Técnico do Sub-17 do Flu elogia entrega na final da Taça Guanabara
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Técnico do Sub-17 do Flu elogia entrega na final da Taça Guanabara

Eduardo Oliveira
Flamengo e Fluminense empataram no jogo de ida da decisão da Taça Guanabara (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)
LANCE! - 22/06/2019 - 15:18
Rio de Janeiro (RJ)
Em jogo equilibrado, na manhã desde sábado, Flamengo e Fluminense empataram em 2 a 2, no primeiro jogo da final da Taça Guanabara Sub-17. Pedro Arthur e Lázaro abriram vantagem para o Rubro-Negro e  John Kennedy fez os dois gols do Tricolor, na segunda etapa. A decisão do título será no próximo sábado, às 10h, nas Laranjeiras, sem qualquer vantagem de uma das equipes. Um novo empate leva a decisão para os pênaltis. Após a partida, o técnico tricolor, Eduardo Oliveira, elogiou a força mental dos jogadores em campo, por não terem desistido de jogar de forma ofensiva até conseguir o empate. 

– Já sabíamos que seria um jogo difícil pelo que havíamos estudado. O Flamengo impôs o ritmo no início por estar jogando em casa e o Fluminense resistiu bem nos primeiros vinte minutos. No segundo tempo, conseguimos voltar mais agressivos e conseguimos o empate. Tivemos a chance de virar nos minutos seguintes, mas em uma investida o Flamengo conseguiu o segundo gol. A nossa equipe teve o mérito de não desistir, confiando no trabalho que temos feito e foi coroada no fim com o gol de empate. Foi um jogo de muita qualidade, uma decisão que mostra a qualidade do futebol de base.

Oliveira revelou como foi a conversa com os meninos no vestiário, durante o intervalo, quando o Flu estava em desvantagem .



– O futebol de base é um processo de formação dos atletas. São meninos de 15, 16 anos que ainda estão entendendo o que é jogar uma decisão, a responsabilidade que isso representa. Foi a nossa primeira final do ano. O mais importante é fazer com que eles possam entender, adaptar-se de acordo com as condições e realizar o trabalho que temos feito . É um grupo que tem muita força mental. A conversa no vestiário, portanto, foi toda neste sentido de dar confiança para os atletas.

O jogo
Aproveitando o fator casa, o Flamengo impôs o ritmo da partida e dominou as ações nos primeiros minutos de jogo. O Fluminense conseguiu resistir bem às investidas do rival na primeira metade da etapa inicial. O meia Lázaro, que comandava a criação Rubro-Negra, abriu o placar aproveitando assistência de  Pedro Arthur, após boa jogada individual. 

Logo no início da segunda etapa, o Flu deixou tudo igual com John Kennedy, que acabara de entrar em campo.  Os donos da casa voltaram a ficar na frente com Pedro Arthur. Mas no fim da partida, aos 42, John fez o segundo, de cabeça para deixar tudo igual para o jogo de volta, nas Laranjeiras.  O camisa 23 é o artilheiro isolado da competição, com sete gols.

Compromisso no meio da semana
Antes de pensar na decisão marcada para o próximo sábado, às 10h, em casa, o Flu tem um desafio pela frente no Brasileirão. O Tricolor faz o jogo de volta das quartas de final do torneio nacional, na quarta-feira, às 15h, também nas Laranjeiras, contra o Corinthians. A partida de ida, em São Paulo, terminou 2 a 1 para o clube paulista. 

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance