Vaz avalia que não cometeu erros decisivos e diz: 'Nem Deus agradou a todo mundo'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Vaz avalia que não cometeu erros decisivos e diz: 'Nem Deus agradou a todo mundo'

  •  U.Católica x Flamengo
    U.Católica x Flamengo Staff Image /Flamengo
  •  U.Católica x Flamengo
    U.Católica x Flamengo AFP
  •  U.Católica x Flamengo
    U.Católica x Flamengo AFP
  •  U.Católica x Flamengo
    U.Católica x Flamengo AFP
  •  U.Católica x Flamengo
    U.Católica x Flamengo AFP
  •  U.Católica x Flamengo
    U.Católica x Flamengo AFP
  •  U.Católica x Flamengo
    U.Católica x Flamengo AFP
  •  U.Católica x Flamengo
    U.Católica x Flamengo Staff Image/Flamengo
Paulo Victor Reis - 16/03/2017 - 13:38
Rio de Janeiro (RJ)
A delegação do Flamengo desembarcou no início da tarde desta quinta-feira, no Galeão, no Rio. Os jogadores e a comissão técnica do Rubro-Negro voltaram de viagem do Chile, onde o time carioca foi derrotado pela Universidad Católica por 1 a 0, na noite de quarta-feira. O zagueiro Rafael Vaz foi um dos atletas que conversaram com a imprensa no saguão. Ele teve uma atuação ruim em Santiago, mas considera que não cometeu erros decisivos.

- Não foi uma má atuação. Se não fosse aquela bola parada, não tínhamos perdido o jogo. A não ser essa recuada minha, eu não cheguei a ter falhas que foram decisivas. Então, não foi uma partida 'drástica', mas também não foi 100%. - disse o defensor, que explicou o lance em que ele deu um 'presente' para o atacante Santiago Silva, que desperdiçou.

- Infelizmente, eu fui recuar a bola para o Muralha, mas não olhei antes. Foi só um lance, bem atípico. Mas acontece. Estou bem tranquilo e agora é voltar aos trabalhos. Final de semana tem jogo - lembrou.

Vaz falou ainda sobre o seu estilo de jogo. Ele errou oito lançamentos na partida contra os chilenos, mas diz que a saída de bola é um pedido do técnico Zé Ricardo.

- O professor pede sempre para eu sair jogando, ele pede para que eu não pare de fazer o meu jogo. Procuro fazer o que o meu treinador pede. Às vezes vai dar certo e às vezes vai dar errado. Infelizmente, uma hora dá errado e outra dá certo. Estou aqui para segurar qualquer coisa - afirmou.

Em outra pergunta sobre o mesmo tema, Vaz foi questionado se era adepto do 'chutão'. Ele respondeu e seguiu para o ônibus do Flamengo.

- É engraçado. Se a gente tentar dar um chapéu e erra, é culpado. Se a gente dá chutão, também é culpado. A gente não sabe mais o que faz para agradar. Mas se nem Deus agradou a todos, quem sou eu para agradar? - indagou.


E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance