Diretor do Cruzeiro diz que Thiago Neves exagerou nas críticas a Ceni
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Diretor do Cruzeiro diz que Thiago Neves exagerou nas críticas a Ceni

Marcelo Djian - Diretor de futebol do Cruzeiro
Djian contou que Ceni e Neves se reuniram e resolveram a situação- ( Vinnicius Silva/Cruzeiro)
Valinor Conteúdo - 07/09/2019 - 16:13
Belo Horizonte
O diretor de futebol do Cruzeiro, Marcelo Djian revelou que o meia Thiago Neves e o técnico Rogério Ceni tiveram uma reunião para acertar os “ponteiros” após a declaração do jogador criticando o treinador pelos improvisos na escalação e mexidas feitas no time no duelo das semifinais contra o Internacional na última quarta-feira, 4 de setembro.

Marcelo Djian afirmou, inclusive, que Thiago exagerou na sua fala, mas conseguiu se entender com o treinador.

-Houve excesso do Thiago, mas nós conversamos hoje internamente e está tudo resolvido. Houve uma conversa. Sempre acontece um pouco de estresse quando é uma entrevista diferente, mas já foi conversado. Colocamos tudo que deveria ser falado entre jogador e treinador e está tudo resolvido - disse Marcelo em entrevista à rádio 98FM.



Djian também comentou sobre a nova política de contratações do clube, que ficará mais austera, já que havia uma esperança de reforçar o caixa celeste com a passagem à final da Copa do Brasil.


E MAIS:
Se conseguisse estar na sua terceira decisão seguida, o time mineiro poderia ter embolsado no mínimo 21 milhões de reais com o vice-campeonato. Se ganhasse a competição, seriam 52 milhões de reais para os cofres do Cruzeiro.

- Vai impactar bastante(a eliminação na Copa do Brasil). Isso nos preocupa bastante, por isso estamos tentando monitorar jogadores que possam não ser tão caros e jogadores como moedas de troca, jogadores insatisfeitos e que peçam para sair. Vamos ter que usar. Lembro que ano passado usamos o Bruno Silva na chegada do Jadson, o Mancuello que foi vendido para o Toluca. Vários jogadores que não estão sendo utilizados, vamos utilizar para fazer as contratações - disse o diretor de futebol.

A dívida do Cruzeiro apontada no balanço de 2018 está na casa de meio bilhão de reais, o que torna o clube celeste um investidor com menor força para ir ao mercado nas próximas janelas de transferência.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance