Talismã, Clayson respeita titulares e avisa: 'O importante é o Corinthians'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Talismã, Clayson respeita titulares e avisa: 'O importante é o Corinthians'

  •  Corinthians x Coritiba
    Atacante está no clube desde o fim do Paulistão Foto: Miguel Schincariol
  •  Corinthians x Coritiba
    Atacante está no clube desde o fim do Paulistão Foto: Miguel Schincariol
Gabriel Carneiro e Guilherme Amaro - 12/10/2017 - 00:16
São Paulo (SP)
Clayson virou talismã do Corinthians nas últimas três rodadas do Campeonato Brasileiro. Ele saiu do banco de reservas para fazer gols contra São Paulo (empate em 1 a 1), Cruzeiro (empate em 1 a 1) e Coritiba (vitória por 3 a 1). Com os dois desta quarta-feira ele chegou a quatro gols marcados em apenas 20 partidas pelo Timão, que se consolidou na ponta da tabela de classificação a 11 jogos do fim.

Mesmo em alta, o camisa 25 do Corinthians ainda não faz parte do time titular, que tem Jadson e Romero como os principais jogadores da função no esquema tático 4-2-3-1 estabelecido desde o início do ano. Clayson, porém, diz não se importar por não ter o status de titular. Prova disso são os quatro gols e as quatro assistências até o momento no Brasileirão.

- Venho buscando meu espaço, respeito todo mundo, respeito o elenco, acho que é para o Carille decidir. Mas se for titular, estou preparado e se não for, vou estar preparado do mesmo jeito, o importante é defender o Corinthians, o importante é o Corinthians, acho que o que Carille optar a gente tem que respeitar e dar o nosso melhor - diz o talismã de 2017, que não se incomoda por ter quase o mesmo número de gols do titular Romero (quatro contra cinco) em bem menos jogos (20 contra 49).

- Acho que a gente tem que respeitar o Romero, é um cara batalhador, chegou aqui há bastante tempo, conquistou seu espaço, não está jogando à toa, então eu tenho que fazer também, conquistar meu espaço. Mas como eu disse, estou focado, independentemente de começar jogando ou não, quero estar preparado para ajudar o Corinthians e meus companheiros, porque acho que o que vale é o grupo, e o grupo está de parabéns e eu vou continuar trabalhando para conquistar meu espaço.


Clayson entrou aos 15 minutos do segundo tempo, quando o placar estava 1 a 1 contra o Coritiba e deixou sua marca aos 33 e aos 43. Ele substituiu o volante Maycon, em formação testada ao longo da semana para dar mais ofensividade à equipe.

E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance