Erros recorrentes explicam oscilação do Flu no Campeonato Brasileiro
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Erros recorrentes explicam oscilação do Flu no Campeonato Brasileiro

Abel Braga
Abel Braga orienta jogadores durante treino do Fluminense (Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C.)
LANCE! - 12/09/2017 - 11:39
Rio de Janeiro (RJ)
Os meses passam e o Fluminense continua a apresentar os mesmos erros sob o comando de Abel Braga. A oscilação dentro do Campeonato Brasileiro, que impede o Tricolor de entrar no G-6 desde a quinta rodada, tem dois motivos principais: os gols sofridos pelo alto e nos minutos finais das partidas.

O técnico já admitiu que a bola aérea é uma dificuldade do seu time, mas classificou o lance como "o mais difícil de ser marcado no futebol". No entanto, os gols sofridos no empate em 2 a 2 com o Vitória deixaram Abel Braga mais insatisfeito do que o de costume. O segundo do rival, aos 48 do segundo tempo, em especial.

- Houve um erro grave da minha equipe no segundo gol do Vitória, um erro tático. Reclamei que a jogada é treinada, toda equipe faz isso, a defesa tem que fazer a linha da bola e se essa bola é atrasada, tem que sair até a linha - avaliou Abel.

Com histórico vitorioso pelos clubes que passou, Abel tem na Sul-Americana a única chance de conquistar um título com o Tricolor em 2017: a Copa Sul-Americana. O treinador, confiante que sua equipe não repetirá os erros diante da LDU, alerta para as dificuldades que o time equatoriano pode impor ao Fluminense na quinta-feira.

- Agora é mudar a ficha porque na quinta tem a LDU, um adversário difícil, tem histórico positivo contra o Fluminense, o torcedor não gosta de jeito nenhum e temos que fazer muito melhor para sair do Maracanã com um bom resultado.

Gols no fim

Contra o Vitória, o gol de Kanu nos acréscimos impediu o triunfo do Fluminense por 2 a 1. Não foram os primeiros pontos que o time de Abel Braga perdeu no fim de jogos no Brasileirão. Por exemplo, o Tricolor levou um gol de empate diante do Bahia, no empate por 1 a 1 em Salvador, aos 39 minutos da etapa final.

Nos clássicos não foi diferente. Um gol de Nenê aos 48 minutos do segundo tempo definiu o triunfo de 3 a 2 do Vasco, em jogo que o Flu vencia por 2 a 1 até metade do segundo tempo. Contra o Flamengo, foi o lateral-esquerdo peruano Miguel Trauco, que igualou o placar para o Flamengo aos 49 minutos do segundo tempo.

Problema sem solução

O "caos aéreo" não é uma novidade no Fluminense. Desde o início da temporada, Abel Braga tem sofrido para resolver o problema defensivo do Tricolor, que tem uma das defesas mais vazadas no ano entre os times da Série A do Brasileirão.

Mas a dificuldade tricolor começou ainda no Carioca, e Abel tem quebrado a cabeça para arrumar soluções. Na zaga, o técnico já testou Frazan, Nogueira, Renato Chaves e Reginaldo - muitas vezes por conta de lesões - ao lado do capitão Henrique, o único que ainda não foi para a reserva.


E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance