Conselheiro indicado para auditar Cruzeiro é preso pela Polícia Federal
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Conselheiro indicado para auditar Cruzeiro é preso pela Polícia Federal

Sede do Cruzeiro (Foto: Igor Assunção / Reprodução Twitter)
O conselheiro foi indicado por Zezé Perrella para apurar as denúncias contra o clube-  (Foto: Igor Assunção / Reprodução Twitter)
Valinor Conteúdo - 05/06/2019 - 17:29
Belo Horizonte
Na manhã desta quarta-feira, 5 de junho, uma surpresa negativa pegou os torcedores do Cruzeiro, que estão vendo o clube que amam sendo acusado de irregularidades financeiras com o aval de sua diretoria.

Foi preso pela Polícia Federal, o conselheiro do Márcio Antônio Camillozzi Marra, que foi nomeado na semana passada pelo presidente do Conselho, Zezé Perrella, para fazer parte da comissão provisória que apura as denúncias que assolam a Raposa.

Márcio é suspeito de retirar documentos sigilosos do sistema da própria PF, vazando dados sobre investigações da corporação. Ao lado do conselheiro, também foi preso um servidor da PF e os advogados Carlos Alberto Arges Júnior e Ildeu da Cunha Pereira. também conselheiro do Cruzeiro e que já foi superintendente jurídico do clube.




E MAIS:
A Polícia Federal investiga os crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, organização criminosa, obstrução de justiça e violação de sigilo funcional.

Marra estava imcumbido de ajudar nas apurações das denúncias no Cruzeiro e teria como testemunha a irmã do deputado federal Aécio Neves, Andrea Neves.

O presidente do Conselho Deliberativo do Cruzeiro, Zezé Perrella, informou que vai se posicionar sobre os fatos e que não sabia sobre essa situação, por isso ainda espera mais elementos para se pronunciar.




E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance