Perto de alcançar o gol de número 400 da carreira, Fred prefere exaltar o Fluminense: 'Feliz com a evolução'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Perto de alcançar o gol de número 400 da carreira, Fred prefere exaltar o Fluminense: 'Feliz com a evolução'

Fluminense x Macaé - Fred
Fred foi um dos destaques na vitória do Fluminense em cima do Macaé. Foto: Lucas Merçon/FFC
LANCE! - 07/04/2021 - 00:30
Rio de Janeiro (RJ)
Nesta terça-feira, o Fluminense goleou o Macaé por 4 a 0, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, e saltou para a quarta colocação do Carioca. Autor do segundo gol da partida, Fred anotou seu quarto na temporada e o de número 399 na carreira. Perguntado sobre a expectativa para alcançar a marca histórica, o atacante disse estar tranquilo e preferiu priorizar o bom jogo realizado pelo Tricolor. 

> Veja a classificação do Campeonato Carioca


- Na verdade eu não penso muito nisso (em alcançar os 400 gols). É lógico que a torcida sempre manda coisas para mim, acho que eles estão mais ansiosos que eu. Acho que vai acontecer naturalmente. Estou feliz de estar perto de atingir esta marca, mas muito mais feliz pela evolução que nós tivemos.

- Estamos voltando de quase 14 dias de férias, esse foi nosso terceiro jogo e a gente está conseguindo atingir uma performance melhor, de acordo com o que o Roger tanto treina e pede para a gente. Quando nós conseguimos ter peças se destacando individualmente, ajuda bastante o coletivo - completou Fred.

Sobre estar perto de fazer 400 gols na carreira, o atacante também falou da comparação dos sentimentos em relação à Kayky, jovem de 17 anos que marcou seu primeiro gol no profissional. Assim, Fred disse ser um "privilégio" poder acompanhar de perto esses novos talentos que estão surgindo no Fluminense. 

​- Acho que o primeiro gol (da carreira) é sempre o mais importante e emocionante. Deu para sentir a euforia dele, não só na hora do gol como até agora, então ele tem que aproveitar o máximo possível esse momento que ele está vivendo.

- Nós tivemos ano passado o Luiz vivenciando isso, o Calegari, Martinelli, para nós que estamos mais no fim da carreira, poder acompanhar grandes talentos como o Kayky,  John (Kennedy), Biel (Gabriel Teixeira) é um privilégio para a gente, e nós vamos ter mais uns 15 anos para olhar na televisão, mais tarde, e dizer que "joguei com esses garotos que estão na Seleção hoje" - disse o centroavante do Tricolor.

Após sequência de jogos em Saquarema e em Volta Redonda, por conta da "pausa emergencial" na cidade do Rio de Janeiro, o Tricolor voltará a atuar no Maracanã após quatro rodadas. Com isso, o Fluminense volta a campo no próximo domingo, dia 11 de abril, às 18h (de Brasília) contra o Nova Iguaçu.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance