No adeus ao Fla, Vini Jr chora e diz: 'Vou ser um dos melhores do mundo'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

No adeus ao Fla, Vini Jr chora e diz: 'Vou ser um dos melhores do mundo'

Coletiva Vinicius Jr
AFP
Matheus Dantas - 25/06/2018 - 17:40
Rio de Janeiro (RJ)
As lágrimas foram pela tristeza de se despedir, ainda aos 17 anos, do clube o qual é torcedor e que o revelou sem a conquista de um grande título. Os sorrisos foram pela ida ao Real Madrid e a expectativa de uma carreira brilhante. Vinícius Júnior foi ao Ninho do Urubu, nesta segunda-feira, para um último contato com os companheiros antes de mudar-se para a capital espanhola. A mistura de sentimentos tomou conta do jovem atacante.

- Vou falar devagar para não me emocionar. Quero agradecer ao presidente, Noval, Caetano, Cadu, pessoal da base, treinadores... Todos que me ajudaram a minha formação. Saio do Flamengo feliz e honrado por ter aprendido tudo na minha vida, dentro e fora de campo. Fiz grandes amigos que vou levar para vida. Sou flamenguista desde pequeno. Sempre foi meu sonho jogar com o Manto e hoje estou me despedindo do clube que amo muito, que fez de tudo por mim, ajudou minha família. - pausou o emocionado Vini Jr, antes de seguir:

- Agora vou realizar meu sonho, jogar no Real Madrid e ajudar a toda minha família. Quero deixar aqui meu agradecimento a cada um que me ajudou aqui.


Vinícius Júnior deixa o clube da Gávea depois de chegar em 2010, quando integrou as divisões de base. Pouco mais de um ano no profissional - sua estreia foi em maio de 2017 - foi o suficiente para o camisa 20 cair nas graças da Nação. Foram 14 gols em 70 jogos. A gratidão pela torcida também é enorme, e fez o garoto se emocionar outras vez na coletiva.

- Vivi os momentos mais felizes e mais tristes no Flamengo. Isso que vou levar para Madri. Muita gratidão, eu me emociono muito de falar. Gratidão de estar saindo daqui como outro jogador. É uma gratidão, uma paixão pelo Flamengo que eu não tenho como explicar. É o clube do meu coração. Amo mais que qualquer coisa depois da minha família - afirmou Vini, sem conter as lágrimas.


A transferência para o Real Madrid será oficializada a partir do dia 12 de julho, quando Vinícius Júnior completará 18 anos de idade. A mudança para a nova cidade e casa acontecerá até dois dias depois do aniversário do atacante.

Ao lado de Vini Jr, estavam Eduardo Bandeira de Mello e Carlos Noval. Atual diretor de futebol, Noval esteve lado a lado da joia desde de sua chegada à Gávea, em 2010, quando atuava nas categorias de base do Rubro-Negro.

Os conselhos dados por Noval, profissionais da base e jogadores mais experientes serão "levados na bagagem" por Vinícius Júnior. Agora no Real Madrid, o garoto tem objetivos ousados, mas afirma estar preparado.

- Pessoal sempre me convenceu de que eles estavam certos, sempre ouvi os mais velhos e experientes para dar certo no futebol. Vou levar essa experiência e estar sempre focado no futebol porque vou ser um dos melhores jogadores do mundo. Só tenho agradecer ao clube por fazer tudo de melhor para mim.


Carlos Noval também mostrou estar emocionado com a despedida do garoto com quem trabalhou nos últimos oito anos. O sucesso alcançado por Vinícius Júnior, no entanto, não chega a surpreender o diretor de futebol do Flamengo.

- Falar dele é difícil. Chegou com 10 anos e sai com um homem. Formado aqui, um atleta que temos um carinho enorme. Já víamos nele potencial fantástico e foi trabalhado para se tornar o jogador que é. Só tenho que agradecer pelos momentos juntos, gratificante demais trabalhar um menino com 10 anos e ver o potencial e o homem em que se tornou. Sempre foi humilde, ficamos felizes com essa formação. Só pensava em bola, futebol o tempo inteiro - disse Noval.

As primeiras palavras na coletiva foram do presidente Eduardo Bandeira de Mello, que desejou sucesso ao atacante. Além disso, afirmou que já espera o retorno de Vinícius Júnior ao Fla. Ele estará no #AeroFla para recepcioná-lo.

- Despedida do nosso craque. Infelizmente, gosto de apresentar craques que chegam. Apesar disso, acho que temos que comemorar um pouco, pois sua passagem pelo Flamengo, desde criancinha, foi de várias alegrias. Somos um país periférico, estamos sujeitos a perder nossos principais jogadores. Entendemos que é um passo importante na carreira dele. Que tenha sucesso no Real Madrid, na Seleção Brasileira e que um dia volte a vestir o Manto Sagrado. Não vou ser mais presidente, mas vou ao aeroporto esperá-lo.

Confira outras respostas de Vinícius Júnior em sua coletiva de despedida:

Com qual sentimento você deixa o Flamengo, clube que o acolheu aos 10 anos?

Que já venceu na vida. Consegui jogar pelo Flamengo e me despedir com o nome gritado pela arquibancada do Maracanã. Fugia de casa com meu pai para ver o Flamengo jogar no Maracanã. Agora estou indo para o maior clube do mundo. Honrado, feliz e muito alegre com cada um que me ajudou, me formou e com essa torcida maravilhosa, que sempre me apoiou e tenho certeza que vão continuar apoiando.

Está preparado para jogar pelo Real Madrid?

Estou preparado para os desafios. Esse é o maior da minha vida. Um clube que não tem o que falar, eu e minha família decidimos. Não sei se vou chegar e jogar, mas estou preparado para o projeto que nos passaram. Sei que vai ser difícil a adaptação, mas vou fazer de tudo para me adaptar o mais rápido possível para agradar os diretores e torcedores.

A cobrança de jogar pelo Flamengo e ser titular ao 17 anos lhe deixa preparado para esse próximo passo na carreira?

Toda vez que me cobravam, eu entendia... Estou sempre preparado e feliz, sei do meu potencial, não sei se vai ser agora ou mais para frente. Só tenho que agradecer muito todos jogadores que me ajudaram aqui. Diego, Juan, Julio Cesar... Me passaram a experiência de quem já viveu.

Qual a maior dificuldade que vocês espera encontrar em Madri?

Acho que será a saudade do Flamengo, do Brasil, amigos, família... Todos moram aqui. Vou tentar levar alguns, mas meu pai briga que não pode levar muita gente. Vou tentar me adaptar mais rápido para ser feliz e me divertir no Real Madrid.

Se o Flamengo conquistar o Brasileirão, Libertadores ou Copa do Brasil... Vai cobrar a medalha?

A medalha e o bicho.

É um adeus ou até breve?

Bom que estou indo novo.... Daqui 10 anos posso voltar bem (risos). Ainda não estou pensando nisso. Quero chegar, jogar, conquistar todos os objetivos que tenho na carreira. Mas tenho o objetivo sim de voltar ao Flamengo para conquistar a Libertadores e o Mundial.

Como foi a decisão de ir para Madri neste meio de ano?

O Real me quer lá junto com o elenco para eu sentir o clima, me adaptar, conhecer os jogadores, para que daqui a um dois anos, se eu estivesse aqui poderia atrasar.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance