Improviso dá certo e Henrique se põe a disposição para jogar como volante
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Improviso dá certo e Henrique se põe a disposição para jogar como volante

Henrique
Fala, capitão: Henrique comentou as expectativas para o segundo turno (Foto: Lucas Merçon/Fluminense F,C,)
LANCE! - 12/08/2017 - 07:00
Rio de Janeiro (RJ)
Abel Braga pode estar próximo de encontrar uma solução para os problemas defensivos do Fluminense, que sofreu 63 gols em 51 jogos na temporada. O capitão Henrique, improvisado como volante, deu maior proteção à dupla de zaga contra a Ponte Preta, e, agora, existe a possibilidade da improvisação tornar-se algo comum. Confortável ao atuar mais à frente diante da Macaca, Henrique deixou a decisão nas mãos de Abel Braga, o comandante tricolor.

- Tem que perguntar para o Abel se vou jogar mais de volante. Já tinha jogado nessa posição. Até lateral fui na Itália. Essa posição na frente da defesa, protegendo um pouco mais a defesa, foi importante para um time que faz muitos gols. Vai depender do Abel. Cada jogo é diferente - avaliou o capitão.

Abel já indicava a possibilidade de usar Henrique na função desde o início do ano, lembrando que o camisa 33 já atuou assim no Palmeiras e também no Napoli, da Itália. No entanto, o teste só aconteceu quando o treinador do Flu não tinha outro volante à disposição para escalar contra a Macaca- Marlon Freitas estava suspenso. Já Mateus Norton e Douglas estavam lesionados. 

O que Abel Braga não mudará é o DNA ofensivo de sua equipe. O técnico já mostrou que não abrirá mão de atuar com um trio de ataque, que hoje é formado por Wellington Silva, Gustavo Scarpa e Henrique Dourado. Afinal, o Tricolor tem um dos ataques mais positivos do futebol brasileiro em 2017.

Na visão de Henrique, é natural que o Fluminense tenha dificuldades na defesa pela postura ofensiva do time. No Brasileirão, são 29 gols marcados (4º ataque mais positivo) e 27 gols sofridos (5ª defesa mais vazada). Para Henrique, o importante é encontrar o equilíbrio para o Flu faça um segundo turno melhor.

- Nosso ataque foi um dos melhores, então, consequentemente, a defesa ficou sobrecarregada, mais exposta. Precisamos manter regularidade tanto na frente quanto atrás. Temor que ter uma consistência na parte defensiva - finalizou.

Reginaldo
Reginaldo, de colete, no treino de sexta (Foto: Lucas Merçon/F.F.C.)
REGINALDO DE VOLTA AOS TREINOS

A boa notícia deste final de semana é a recuperação de Reginaldo. No treino aberto desta sexta-feira, o zagueiro treinou sem limitações no campo do CT Pedro Antonio, mostrando estar livre das dores na coxa direita. Em 16 de julho, o defensor sofreu um estiramento no local e não jogou mais desde então.

Emprestado ao Vila Nova em 2016, Reginaldo voltou ao Flu, clube que o revelou este ano, mas iniciou a temporada como a quarta ou quinta opção para a zaga. No entanto, as lesões de alguns companheiros, como Renato Chaves e Gum, e o bom rendimento nos treinos, fizeram do defensor o titular do técnico Abel Braga entre a quarta e a 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A boa colocação do zagueiro foi fundamental para que o mesmo conquistasse a titularidade. Mais alto que os companheiros, Reginaldo também é parte da solução de Abel Braga para o fim dos gols sofridos em bola aérea - problema do Tricolor desde o início do Campeonato Carioca. No momento, a dupla de zaga do Fluminense é formada pelo capitão Henrique e Renato Chaves.

E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance