Saída pela direita, posse de bola e Sornoza sacado: a 'evolução' de Abel
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Saída pela direita, posse de bola e Sornoza sacado: a 'evolução' de Abel

  •  Fluminense x Macaé
    Fluminense x Macaé Rui Porto Filho/AGIF
  •  Fluminense x Macaé
    Fluminense x Macaé LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
  •  Fluminense x Macaé
    Fluminense x Macaé Rui Porto Filho/AGIF
  •  Fluminense x Macaé
    Fluminense x Macaé Rui Porto Filho/AGIF
  •  Fluminense x Macaé
    Fluminense x Macaé Rui Porto Filho/AGIF
  •  Fluminense x Macaé
    Fluminense x Macaé Rui Porto Filho/AGIF
  •  Fluminense x Macaé
    Fluminense x Macaé Rui Porto Filho/AGIF
  •  Fluminense x Macaé
    Fluminense x Macaé Rui Porto Filho/AGIF
  •  Fluminense x Macaé
    Fluminense x Macaé Rui Porto Filho/AGIF
  •  Fluminense x Macaé
    Fluminense x Macaé Rui Porto Filho/AGIF
  •  Fluminense x Macaé
    Fluminense x Macaé Rui Porto Filho/AGIF
  •  Fluminense x Macaé
    Fluminense x Macaé Frame/Sportv
  •  Fluminense x Macaé
    Fluminense x Macaé Frame/Sportv
João Mércio Gomes - 04/02/2018 - 00:15
Rio de Janeiro (RJ)
O Fluminense foi eliminado da Taça Guanabara precocemente - mesmo vencendo a última partida da fase de grupos. A torcida, irritada, vaiou o time em diversos momentos do jogo. No entanto, na entrevista pós-jogo, Abel Braga destacou que houve evolução do futebol praticado pela equipe, principalmente no primeiro tempo. Houve mesmo? O LANCE! analisa.

- Não estamos sofrendo gols, é uma evolução. Encontramos uma maneira boa em determinado momento do jogo - explica Abelão - Nós chegamos a ter 70% de posse de bola, poderíamos ter definido o jogo no primeiro tempo. Fizemos jogadas pelo lado direito, com triangulações, aproximações. Estou orgulhoso dos meus jogadores.

As palavras do treinador podem parecer exageradas, mas, de certa forma, estão corretas. Confira no vídeo abaixo uma diferença da forma de jogar em relação à partida anterior, contra a Caldense (relembre clicando aqui).


A saída de bola nos primeiros 45 minutos foram baseadas na troca de passes curtos, sem afobação. Em um primeiro momento, Abel liberou Ibañez para sair jogando como volante - onde se sente mais à vontade. O garoto, com facilidade na bola longa, logo achou Jadson infiltrando pela direita (foram pelo menos três subidas em velocidade pelo setor). Confira nas imagens abaixo:


Essa estratégia durou pouco. Logo o Madureira avançou o posicionamento, pressionou a saída de bola e obrigou Abel a recuar Ibañez para defesa novamente.

- Começamos o jogo com dois zagueiros, o Ibañez estava a frente do Renato Chaves. Quando eles enfiaram dois atacantes, recolhi um pouquinho o garoto. Ele fez mais um grande jogo. O Macaé é uma equipe boa, bem treinada.

Além das subidas de Ibañez, uma novidade foi a postura ofensiva de Renato Chaves. Pela direita, acompanhou alguns ataques e deu opção de passe a Gilberto e Sornoza (como pode ser visto no vídeo acima). Mas foi só. Após o intervalo, as coisas mudaram.

O Madureira percebeu as movimentações tricolores pela direita e fechou o setor. Assim, a saída do Fluminense foi explorar a outra lateral. Só que, pela esquerda, Sornoza não estava em um bom dia, mais uma vez. Talvez por isso as jogadas não fluíram como no primeiro tempo. Vale lembrar que no último jogo, a saída do equatoriano para entrada de Caio foi o que resultou na vitória.

- Sornoza correu muito, mas movimentou pouco. O Fluminense teve muito domínio, muitas chances. Quantas vezes chegamos no fundo pela direita? Não teve o mesmo pelo lado esquerdo, faltou ele encostar ali com o Ayrton. Ainda falta se aproximar mais da área. Estamos torcendo pra ele recuperar o melhor nível. E o Robinho entrou bem...

A entrada do Robinho no lugar de Sornoza, aos 15 minutos do segundo tempo, deu uma cara nova ao time. O camisa 17 não é meia, é atacante. Entrou para jogar pelo meio, onde 'quebra galho'. Como tem qualidade, Abel pediu para criar as jogadas até chegar na esquerda. Mas logo viu que poderia render mais se invertesse de posição com Marcos Júnior. 

- Com Robinho e Marcos Junior, o time ficou mais leve, mais agressivo. Robinho deu outra cara. O mais legal é isso, nós ainda temos dois ou três que vão crescer, mas como coletivo já está melhorando bastante - diz Abel.


E foi nessa inversão de posicionamento que saiu o gol tricolor, no final. Robinho balançou o corpo e, pela esquerda, achou a infiltração de Pedro na área. O atacante chutou cruzado e Dudu, esperto, apareceu para empurrar pras redes. Vitória que se torna inútil aos planos do Fluminense, mas que pode ser aproveitada por Abel no período de treinos que terá pela frente.

COMO COMEÇOU
​Apenas nos primeiros 20 minutos, Ibañez se apresentou como volante. Depois, voltou ao esquema normal utilizao por Abel neste início de temporada.

MUDANÇAS NO SEGUNDO TEMPO
Robinho entrou no lugar de Sornoza e mudou a cara do time. No fim, com Dudu e Matheus Alessandro, o time se lançou ao ataque e achou o gol.

Facebook Lance Twitter Lance