Em jogo 'truncado', Cruzeiro vence o Galo no jogo de ida da final Mineira
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
Escudo - Cruzeiro
2
 
-
 
1
escudo mobile otimizado atletico mg

Em jogo 'truncado', Cruzeiro vence o Galo no jogo de ida da final Mineira

Cruzeiro x Atlético MG
O primeiro clássico da final Mineira não empolgou nenhuma das duas torcidas , pois o jogo foi lento e com poucas emoçoes, apesar dos gols- Dudu Macedo/Fotoarena
Valinor Conteúdo - 14/04/2019 - 18:12
Belo Horizonte
O primeiro clássico pela disputa do título Mineiro de 2019 teve vitória do Cruzeiro por 2 a 1, gols de Marquinhos Gabriel e Fred, para a Raposa, com Ricardo Oliveira descontando. O jogo foi truncado, apesar dos gols, pois as duas equipes evitaram em grande parte da partida acelerar o jogo. A postura do Galo foi mais defensiva, ficando sempre à espera do time celestes.

Para se sagrar bicampeão mineiro, o Cruzeiro precisa de um empate no duelo de volta. Ao Galo, uma vitória simples por qualquer placar garante o caneco para o alvinegro. Essa vantagem alvinegra é devido à melhor campanha na primeira fase da competição, quando ficou em primeiro lugar na classificação geral.

Jogo lento e atuação do VAR

Com a necessidade de inverter a vantagem atleticana, o Cruzeiro teoricamente teria de se lançar mais ao ataque. Não foi bem o que aconteceu. O time celeste não contou com grandes atuações dos seus principais articuladores, Robinho e Rodriguinho, que não fizeram um bom jogo, facilitando a marcação do Galo.

Pelos lados do Atlético-MG, a opção de se manter mais no campo defensivo foi a estratégia utilizada por Rodrigo Santana, técnico interino do time, já que o empate seria um resultado.

Com pouca força ofensivas de ambos os lados, quando houve uma emoção mais forte, o VAR entrou em ação anulando um gol de Fred, que levaria o Cruzeiro ao 3 a 1, mas o camisa da Raposa acertou a bola com o braço.


E MAIS:
Se por um lado o VAR atuou bem no gol anulado, a equipe de arbitragem de vídeo não analisou uma falta de Dedé em Igor Rabelo dentro da área, o que seria pênalti. O VAR ignorou o lance.

Marquinhos Gabriel bem outra vez


O meia Marquinhos Gabriel foi a principal arma ofensiva do Cruzeiro no clássico. Sempre atuando pelo lado esquerdo, em cima do lateral Guga, ele abriu o placar do jogo e articulou as melhores jogadas celestes. Fred não conseguiu bom desempenho, pois a bola não chegava.

Mudanças forçadas no Galo

O Atlético-MG perdeu boa parte da sua potência de ataque quando teve de troca Cazares e Luan por problemas físicos, ainda no primeiro tempo. Entraram Vinícius e Maicon Bolt, mas a dupla pouco fez. Ricardo Oliveira deixou sua marca em boa jogada de Chará, mas também esteve muito “sumido” durante o jogo.

Clima quente no fim do jogo e estreia de Pedro Rocha

Mano Menezes promoveu a entrada de Pedro Rocha, mas sem ritmo, não ajudou muito o ataque cruzeirense. O clima do jogo ficou quente no final, com a expulsão de Adílson e Rafinha após uma discussão tola, desfalcando Galo e Raposa no duelo decisivo do campeonato.

O jogo de volta entre os maiores clubes de Minas Gerais será no dia 20 de abril, próximo sábado, às 16h, sem local definido. O Galo, mandante do jogo ainda vai escolher se jogará o duelo decisivo no Estadual no Mineirão ou no Independência. A decisão final deve ser conhecida nesta segunda-feira, 15 de abril.


FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 2 x 1 ATLÉTICO-MG
​Estádio: Mineirão - Belo Horizonte (MG)
Data-hora: 14 de abril de 2019, às 16h
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Michael Correa
Gols: Marquinhos Gabriel, aos 45’-1º(1-0), Ricardo Oliveira, aos 10’-2ºT(1-1), Léo, aos 15’-2ºT(2-1),
Cartões Amarelos: Luan, Ricardo Oliveira, Maicon Bolt, Adílson, Fábio Santos, Victor(ATL), Fred, Henrique, Lucas Romero, Rafinha(CRU)
Cartões Vermelhos: Rafinha(CRU), Adílson(ATL)
Público e Renda: 51.032 presentes/ R$ 1.952.706,00

CRUZEIRO: Fábio; Edílson, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Lucas Romero(Ariel Cabral, aos 27’-2ºT), Robinho(Rafinha, aos 31’-2ºT), Rodriguinho(Pedro Rocha, aos 22’-2ºT),Marquinhos Gabriel e Fred Técnico: Mano Menezes.

ATLÉTICO-MG: Victor; Guga, Igor Rabello, Leonardo Silva e Fábio Santos; Adílson, Elias; Luan(Maicon Bolt-intervalo) e Cazares(Vinicius, aos 18’-1ºT) . Chará e Ricardo Oliveira(Geuvânio, aos 41’-2ºT). Técnico: Rodrigo Santana(interino)


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance