Erros, acertos, gol e expulsão: o início de Nenê pelo Fluminense
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Erros, acertos, gol e expulsão: o início de Nenê pelo Fluminense

Atlético-MG x Fluminense - Nenê
Apesar da noite pouca inspirada, Nenê buscou o jogo a todo momento (Foto: Mailson Santana/Fluminense)
Joel Silva - 12/08/2019 - 08:00
Rio de Janeiro (RJ)
A derrota para o Atlético-MG vai ficar marcada na memória de Nenê. Afinal de contas o meia foi a figura central da partida, protagonizando bons e maus momentos durante os 51 minutos em que esteve em campo. Teve erro fatal, primeiro gol com a camisa tricolor e até expulsão.

Ao entrar no intervalo do jogo, na vaga de Marcos Paulo, o Fluminense estava perdendo por 1 a 0. Inicialmente Nenê foi escalado pelo lado direito, com Yony González, sendo deslocado para a esquerda. No entanto, a estratégia montada por Fernando Diniz caiu por terra com o segundo gol do Galo, que saiu justamente devido a um erro de passe do meia.

A partir disso, Nenê e o Fluminense, começou a atacar de forma desorganizada. O meia passou a não guardar posição, flutuando pelos dois lados do campo e recuando para iniciar as jogadas. Com isso, acabou embolando com Ganso no meio-campo, que teve uma atuação inferior após a entrada do companheiro. Claramente ainda falta entrosamento. Ganso até buscou Nenê, dando cinco passes, porém não foi procurado nenhuma vez. 



Ao analisarmos os números, Nenê não foi bem. De acordo com o FootStats, o meia errou mais do que acertou:

Cruzamentos: 2 certos / 8 errados
Desarme: Nenhum
Drible: Nenhum
Faltas: 3 cometidas / nenhuma sofrida
Lançamentos: 2 certos / 1 errado
Passes: 13 certos / 3 errados
Perda da posse: 5 vezes
Viradas de jogo: 2 acertos / nenhum errado

O fim do jogo se aproximava e Nenê conseguiu se redimir do erro fatal. Aproveitando uma belíssima jogada de João Pedro, Nenê recebeu o passe e bateu firme para diminuir para o Fluminense, na única finalização que deu na partida.

A noite ainda não estava completa e o meia foi expulso após o apito final, por reclamação. Em súmula, o árbitro Wilton Pereira Sampaio, justificou o segundo amarelo de Nenê, por atitude desrespeitosa.

"Expulsei, decorrente da segunda advertência, o atleta Anderson Luis de Carvalho por, após o término da partida, vir em minha direção de maneira acintosa e desrespeitosa reclamando contra as decisões da arbitragem e proferindo as seguintes palavras: “Seja correto, porra. É a mesma coisa, eu encosto e você apita”. Vale salientar que o referido atleta tinha sido advertido aos 45 + 5 minutos do segundo tempo pelo mesmo motivo. Após a expulsão, o atleta precisou ser contido e retirado pelos companheiros de equipe e membros da comissão técnica".

Com a expulsão, Nenê terá que cumprir suspensão no próximo domingo, no Maracanã, contra o CSA, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. A título de curiosidade, Nenê fez 73 partidas pelo São Paulo e jamais foi expulso. No Vasco, apenas uma vez, em 132 jogos.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance