Projeção futura e Liberta: o acerto de Loss no empate do Corinthians
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Projeção futura e Liberta: o acerto de Loss no empate do Corinthians

Corinthians x Atlético-PR
Osmar Loss promoveu as estreias de Thiaguinho e Carlos Augusto na partida contra o Atlético-PR (Marco Galvão/Fotoarena)
Yago Rudá - 05/08/2018 - 08:00
São Paulo (SP)
A atuação do Corinthians diante do Atlético-PR passou longe de ser das melhores. O time dirigido por Osmar Loss não demonstrou entrosamento, teve dificuldades para chegar ao gol adversário e poderia muito bem ter sido derrotado em Itaquera. Apesar dos aspectos negativos, a decisão da comissão técnica em poupar seus principais jogadores foi acertada.

Torneio mais importante da América do Sul, a Copa Libertadores é o foco do Corinthians na temporada. A equipe encara o Colo Colo na próxima quarta, às 21h45, pelo jogo de ida das oitavas de final. Depois de sofrer um desmanche durante a parada da Copa do Mundo, a comissão técnica não poderia se dar ao luxo de chegar no Chile com algum desfalque entre seus titulares.

Nomes como Fagner, lateral da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, e Gabriel - titular no meio de campo - estavam com sobrecarga de trabalho por conta das seguidas atuações. Fora isso, ambos atuam em posições que o Corinthians carece de reservas à altura.

Além disto, a comissão técnica do Alvinegro deixa claro que está pensando no futuro ao promover a estreia de dois jovens jogadores: Thiaguinho, de apenas 21 anos, e Carlos Augusto, de 19. A dupla ainda precisa adquirir experiência para os desafios que aparecerão ao longo do ano e terem plenas condições de defenderem o Corinthians. Para isso, no entanto, necessitam de oportunidades, assim como foi feito na noite do último sábado.

- Enxergo com muita positividade o fato de que não colocamos os atletas sem saber o que eles podem fazer (referindo-se à capacidade dos jovens jogadores do Timão). Confiamos neles. Sempre fomos claros. Não iríamos poupar jogador sem necessidade. Todos os que foram poupados, exceção do Vital, foram por prudência e cuidado. A média de idade da equipe era de 24 anos - afirmou o técnico Osmar Loss, logo após o empate contra o Atlético-PR.

O resultado contra a equipe de Curitiba não foi bom para as ambições do clube no Brasileirão. O time poderia ter se aproximado dos líderes, mas diante do atual contexto - troca de comissão técnica e mudanças grandes no elenco - pelo qual passa o Corinthians, não há tanto para lamentar.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance