Bruno Henrique defende Ceni e diz que treinos do Flamengo são intensos como na passagem de Jorge Jesus
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Bruno Henrique defende Ceni e diz que treinos do Flamengo são intensos como na passagem de Jorge Jesus

Bruno Henrique
O atacante Bruno Henrique em coletiva no Ninho do Urubu (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
LANCE! - 08/01/2021 - 14:24
Rio de Janeiro (RJ)
Após o empate sem gols com o Fortaleza e a derrota para o Fluminense, não faltam questionamentos ao futebol apresentado pelo Flamengo. Nesta sexta, coube ao atacante Bruno Henrique explicar o momento vivido pela equipe de Rogério Ceni. O treinador, inclusive, foi defendido pelo camisa 27, que fez questão de destacar que as atividades no CT do Ninho do Urubu voltaram ao nível de intensidade que tinham durante a passagem de Jorge Jesus no clube.

- A intensidade dos treinos é a mesma do Jorge Jesus. Desde que o Mister saiu, não tínhamos treinos, e até mesmo jogos, da intensidade que estamos treinando e jogando com o Rogério. É normal, acontece de cair um pouco de rendimento no segundo tempo, mas o nível de intensidade e de entrega é 100% no dia a dia e nos jogos. Não está faltando intensidade nos treinos.

> Confira a classificação e simule as próximas rodadas do Brasileirão!


E MAIS:
Com os resultados da 28ª rodada do Brasileirão, o Flamengo foi ultrapassado pelo Internacional e agora está na quarta posição. A diferença para o líder São Paulo, contudo, permanece sendo de sete pontos. Sobre o impacto da derrota no Fla-Flu na briga pelo título, Bruno Henrique disse que o sentimento foi de tristeza por deixar escapar a chance de encostar no Tricolor.

Em uma avaliação individual, o atacante lamentou passar em branco no clássico e admitiu não viver o melhor momento com a camisa do clube.

- Impacto de tristeza. O São Paulo estava perdendo, e acabou acontecendo a virada no final. Não conseguimos os pontos que queríamos. Quero fazer em todos jogos, não consegui neste, vou continuar trabalhando todos dias. Sei que estou um pouco abaixo, mas nunca vai faltar o empenho e a garra que sempre tive para continuar ajudando o Flamengo - finalizou o atacante do Flamengo.

Confira outras respostas do atacante Bruno Henrique, do Flamengo:

Declaração do Arrascaeta após o Fla-Flu

Ficamos tristes, envergonhados pelo resultado. A cobrança existe, entre os jogadores depois do jogo, a direção da mesma forma, sempre cobrando, o Rogério também. Sabemos que a vitória escapou, então a cobrança existe todos os dias. Quando ganhamos também cobramos, pois tem os erros que precisamos melhorar a cada jogo. Peço desculpas pelo jogo, pelo resultado, mas a cobrança sempre existe no nosso clube.

Explicações para o desempenho recente do time

Em virtude de tudo que aconteceu, a pandemia e tudo. Não conseguimos chegar como fizemos em 2019. A gente trabalha muito para chegar e concretizar o que fizemos em toda nossa trajetória. Esse ano ainda falta conquistar esse bom futebol que apresentamos. Perdeu, no meu ponto de vista, com o fator torcida. Todo jogo com 70 mil pessoas nos apoiando. Hoje, não há a pressão sobre o visitante e nem o apoio, nos empurrando para frente. É um ponto que perdemos bastante com a pandemia.

Briga pelo título do Campeonato Brasileiro

Não podemos desanimar. Temos que continuar acreditando. Quem quer ser campeão tem que vencer. Vamos continuar lutando, não vamos desistir enquanto tiver pontos em disputa e enquanto tivermos em condições de sermos campeões.

Mudanças no comando do futebol em relação a 2019

A cobrança é igual desde 2019. As pessoas que ficaram sempre cobraram da mesma forma, as pessoas que chegaram também, Sabem que é cobrança o tempo todo, entenderam que só vencer é o que vale para nós. É normal a cobrança em um clube como o Flamengo. A cobrança nunca faltou, nunca vai faltar. A cobrança já está até maior por termos ganhado em 2019 e nesse ano não termos conseguido manter o futebol que apresentamos.


Facebook Lance Twitter Lance