Mascarenhas sonha com títulos no Flu e Seleção: 'Os maiores objetivos'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Mascarenhas sonha com títulos no Flu e Seleção: 'Os maiores objetivos'

  •  Mascarenhas
    Mascarenhas (Foto: Lucas Merçon/Fluminense F.C.)
  •  Mascarenhas Fluminense
    Mascarenhas Fluminense FLUMINENSE F.C./ NELSON PEREZ
  •  Matheus Mascarenhas
    Matheus Mascarenhas Divulgação
  •  Matheus Mascarenhas
    Matheus Mascarenhas Divulgação
  •  Matheus Mascarenhas
    Matheus Mascarenhas Divulgação
  •  Matheus Mascarenhas
    Matheus Mascarenhas Divulgação
  •  Matheus Mascarenhas assinou contrato profissional com o Fluminense (Foto: Divulgação)
    Matheus Mascarenhas assinou contrato profissional com o Fluminense (Foto: Divulgação) Matheus Mascarenhas assinou contrato profissional com o Fluminense (Foto: Divulgação)
  •  6- Mascarenhas (Lateral esquerdo) - 27/07/1998
    6- Mascarenhas (Lateral esquerdo) - 27/07/1998 (Foto: Mailson Santana/Fluminense FC)
LANCE! - 15/07/2017 - 07:00
Rio de Janeiro (RJ)
Matheus Mascarenhas é mais um exemplo de jovem lapidado na "Fábrica de Talentos" de Xerém. O lateral-esquerdo chegou às Laranjeiras aos oito anos, passou por todas categorias de base e é o primeiro participante do Projeto Guerreirinhos a atuar pelo time profissional. São quatro jogos e um gol até agora, mas o lateral-esquerdo já tem os planos e objetivos traçados.

- Quando estava na base, não esperava que as coisas fossem acontecer tão rápido. Aconteceram. Quando estreei, criei novas metas. Quero jogar na Seleção Brasileira e conquistar muitos títulos pelo Fluminense. São meus maiores objetivos - comentou o lateral-esquerdo de apenas 18 anos:

- Eu tinha oito anos de idade (quando cheguei ao Fluminense). Meu sonho era ser jogador de futebol. Não tinha porque treinar em vão. Tinha muita vontade de jogar no profissional. As coisas apareceram, aconteceram, consegui me destacar em Xerém e estou nos profissionais agora. Pude ir bem (nos primeiros jogos). Agora é só manter o bom nível e crescer cada vez mais - avaliou.

Buscando subir na tabela do Brasileirão - o Flu estacionou nos 17 pontos e caiu para a 11ª posição -, o Tricolor enfrenta o Coritiba no domingo. Mascarenhas deve ser titular mais uma vez e espera um jogo equilibrado no Couto Pereira.

- Todo jogo do Brasileiro é difícil. Contra o Coritiba lá, que vem de vitória, não será diferente. Mas a gente vai entrar para vencer. Independente do que acontecer, vamos dar o nosso melhor. Se fizermos isso sempre, uma hora vai dar certo, a bola vai entrar e vamos sair com a vitória - comentou o lateral, despistando sobre a equipe que Abel Braga escalará no próximo domingo:

- Não sei quem vai jogar, ele não nos passou. O grupo não são só os 11. Tem mais jogadores no grupo, todos são qualificados. Vamos dar o nosso melhor, fazer de tudo para sair com a vitória e os três pontos - finalizou Mascarenhas.

Confira outras respostas da coletiva de Matheus Mascarenhas:

Como foi o papo com Abel Braga antes de sua estreia contra o Flamengo, quando você reencontrou o atacante Vinicius Júnior?

Foi aquilo mesmo (risos). Ele perguntou se já tinha jogado contra o Vinicius. Depois perguntou quanto tinha sido o jogo. Falei que tinha sido 4 a 0 para eles, o Abel tomou um susto, mas falou, "fica tranquilo que a oportunidade vai aparecer". No dia seguinte ele falou que eu ia jogar. Sendo sincero nem pensei nos 4 a 0, só na confiança que ele passou e pude fazer um bom papel.

O que é mais fácil: jogar clássico pelos profissionais ou dar a primeira coletiva?

Mais fácil dar coletiva (risos). Clássico, para mim, é o ápice no futebol dentro do time, ainda mais no Rio de Janeiro, contra Flamengo, Botafogo e Vasco. É muito bom.

Seus companheiros falaram que você ficou insuportável após marcar o gol contra o Avaí. Ainda está zoando eles?

​Já acabou (a zoação), estava brincando sim, eu tinha comentado que iria fazer o gol, mas agora as brincadeiras já acabaram.

icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance