Protestos marcam dois anos da agressão a torcedor do Flu
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Protestos marcam dois anos da agressão a torcedor do Flu

Agressão Scudi
Grupo protestou em local da agressão a Pedro Scudi, na Tijuca (Foto: Divulgação)
Marcello Neves e Fernanda Teixeira* - 06/02/2019 - 20:37
Rio de Janeiro (RJ)
O grupo "Bravo 52", formado por torcedores do Fluminense, se reuniu, nesta quarta-feira, para protestar contra a impunidade dos agressores de Pedro Scudieri, torcedor tricolor agredido por integrantes da Força Jovem Vasco, há exatos dois anos. O grupo levou faixas ao local do ataque, na Tijuca, com os dizeres "Força, Scudi" e "Scudi foi agredido aqui".

Scudieri passou 157 dias internado após ser agredido por torcedores da Força Jovem Vasco. Ele sofreu traumatismo craniano, ficou em coma e esteve internado até setembro do ano passado. Desde que retornou para casa, tem feito fisioterapia para evoluir em sua locomoção.




Protesto Scudi
Torcedores levaram faixas de protesto (Foto: Divulgação)
Nove meses após a violenta agressão a Scudi, como é conhecido, dois integrantes da torcida organizada do Vasco foram presos pela Polícia Civil: Diogo Gabriel de Souza e João Victor Correia Giffoni Hygino. Eles são acusados de tentativa de homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, impossibilidade de defesa e forma cruel). João Victor foi preso e Diogo Gabriel segue foragido. 

Em dezembro do ano passado, o ministro Luís Roberto Barroso negou pedido de habeas corpus a Hygino. O caso segue aguardando julgamento no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.





*Sob supervisão de Bernardo Cruz

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance