Torcida chama Abad de mentiroso, que se explica: 'Eles nem sabiam'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Torcida chama Abad de mentiroso, que se explica: 'Eles nem sabiam'

  •  Pedro Abad
    Pedro Abad NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.
LANCE! - 01/12/2017 - 20:15
Rio de Janeiro (RJ)
Depois de prestar depoimento à Polícia Civil admitindo ceder ingressos para torcidas organizadas, o presidente Pedro Abad precisou se explicar novamente - desta vez com a Bravo 52. A torcida, uma das mais presentes nos jogos do Fluminense, se irritou com o que foi dito por Abad e lançou nota oficial negando envolvimento no esquema de ingressos. Confira um trecho do comunicado.

- Estamos presentes na arquibancada por amor a uma única e exclusiva Instituição. Jamais por essa equipe pífia montada para esta temporada, jamais por lucro próprio, jamais por ganância. Não fomos convocados pela polícia civil, logo NÃO estamos envolvidos com o caso - explica a Bravo 52, antes de atacar.

- O presidente Abad negociou isso diretamente com outros grupos (se negociou) e é MENTIROSO ao citar TODAS as torcidas.

Minutos após o posicionamento da Bravo 52, o presidente Pedro Abad veio a público - através da FluTV - esclarecer as questões envolvidas na Operação Limpidus sobre o envolvimento do clube com a atuação de cambistas. Ao fim do discurso, Abad fez questão de isentar a Bravo 52 e o Sobranada mas novamente admitiu que cedeu ingressos a algumas torcidas. Confira um dos trechos da explicação. 

- O Sobranada e a Bravo 52, que são movimentos populares, não são torcidas organizadas, nunca pediram absolutamente nada e nem sabiam de nada acerca dessa ajuda. Seus líderes estão sendo questionados e não têm absolutamente nada a ver com isso - diz Abad, que repudia o cambismo.

- Nós somos transparentes. Dissemos os mesmos fatos no nosso depoimento, e a gente não compactua com qualquer tipo de crime contra a ordem econômica, como é a revenda de ingressos recebidos gratuitamente. E o Fluminense está totalmente à disposição das autoridades para colaborar com o que quer que seja.


Confira abaixo a nota oficial da Bravo 52 na íntegra:

A Bravo 52 vem a público se manifestar sobre a infeliz declaração do presidente do Fluminense Football Club, Pedro Abad.
Deixamos claro que estávamos presentes na reunião que deu início a união das torcidas e que em NENHUM momento foram oferecidos ingressos.
Em nossa ideologia o amor a instituição está acima de tudo, para tal promovemos que os torcedores virem sócios, sem que JAMAIS recebam ingressos.
Desde sempre o ideal da nossa torcida foi colocado em um alvo. Desde sempre lutamos para que esse ideal não desviasse do caminho que achamos correto. Cantamos, apoiamos, ficamos loucos durante cada um dos 90 minutos de bola rolando no Rio e em diversos jogos fora do estado. E em cada partida, tiramos dinheiro do nosso bolso! Cada instrumento, do nosso bolso, cada caravana, do nosso bolso, cada cerveja, do nosso bolso!
Estamos presentes na arquibancada por amor a uma única e exclusiva Instituição. Jamais por essa equipe pífia montada para esta temporada, jamais por lucro próprio, jamais por ganância.
Não fomos convocados pela polícia civil, logo NÃO estamos envolvidos com o caso.
O presidente Abad negociou isso diretamente com outros grupos (se negociou) e é MENTIROSO ao citar TODAS as torcidas.
Bravo 52

Confira abaixo o posicionamento de Pedro Abad na íntegra sobre a Operação Limpidus e as explicações sobre a nota oficial da Bravo 52:

icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance