Título da Copa do BR pode consagrar mais a 'velha guarda' do Corinthians
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Título da Copa do BR pode consagrar mais a 'velha guarda' do Corinthians

Corinthians campeão Libertadores 2012
Corinthians campeão da Libertadores em 2012 teve Cássio, Ralf, Danilo e Sheik (Foto: Daniel Augusto Jr)
Marcio Porto - 09/10/2018 - 08:22
São Paulo (SP)
Eles já são multicampeões, ídolos da torcida e têm seus nomes grafados na história do Corinthians. No entanto, estão em meio a um sonho inédito com a camisa do clube, que pode aumentar ainda mais a consagração de um quarteto que representa o maior período de glória do Timão nos últimos anos. Estamos falando de Cássio, Ralf, Danilo e Emerson Sheik, quarteto que já ganhou tudo pelo clube, menos a Copa do Brasil, que começa a ser decidida nesta quarta-feira contra o Cruzeiro no Mineirão. 

Cássio, Ralf, Danilo e Sheik são titulares do Corinthians desde 2012, ano de chegada do goleiro. Antes, em 2011, os outros três já haviam vencido o Campeonato Brasileiro, título que abriu caminho para a série vitoriosa que os consagrou. De lá para cá, não pararam de conquistar títulos e quis o destino que eles agora brigassem juntos para por essa estrela em um currículo mais do que vencedor. 

Não à toa, os quatro se encheram de expectativa logo que a confirmação da vaga na final veio com a vitória sobre o Flamengo na Arena. Cássio, Ralf, Danilo e Sheik saíram do estádio em êxtase com a chance de mais uma conquista inédita, a única que lhes falta. No caso de Danilo e Sheik, com gostinho ainda mais especial, já que pode ser a taça derradeira da carreira deles. O atacante já anunciou que para no fim do ano. O meia, ao que tudo indica, seguirá o mesmo caminho. 

A galeria de títulos do quarteto é praticamente a mesma. Danilo é o maior vencedor por estar no clube desde 2010. Venceu Brasileiro (2011), Libertadores e Mundial (2012), Recopa e Paulista (2013), Brasileiro (2015), Paulista e Brasileiro (2017) e Paulista (2018). Cássio só não tem o Brasileiro de 2011. Já Ralf e Sheik deixaram o clube em 2016 e não participaram das conquistas do ano passado. 

Agora, eles exercem papeis diferentes no time. Todos experientes, líderes, mas diferentes. Cássio é titular absoluto e foi escolhido capitão do time pelo técnico Jair Ventura. Ralf segue firme no meio de campo como um ponto de equilíbrio para um sistema sólido. Já Danilo e Sheik são reservas, pouco têm atuado, mas possuem uma marca que pode fazer a diferença: espírito vencedor. Nos títulos conquistados, por muitas vezes a dupla foi decisiva. Sheik fez os dois gols do título da Libertadores contra o Boca Juniors em 2012, por exemplo. E eles estão louco para repetir a dose, já que é a conquista que falta. Se cuida, Cruzeiro!

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance