Visando economia, Flu investe em fontes renováveis de energia elétrica
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Visando economia, Flu investe em fontes renováveis de energia elétrica

Energia flu
Flu instalou sistema mais econômico em Laranjeiras e Xerém (Foto: Mailson Santana/ FFC)
LANCE! - 03/09/2019 - 16:56
Rio de Janeiro (RJ)
O Fluminense Football Club é o mais novo integrante do Mercado Livre de Energia (MLE). Desde agosto, o Tricolor é o primeiro clube de futebol do Rio de Janeiro a ingressar na categoria de consumidores que trabalham com fontes de produção renováveis. A estimativa é que o novo sistema instalado em Xerém e na sede de Laranjeiras vai gerar uma economia de R$ 1 milhão até o ano de 2022. Segundo comunicado oficial divulgado nesta terça-feira, em Laranjeiras, os efeitos já serão sentidos no mês de setembro, enquanto, em Xerém, apenas no decorrer dos próximos sete meses.

O clube também investiu na montagem de uma nova Estação de Energia Elétrica com capacidade para aderir ao MLE e seus benefícios. De modo geral, uma compra de energia no Mercado Livre proporciona economia de 10% a 20% na conta de luz, além da isenção da cobrança de bandeiras tarifárias.

Como funciona o mercado?
O mercado de energia no Brasil está dividido em Ambiente de Contratação Regulada (ACR), onde estão os consumidores cativos, e Ambiente de Contratação Livre (ACL), formado pelos consumidores livres. Os consumidores cativos são aqueles que compram a eletricidade das concessionárias de distribuição local, com uma fatura por mês, incluindo o serviço de distribuição, de geração e com as tarifas reguladas pelo Governo.



Os consumidores livres compram energia diretamente dos geradores ou comercializadores, negociando o preço, prazo e volume. Pagam uma fatura referente ao serviço de distribuição para a concessionária local (tarifa regulada) e uma ou mais faturas referentes à compra da energia (preço negociado de contrato). As fontes estão sempre disponíveis para utilização e não se esgotam, sendo a principal delas a proveniente da luz do sol, além das eólicas, biomassa, hídrica, maremotriz e geotérmica.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance