Conselho do Cruzeiro quer afastar Itair Machado do cargo no clube
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Conselho do Cruzeiro quer afastar Itair Machado do cargo no clube

ITAIR MACHADO
Desde o anúncio da sua chegada ao clube, Itair gerou polêmica na Raposa- Frame/Superesportes
Valinor Conteúdo - 10/09/2018 - 17:46
Belo  Horizonte
Quando ainda era dirigente do Ipatinga, clube do interior de Minas, o atual vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Itair Machado, já despertava opiniões divergentes sobre a sua figura e sobre os seus métodos.

As boas relações de Itair com a família Perrela e mais recentemente com a atual cúpula do clube, incluindo o presidente Wagner Pires de Sá, colocaram Itair no caminho celeste novamente. Wagner convidou o dirigente para ser seu vice-presidente de futebol e uma nova polêmica se iniciou dentro da Raposa, pois Itair não era unanimidade para ter um cargo de tanto destaque no Cruzeiro.

Aparentemente, o desejo se não ter Itair nos quadros do Cruzeiro por parte dos conselheiros do clube ganhou força. Um documento assinado por seis conselheiros pede o afastamento imediato de Itair Machado da vice-presidência de futebol do clube.

O pedido de retirada de Itair é por ele ser réu em processos trabalhistas, penais e cíveis. Esses imbróglio jurídicos feriram o artigo 30 do Estatuto Social do Cruzeiro, que prevê punição do associado do clube com expulsão por denegrir a imagem do clube e colocar a reputação da entidade em risco com ações pessoais danosas à instituição.

Itair Machado é acusado na justiça mineira por improbidade administrativa, enriquecimento ilícito, quando era presidente do Betim Futebol Clube, equipe transferida de Ipatinga para a cidade da Região Metropolitana de BH. Só nessa ação, o Ministério Público de Minas cobra 7 milhões de reais de Itair.
Outra ação que recai sobre o dirigente é de crime contra a ordem tributária, em 1998, ainda presidente do Ipatinga, na qual foi condenado a três anos de reclusão. Os conselheiros do Cruzeiro pediram afastamento imediato de Itair Machado e que ele não possa concorrer a nenhum cargo eletivo no clube por 10 anos.

A diretoria do Cruzeiro e o presidente do Conselho Deliberativo, Zezé Perrela, não se pronunciaram sobre o caso.



E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance