Dedé revela desejo de ter atuado no Flamengo em 2019: 'Seria maravilhoso'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Dedé revela desejo de ter atuado no Flamengo em 2019: 'Seria maravilhoso'

Dedé - Cruzeiro
Dedé falou sobre negociação que teve com o Flamengo em 2019 (Foto:Bruno Haddad/Cruzeiro)
LANCE! - 14/06/2020 - 15:45
Rio de Janeiro (RJ)
O zagueiro Dedé, do Cruzeiro, esteve entre os alvos da diretoria do Flamengo para reforçar o elenco rubro-negro no início de 2019. A contratação do defensor não foi concretizada e, em entrevista ao canal "Fox Sports", o jogador com passagens pelo Vasco e Seleção Brasileira, revelou detalhes sobre a negociação entre o Rubro-Negro e a Raposa.

De acordo com Dedé, hoje com 31 anos, Abel Braga - técnico do Flamengo entre janeiro e maio de 2019 - o ligou, e a oportunidade de defender o Flamengo era considerada pelo mesmo como maravilhosa.

- Sobre o acordo entre Cruzeiro e Flamengo, de Itair e diretor do Flamengo, eu não sei. Começou com o Abel (Braga) me ligando. Eu estava na Disney com a minha família. Me passou que queria que eu fosse para o Flamengo. Eu falei: ‘Professor, o Flamengo é um time espetacular, mas eu tenho uma coisa muito significativa na minha carreira com o Cruzeiro, que eu não quero que seja… meio que chegar lá e brigar para sair. Tem que ser algo entendido pelos dois clubes" - afirmou Dedé em participação no programa "Aqui com Benja!", antes de completar:


– O Flamengo está no Rio de Janeiro, está do lado da minha casa (Volta Redonda). Seria maravilhoso para mim, só que já estava sendo maravilhoso no Cruzeiro. Eu deixei isso ficar com os diretores, para eles se entenderem. Era uma proposta muito boa para o Cruzeiro também.

Na mesma época, a direção do Flamengo negociava a compra de Giorgian De Arrascaeta junto ao Cruzeiro. As tratativas geraram polêmica, com o uruguaio faltando a apresentação no CT da Raposa no início da última temporada. Na visão de Dedé, o atrito entre os clubes pode ter impossibilitado a sua negociação com os cariocas.

– O Flamengo queria o Arrascaeta de qualquer jeito. E eles conseguiram. Acho que isso deu um conflito grande e foi onde teve a decisão do Cruzeiro de vetar (a negociação). Foi o que eu entendi, não me foi passado. Cheguei a conversar com o Itair sobre o desejo de voltar para o Rio de Janeiro, estar perto da minha família, sou bem apegado, amo minha cidade, Volta Redonda. Itair falou: "Dedé, não tem como, é difícil, quase impossível". Eu fiquei na minha, respeitei o Cruzeiro, mantive meu foco e segui meu caminho no clube - completou.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance