Casal gay hostilizado no Mineirão usa vídeo para combater homofobia
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Casal gay hostilizado no Mineirão usa vídeo para combater homofobia

Casal homoafetivo foi atacado por torcedores do próprio clube por postarem uma foto de mãos dadas no Mineirão
Casal homoafetivo foi atacado por torcedores do próprio clube por postarem uma foto de mãos dadas no Mineirão- (Reprodução/Twitter)
Valinor Conteúdo - 12/09/2019 - 19:42
Belo Horizonte (MG)
Casal de namorados, Warley e Yuri, ambos torcedores do Cruzeiro, foram ameaçados por membros da própria torcida, no Mineirão, quando assistiam ao duelo entre Raposa e o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro, no primeiro dia de setembro.

A hostilidade ocorreu quando os namorados foram vistos se abraçando e se beijando no estádio, gerando uma estúpida reação entre os presentes. A troca de afagos foi gravada por diversas pessoas e, em uma forma tola de intimidação, foi espalhada pelas redes sociais e canais de internet, onde receberam diversas mensagens de ataques homofóbicos.

Yuri repostou o vídeo em uma rede social em forma de declaração de amor a Warley, invertando a lógica homofóbica vista no estádio. O casal estava no Mineirão pela terceira vez, sendo um jogo da Copa América e no duelo da Raposa, contra o Santos, também, pelo Brasileiro.

Yuri compartilhou a gravação em sua conta no Twitter e fez uma declaração de amor para o namorado. (Veja o vídeo abaixo)




E MAIS:
- Ontem, usaram esse vídeo para propagar homofobia, hoje, eu uso pra dizer o quanto eu te amo. Warley, você é o cara que chegou na minha vida pra afirmar o quando o amor vale a pena, e o quanto faz bem. Obrigado por ser o melhor namorado que eu poderia ter, o melhor amigo, cúmplice das melhores zueiras. Te amo muito”- disse na publicação.

Yuri “agradeceu”, de forma irônica, ao torcedor que gravou o casal no Mineirão.

- Obrigado ao homofóbico que gravou esse vídeo, agora ele é uma declaração de amor eterna- completou. Warley fez uma postagem de resposta ao namorado colocando uma foto das alianças que usam.

- Não vou deixar que qualquer tipo de pessoa tire o quão incrível foi esse dia pra nós. Te amo!- disse

O casal foi a uma delegacia especializada em crimes virtuais para registrar um Boletim de Ocorrência, para, quem sabe identificar os agressores na internet. A Minas Arena, gestora do Mineirão, fez contato com o casal e propôs que fizessem parte de uma campanha contra a homofobia. O estádio realiza ações com frequência de educação e conscientização sobre o assunto.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance