Cruzeiro arranca 3 a 0 sobre a URT e mantém invencibilidade no Mineirão
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Cruzeiro arranca 3 a 0 sobre a URT e mantém invencibilidade no Mineirão

  •  Cruzeiro x URT
    Cruzeiro goleia URT no Mineirão  Dudu Macedo/Fotoarena
  •  Cruzeiro x URT
    Cruzeiro goleia URT no Mineirão Fernando Michel
  •  Cruzeiro x URT
    Cruzeiro goleia URT no Mineirão Fernando Michel
  •  Cruzeiro x URT
    Cruzeiro goleia URT no Mineirão Fernando Michel
  •  Cruzeiro x URT
    Cruzeiro goleia URT no Mineirão Fernando Michel
  •  Cruzeiro x URT
    Cruzeiro goleia URT no Mineirão Fernando Michel
LANCE! - 07/03/2018 - 23:47
Paula Vieira   Belo Horizonte (MG)
O Cruzeiro pediu e a torcida feminina acatou comparecendo em peso no Mineirão para acompanhar a vitória celeste por 3 a 0 sobre a URT na noite desta quarta-feira. Com a primeira posição e vaga nas quartas de final garantidas, a Raposa quebrou recorde ao se tornar o primeiro time a acumular 28 pontos em dez partidas desde que o campeonato adotou o atual formato. Por outro lado, o time de Patos de Minas não soube reagir a força do rival em casa e acabou se complicando na tabela com sério risco de rebaixamento.


JOGO GARANTIDO NO PRIMEIRO TEMPO
Em um bom clima, o primeiro tempo começou com Dedé sendo saudado pela torcida em comemoração ao seu centésimo jogo com a camisa celeste. Apesar de o URT ter se mostrado preocupado com a defesa, a Raposa conseguiu se sobressair em campo e abriu o placar aos 17 minutos. Pela esquerda, Marcelo Hermes cruzou a bola na área e, após dividida entre Thiago Neves e a zaga do URT, sobrou para Rafael Sobis pegar de primeira e mandar uma bomba para o fundo das redes do rival.

A vaga garantida nas quartas de final não diminuiu a pressão do Cruzeiro e, com ajuda do atacante gaúcho, a equipe voltou a largar na frente. No lance, Arrascaeta arrancou pelo meio de campo e tocou para Sobis, que voltou para o uruguaio dar o chute certeiro e ampliar a vitória em 2 a 0 aos 23 minutos. Dependendo do resultado, a URT começou a avançar já nos minutos finais, mas o camisa 7 ainda aproveitou a falha do rival para chutar na direção de Thiago Neves, que estava livre na área para bater cruzado com tranquilidade e fechar a vitória por 3 a 0 antes do intervalo.

CHUVA DE CARTÕES
A etapa inicial contou com uma chuva de cartões. Ao todo, seis foram aplicados. Sobrou até para quem estava no banco de reservas; caso de Egídio, que se exaltou na comemoração do segundo gol e recebeu o terceiro amarelo. A punição gera suspensão automática da partida contra a Patrocinense, pela 11ª rodada. Entretanto, no segundo tempo, apenas Lucas Romero foi contemplado.

QUEDA DE RENDIMENTO NA ETAPA FINAL
O Cruzeiro voltou para o segundo tempo um pouco mais lento. Mesmo tentando dar velocidade ao jogo com trocas de passes e movimentação em campo, o time encontrou dificuldade para escapar da marcação da URT. Precisando dos preciosos pontos, Carlinhos, deixou sua posição de origem para arriscar jogadas de ataque, mas o despreparo do time não permitiu final feliz no lance com o lateral, que acabou com a bola saindo pela linha de fundo. A pedido da torcida, Mano Menezes solicitou a entrada de Robinho na vaga de Mancuello.

O Cruzeiro ainda teve uma chance de ouro para concluir o chocolate quando Arrascaeta sofreu falta na entrada da grande área. Na cobrança, Lucas Silva mandou chute certeiro em Carlão, que fez boa defesa e deu o rebote nos pés de Dedé, mas o zagueiro furou. Enquanto a chuva caía sobre o gramado do Mineirão, a Raposa tentava ampliar o placar e evitar qualquer perigo do rival, mas a força dos times parecia ter chegado ao fim nos acréscimos e tudo terminou como estava aos 41 minutos do primeiro tempo: 3 a 0 para os donos da casa.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 3 X 0 URT
Local:
 Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data-Hora: 07/03/2018 - 21h45
Árbitro: Ronei Cândido Alves
Assistentes: Ricardo Junio de Souza e Samuel Henrique Soares Silva
Público/renda: -
Cartões amarelos: Digão, Rafael Sobis, Egídio, Lucas Romero (CRU); Dão, Victor Sallinas, Bruninho (URT) 
Cartões vermelhos: -
Gols: Rafael Sobis (17'/1ºT)(1-0), Arrascaeta (23'/1ºT)(2-0) e Thiago Neves (41'/1º)(3-0).

CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Dedé, Digão, Marcelo Hermes; Lucas Silva, Bruno Silva (Ezequiel, aos 34'/2ºT), Mancuello (Robinho, aos 25'/2ºT), Thiago Neves (Raniel, aos 29'/2ºT); Arrascaeta, Rafael Sobis. Técnico: Mano Menezes. 

URT: Carlão; Carlinhos, Dão, Victor Sallinas, Jean Carioca (Rodolfo, 2ºT); Douglas Maia, Jô, Bruninho, Eduardo Ramos (Luis Fellipe, aos 32'/2ºT); Felipe Alves, Raphael Macena (Diogo Orlando, 2ºT). Técnico: Rodrigo Santana.


CONFIRA OUTROS RESULTADOS DA 10ª RODADA - CAMPEONATO MINEIRO

AMÉRICA 2 x 0 CALDENSE
No Independência, o América-MG venceu a Caldense por 2 a 0 com gols de Aylon, ambos no primeiro tempo. Com a vitória, o Coelho garantiu a vice-liderança da primeira fase do Campeonato Mineiro e, por conta disso, joga em casa a partida única das quartas de final. Por outro lado, a Caldense precisa focar na partida contra o Uberlândia, no domingo, para fugir do rebaixamento na última rodada. O atacante Aylon, que tinha quatro gols, chegou aos seis e assumiu a artilharia da competição.

TOMBENSE 1 x 0 TUPI
Na noite desta quarta-feira, o Tombense venceu o Tupi por 1 a 0, com gol de Rubens aos 45 do primeiro tempo, e se classificou para as quartas de final. Agora, o Gavião vai para a última rodada focado em chegar ao G-4 para ter vantagens nas quartas. Mesmo com a derrota, o Tupi se manteve na quarta colocação, com 13 pontos, mas precisa vencer na última rodada para manter a posição.

BOA ESPORTE 2 x 1 PATROCINENSE
Em casa, o Boa Esporte confirmou presença nas quartas de final do Mineiro. Todos os gols saíram no segundo tempo. O primeiro foi marcado por Amaral, aos cinco minutos. Na sequência, Machado aumentou a vantagem do Boa aos 20 minutos. Aos 40, foi a vez de Genesis diminuir a diferença para o Patrocinense, que caiu para a sétima colocação.

DEMOCRATA 4 x 3 VILLA NOVA
Em jogo de sete gols, o Democrata chegou aos dez pontos e assumiu a 10ª colocação. Entretanto precisa torcer pelo tropeço do Uberlândia diante do Atlético-MG. O Villa segue com os mesmos dez pontos, na nona colocação, mas precisa vencer para não ser pressionado pelo Democrata e Caldense, que têm a mesma pontuação.



E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance