Vem que tem! Quem Fernando Diniz pode aproveitar de Xerém em 2019
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Vem que tem! Quem Fernando Diniz pode aproveitar de Xerém em 2019

Montagem Promessas Fluminense
Atletas foram promovidos para o profissional (Foto: Mailson Santana / Fluminense FC) 
Marcello Neves - 06/01/2019 - 08:00
Rio de Janeiro (RJ) 
"Vem que tem / São os moleques de Xerém!" A música é conhecida dos torcedores, mas o Fluminense também sabe que precisará da força da sua categoria de base para ter um 2019 de maior tranquilidade. Não à toa, seis nomes vindos dela terão a oportunidade de disputar uma temporada nos profissionais e estão à disposição de Fernando Diniz: Caio, Zé Ricardo, João Pedro, Marcos Paulo, Denilson e Fernandinho

Com isso, o LANCE! mostra quais as características das próximas estrelas vindas da base e o que o novo treinador poderá esperar para 2019. Entre volantes, meias e atacantes, Fernando Diniz terá diversas opções para montar o seu esquema tático. Confira! 

Zé Ricardo: primeiro volante, muito técnico e com qualidade na bola parada, seja em cobranças de falta ou pênalti. Tem boa chegada ao ataque e o passe como uma de suas melhores características. Foi um dos nomes do time Sub-20 em 2018, chegando a ser capitão e comandando o meio de campo. Já era projetado que esse ano fosse para o time principal, mas agora, com Diniz, deve ganhar muito mais espaço pelo seu estilo.




E MAIS:
Denílson: a maior surpresa entre os promovidos, é também o jogador que mais pode impressionar jogando na nova fase do Fluminense. Mesmo sendo meia de origem, foi recuado por Percovich e se encontrou como volante, alternando as posições. Pela falta de armadores, deve jogar mais a frente. O físico pode atrapalhar seu desenvolvimento, já que sofreu duas lesões graves nos últimos anos. A idade, apenas 18 anos, também vai exigir paciência da torcida.

Caio: mais um volante na lista. Líder e um dos artilheiros da equipe Sub-20, já estreou no profissional em 2018, marcando um gol. Não é tão técnico quanto os outros citados e joga como cabeça de área, mas sua forte presença na bola aérea e força física não o deixam pra trás. Pode evoluir com o novo treinador, principalmente na saída de bola.

João Pedro: Artilheiro do Fluminense na temporada pelo Sub-17, encantou a torcida durante o ano, com 38 gols feitos, mas já está vendido ao Watford. O excelente ano em sua categoria e a falta de gols no time profissional fizeram com que ele fosse requisitado, assim como seu companheiro Marcos Paulo. Tem boa finalização e presença de área, assim como também sabe construir o jogo. Mostra bastante oportunismo na frente do gol. 

Marcos Paulo: camisa 10 do Sub-17. Joga centralizado e pelos lados, podendo ser uma peça atrás dos atacantes. Foi assim que alternou ao lado de João Pedro. É o centroavante de mais qualidade em Xerém, possui muito recurso e sabe fazer o pivô. Esses atributos ajudam e muito no que Diniz quer, principalmente na construção do jogo. Com Pedro lesionado, ele deve ter mais oportunidades e, consequentemente, garantir uma vaga no profissional.

Fernandinho: após empréstimos ao PSTC e ao Americano, onde se destacou, Fernando retorna ao Fluminense mais maduro. Ponta com velocidade e bastante eficiência no drible, mas ainda possui dificuldade na hora de finalizar. Ainda assim, pode ser um jogador útil para Diniz, principalmente por cair pelos dois lados.


Facebook Lance Twitter Lance