Carrasco com América-RN em 2014, técnico do River-PI reencontra Fluminense na Copa do Brasil
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Carrasco com América-RN em 2014, técnico do River-PI reencontra Fluminense na Copa do Brasil

Oliveira Canindé (Treze)
Oliveira Canindé era o treinador do América-RN em 2014 e reencontra Tricolor (Foto: Ramon Smith)
Marcello Neves e Sergio Santana - 04/02/2019 - 10:00
Rio de Janeiro (RJ) 
Intervalo no Maracanã. Vitória por 2 a 1 e placar de 5 a 1 no agregado. No final, eliminação após goleada por 5 a 2. O primeiro desafio do Fluminense na Copa do Brasil trará à tona um 'fantasma' do passado. O Tricolor vai enfrentar o River-PI, na próxima terça-feira, no estádio Albertão, e precisa de apenas um empate para se garantir na segunda fase da competição. No banco de reservas adversário estará o técnico Oliveira Canindé, treinador do América-RN em 2014.

Na Copa do Brasil daquele ano, o Fluminense sofreu uma incrível virada, sendo derrotado pelo América-RN por 5 a 2, no Maracanã. Na primeira partida, o Tricolor havia vencido por 3 a 0 e, por conta dos critérios do gol qualificado fora de casa, viu a equipe nordestina avançar. O LANCE! falou com Oliveira Canindé, que afirmou que não se enxerga como o 'carrasco' do clube das Laranjeiras.

- É uma situação completamente diferente. O River é uma equipe em formação, a base é da garotada que foi para a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Eu não me vejo como carrasco do Fluminense, acho que são situações que acontecem no futebol, e por isso que ele é tão apaixonante, você não espera e às vezes as coisas acontecem - afirmou.



E MAIS:
Cinco ano depois da histórica classificação, Oliveira Canindé afirma que jogar contra uma equipe como o Fluminense, que está no escalão dos grandes times do país, motiva sua equipe. Por outro lado, ele confessa que repetir o filme de 2014 com o América-RN será complicado.

- O Fluminense, por ser uma equipe grande, nos motiva muito. Isso nos coloca em uma posição interessante e faz com que o interesse por essa partida, não só por nós, comissão, atletas e direção, mas torcedores do Brasil inteiro que gostam do Tricolor. É com tranquilidade e muito respeito que encaramos a equipe, sabendo que dificilmente se repetirá aquilo que aconteceu com o América. Mas, mesmo sabendo que é difícil, não nos impede de sonhar e de acreditar que é possível - admitiu.

Rodrigo Pimpão - Fluminense x América-RN, Copa do Brasil (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)
Pimpão fez o gol que eliminou o Fluminense na Copa do Brasil de 2014 (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)
Aquela partida pela Copa do Brasil de 2014 representou um dos dias de maior destaque para o América-RN em âmbito nacional nos últimos anos. Na ocasião, Marcelinho, Max, Alfredo, duas vezes, e Rodrigo Pimpão, atualmente no Botafogo, foram os autores do gol. Oliveira Canindé afirma que esse duelo não vai sair de sua cabeça e dos jogadores envolvidos nem tão cedo. 

- Foi um dos melhores, porque tive outros momentos interessantes, como quando eu fui campeão da Copa do Nordeste com o Campinense. Com certeza, essa partida contra o Fluminense é inesquecível para a minha vida e todos aqueles que participaram direta ou indiretamente daquele jogo - bradou.

O treinador destaca a emoção de enfrentar o Fluminense novamente e afirma que acompanha e torce pelo sucesso da equipe desde que Carlos Alberto Parreira comandava a equipe, nos anos 80. Por fim, Oliveira Canindé disse que, apesar da diferença técnica, seus jogadores farão de tudo para honrar o River.

- É maravilhoso, chega até a ser emocionante. O Fluminense é uma das equipes mais apaixonantes do futebol brasileiro, acompanho e gosto muito do clube desde os tempos do Parreira. Reencontrar uma equipe tão grande e tão importante como essa é muito gratificante para qualquer profissional. Para mim, é uma alegria muito grande. A gente vai fazer nossa parte, vamos procurar fazer o melhor possível, tentando, acima de tudo, honrar a camisa, a força e o torcedor do River - finalizou.


Facebook Lance Twitter Lance