Pablo Dyego muda o jogo e Ayrton se destaca: A vitória do Flu no Maraca
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Pablo Dyego muda o jogo e Ayrton se destaca: A vitória do Flu no Maraca

  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi Jorge Rodrigues/Eleven
  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi Jorge Rodrigues/Eleven
  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi Jorge Rodrigues/Eleven
  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi Andre Melo Andrade/Eleven
  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi Jorge Rodrigues/Eleven
  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi Jorge Rodrigues/Eleven
  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi Jorge Rodrigues/Eleven
  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi Reginaldo Pimenta / Raw Image
  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi Reginaldo Pimenta / Raw Image
  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi Andre Melo Andrade/Eleven
  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi ARMANDO PAIVA/RAW IMAGE
  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi Jorge Rodrigues/Eleven
  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi Jorge Rodrigues/Eleven
  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi ARMANDO PAIVA/RAW IMAGE
  •  Fluminense x Nacional Portosi
    Fluminense x Nacional Portosi LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C
Luiza Sá - 12/04/2018 - 06:00
Rio de Janeiro (RJ)
Foram dos tempos distintos do Fluminense no Maracanã, mas, no fim, o desejo do time das Laranjeiras de sair com uma boa vantagem desse jogo de ida se concretizou. A vitória sobre o Nacional Potosí por 3 a 0 mostrou um primeiro tempo apagado e sem brilho, mas uma segunda etapa com o ímpeto e qualidade de Pablo Dyego.

Encarando uma equipe que se propôs a segurar a bola e fazer cera, o Flu teve dificuldades para encontrar os espaços nas duas linhas de quatro do Nacional nos primeiros 45 minutos. Rodou, rodou e nada feito. O goleiro demorava uma eternidade para bater um tiro de meta e Ayrton Lucas acabou sendo o único ponto positivo.

Na melhor oportunidade, já aos 46, Romero fez ótima defesa na cabeçada de Gum. A equipe de Abel Braga não encaixou tecnicamente e raramente armou jogadas efetivas. Se a estratégia era fazer um bom placar já no duelo de ida, a prática se mostrou quase o completo oposto com o mesmo time que já é o considerado titular absoluto.

O cenário se transformou na segunda etapa. Mais precisamente a partir dos 25 minutos. Com os bolivianos mais cansados, Pablo Dyego precisou de dois minutos para cumprir sua missão, empolgar Abel e uma parte da torcida tricolor, que trocou as vaias por aplausos. A partir daí, os outros dois gols foram quase naturais. Os visitantes pareciam satisfeitos com a derrota apenas por 1 a 0, mas acabaram saindo do Maracanã com uma desvantagem considerável.

A outra luz verde vai para Ayrton Lucas, que colocou sua qualidade para jogo e se mostrou uma ótima válvula de escape para a equipe de Abel. O lateral teve 87% dos passes certos, cinco dribles certos em seis tentativas e cinco faltas sofridas. Destaque no Campeonato Carioca, ele pode ser peça importante para o restante da temporada.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance