / Igualzinho ao Nilton Santos / ‘Toca com categoria’”, foi assim que a Vila Isabel homenageou o ídolo botafoguense Nilton Santos. A Vila “eternizou em seu templo” a história de Nilton Santos “em forma de Carnaval”. “Glorioso, estrela a brilhar / "Enciclopédia" a irradiar / No Maracanã ou pelo mundo inteiro / Vestia o orgulho de ser brasileiro”, o enredo da Vila, homenageou o craque que vestiu apenas duas camisa: a do Botafogo e da Seleção Brasileira. (Foto: Reprodução)
  •  Barroca Zona Sul 2003 - De Três Corações, a Coroação? Rei Pelé
    Barroca Zona Sul (2003) - “Na ginga, a bola de pé em pé (OLÉ) / Explode em delírio a multidão (É GOL) / De Três Corações vem o Rei Pelé dando show / É campeão!”. A Escola de Samba paulista de origem na Vila Mariana homenageou o Rei Pelé no seu enredo de 2003. “Três copas vencidas, promessa cumprida, genial / É Rei, ele Glória da nossa história, é carnaval!” Reprodução
  •  Acadêmicos da Rocinha 2003 - Nas Asas da Realização, Entre Glórias E Tradições, a Rocinha Faz a Festa Dos 100
    Acadêmicos da Rocinha (2003) - “Hoje a Rocinha ergue a bandeira do querido pavilhão / E traz Nelson Rodrigues pra essa festa dos 100 anos de um clube tantas vezes campeão”. O centenário do Tricolor de Laranjeiras foi em 2002, mas no Carnaval de 2003, a acadêmicos da Rocinha decidiu homenagear o clube do coração do escritor e jornalista, Nelson Rodrigues. “Hoje a torcida comemora um encontro genial: Do samba, futebol e carnaval”, mais uma vez samba e futebol se unem no carnaval para levar o torcedor e sambista a loucura. Reprodução
  •  Tradição 2003 - O Brasil é Penta, R é 9 - O Fenômeno Iluminado
    Tradição (2003) - “O Ronaldo iluminado, dono da camisa 9 / Nasceu em Bento Ribeiro, no Rio de Janeiro / Um menino inspirado, pelo mundo consagrado / O Fenômeno brasileiro…”. Após o pentacampeonato mundial da Seleção Brasileira, a escola de samba de Campinho, na Zona Norte do Rio de Janeiro, Tradição, decidiu homenagear a Seleção e o craque da Copa, Ronaldo. “É bola na rede / A nossa Tradição (bis) / É bola na rede / É pentacampeão”. (Foto: Reprodução)
  •  Bambas da Orgia - No caminho uma bola. Dentro da bola, o sonho azul de um Grêmio vencedor 2003 (Grêmio)
    Bambas da Orgia (2003) - “Sou Farroupilha, sou campeão / América, América se curvou / E o mundo inteiro aplaudiu / A estrela Negra… Orgulho do Brasil”, com esses versos a escola de samba de Porto Alegre homenageou o centenário do Grêmio. “É gol! É gol! É emoção! Cem anos de glória, bate forte coração / O Bambas na área, é festa é zoeira / Lá na Baixada levanta poeira/ Lupi, hoje a tua inspiração / Vai me banhar em poesia / A noite é nossa / Canta o hino com alegria”. Reprodução/Youtube
  •  Unidos de Padre Miguel 2004 - Bangu, glórias em séculos de histórias
    Unidos de Padre Miguel (2004) - “Vou viajar nessa história / Que tem séculos de glórias / Bangu do meu coração”. A Unidos de Padre Miguel em 2004 homenageou o centenário do Bangu Atlético Clube e o bairro homônimo da Zona Oeste do Rio de Janeiro. “Quarenta graus de amor eu vou, amor / Beber comemorar me acabar / É seu centenário e da arquibancada / Vou ver o meu Bangu ganhar”. Reprodução
  •  Unidos da Ponte 2004 - Homenagem ao América
    Unidos da Ponte (2004) - “Hei de torcer, torcer, torcer / América Cem Anos de Paixão / A vibração que vem da arquibancada / Terminou outra jornada / Nosso time é campeão”. Foi assim que a Unidos da Ponte homenageou o América (RJ). A escola de samba de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, fez o Carnaval daquele ano unir ao futebol para homenagear o centenário deste clube. “Hoje a Ponte é Baixada / Pelo América a torcer (bis) / Vem Brasinha, apaga a vela / Esta é festa é pra você”. (Foto: Reprodução)
  •  Portela 2007 - Jogos Pan Americanos 2007
    Portela (2007) - “Eu sou a raiz do samba / Saúde e beleza na Passarela / O ninho da águia, celeiro de bambas / Sou Rio, sou esporte, sou Portela”. Escola de Madureira, na Zona Norte do Rio de Janeiro, celebrou a realização do Pan Americano no Rio de Janeiro em 2007. “Sou recordista de samba no pé / Exemplo de garra e fé / Medalha de ouro em bateria / Eu sou atleta e canto até raiar o dia”. (Foto: Reprodução)
  •  Imperadores do Samba - 150 anos de glórias. Vermelho e branco, uma só paixão 2009 (Internacional)
    Imperadores do Samba (2009) - “Bate mais forte o meu coração / Vermelho e branco hoje invade a cidade / Sou colorado, sou imperador / Nesse mar eu vou, que felicidade"! O Internacional de Porto Alegre também foi homenageado em 2009, ano de seu centenário. O enredo da Imperadores do Samba trazia “150 anos de história”, fazendo uma junção dos 100 anos do Inter e 50 anos da escola que o homenageia. “Oh, terra mãe / Do futebol, do carnaval, da fantasia / Na terra mãe / Um grande clube, internacional nascia / De uma família surge um sonho a desbravar / De uma multidão concretizou / Batalhas e batalhas nos gramados / Brilhou, brilhou, brilhou… / Nos eucaliptos, o palco da magia. raio hilariante / Fazia o rolo compressor vibrar / Com a maior torcida do rio grande” Reprodução/Youtube
  •  Acadêmicos da Realeza - Do Alto da Glória para 100 anos de história 2009 (Coritiba)
    Acadêmicos da Realeza (2009) - “Eu quero gol, faça chuva ou faça sol / De verde e branco eu vou pintando o país do futebol”. O Coritiba também recebeu homenagem de escola de samba em seu ano de centenário. “Oh! Glorioso! / Na minha vida paixão verdadeira / Vestindo com raça seu manto sagrado / Estremece o Couto Pereira”. Reprodução/Youtube
  •  Gaviões da Fiel 2010 - Corinthians... Minha Vida, Minha História, Meu Amor
    Gaviões da Fiel (2010) - “Corinthians é o meu amor / O samba é minha paixão / Eu bato no peito e digo pro mundo / O meu orgulho de ser Gavião”. A escola de samba paulista Gaviões da Fiel é um dos grandes exemplos da junção entre samba e futebol. Em 2010, o samba enredo que disputou o carnaval paulista foi a homenagem ao Corinthians em seu ano centenário. “Surgiu no futebol um ideal, democracia / Explode num grito de gol / Não posso conter a emoção / Cem anos dentro do meu coração” (Foto: Reprodução)
  •  Unidos de Paranapanema - Cem anos de glória, história e paixão 2011 (Guarani)
    Unidos de Paranapanema (2011) - "Cem anos de glória, história e paixão" foi o samba enredo em homenagem aos 100 anos do Guarani. A escola de samba Unidos de Paranapanema levou a história de um dos grandes clubes da cidade (Campinas) para a avenida. "Extra, extra, extra / Assim dizia o jornaleiro / Extra, extra, extra / O Bugre é campeão brasileiro", dizia um trecho da canção Reprodução/Youtube
  •  Gaviões da Fiel 2014 - Homenagem ao Ronaldo Fenômeno
    Gaviões da Fiel (2014) - “Bateu asas e voou (voou, voou) / O menino passarinho se transformou / Consagrado no cenário mundial Ronaldo, fenomenal”! No Carnaval de 2014, mais uma vez, Ronaldo Fenômeno foi homenageado. A Gaviões da Fiel, escola de samba e torcida organizada do Corinthians, homenageou o craque que encerrou a carreira no clube em 2011. “Hoje vale ouro a sua imagem / Reluz em tudo que conduz / Meu samba! / Uma singela homenagem / Exprime a paixão de uma nação” (Foto: Reprodução)
  •  Unidos da Tijuca 2014 - Airton Senna
    Unidos da Tijuca (2014) - “Acelera, Tijuca / Eu vou com você / Nosso lema é vencer / Guiando o futuro que um sonho construiu / Ayrton Senna do Brasil”. Vinte anos após a morte do grande piloto brasileiro Ayrton Senna, a escola de samba do Borel, morro localizado na Tijuca, na Zona Norte do Rio de Janeiro, fez uma homenagem ao ídolo brasileiro. “Na última volta do meu carnaval / Desponta um gênio talento imortal / Trazendo nas mãos a bandeira do nosso país / Na reta, a consagração / O tema a emocionar / Lá vem o campeão” (Foto: Divulgação)
  •  Imperatriz Leopoldinense 2014 - Arthur X - O Reino do Galinho de Ouro na Corte da Imperatriz
    Imperatriz Leopoldinense (2014) - “Imperatriz me faz reviver… / Zico faz mais um pra gente ver"! A homenagem ao Galinho de Quintino veio da escola de samba de Ramos, Imperatriz Leopoldinense. O samba vencedor que disputou o Carnaval de 2014 mexeu com a paixão nacional.  “Oô”, o povo cantava… / Domingo, um show no gramado / Com seus cavaleiros, Arthur se tornava / O “Rei do templo sagrado”! (Foto: Reprodução/AFP)
  •  Leandro de Itaquera 2014 - Copa do Mundo no Brasil 2014
    Leandro de Itaquera (2014) - “Itaquera vai tremer… / Eu quero ver / O povo delirar, se arrepiar / O show começa aqui, com muito samba no pé / Sou brasileiro, sou Leandro e tenho fé”. A escola de samba paulista, Leandro de Itaquera, decidiu por celebrar a Copa do Mundo de 2014. Localizada em Itaquera, a escola selecionou esse enredo por ser o bairro onde aconteceria a abertura do Mundial naquele ano. “A felicidade venceu tristeza e dos Heróis se fez Pelé, a realeza! / Brasil, Penta Campeão! / Futebol é emoção, hoje a Copa é aqui!” (Foto: Divulgação)
  •  Mancha Verde 2015 - Quando surge o alviverde Imponente - 100 anos de lutas e de glórias
    Mancha Verde (2015) - “De braços abertos vou me declarar. / Eu amo você... Palmeiras! / 100 anos de lutas e de glórias / Canta Mancha Verde guerreira”. Torcida organizada do Palmeiras e Escola de Samba, a agremiação escolheu homenagear o centenário do clube de coração em 2015. “Olê Palestra! / Com raça venceu a perseguição / Olê Palmeiras! / De fato o eterno campeão” (Foto: Reprodução)
  •  Grande Rio 2016 - Fui no Tororó Beber água,não achei. Mas achei a bela de Santos e por ela me apaixonei
    Acadêmicos do Grande Rio (2016) - “Pisa forte, Grande Rio / é pura emoção / Santos conquistou meu coração”. A Acadêmicos do Grande Rio, escola de samba de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense (RJ), homenageou a cidade de Santos e com ela, seus craques saídos do futebol santista, Pelé e Neymar. “Vem mergulhar nessas ondas / Sentir o prazer / Esporte é vida, lazer / Tá no gramado a paixão / Peixe o orgulho da 'Vila' / Celeiro do eterno campeão / Ê! Menino bom de bola / No destino deu olé (olé, olé) / O atleta consagrado / Majestade é nosso Rei Pelé / Cavaleiro da paz, magia / Na corte tem Neymar / Ousadia e alegria” (Foto: Divulgação/Folhapress!)
SEUCLUBE
atlético mineiro
botafogo
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance