Dor, insônia, tensão e ordem errada: o medo de Fagner pré-convocação
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Dor, insônia, tensão e ordem errada: o medo de Fagner pré-convocação

  •  Fagner
    Fagner foi convocado por Tite para a Copa do Mundo (Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)
  •  Coletiva - Fagner
    Lateral-direito só ficou aliviado com o anúncio da lista (Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)
  •  Arte de convocação de Fagner
    Arte de convocação de Fagner, divulgada por sua assessoria de imprensa (Divulgação)
  •  Fágner
    Fágner em treinamento da Seleção Brasileira Mowa Press
  •  Fagner - lateral - Corinthians (BRA)
    Fagner com a camisa da Seleção (Foto: Pedro Martins/ MoWa Press)
  •  Fágner
    Fágner, em treino do Corinthians Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
  •  Fagner
    Fagner, lateral-direito do Corinthians (Foto: Daniel Vorley/AGIF)
  •  Fagner Corinthians
    Fagner  em ação pelo Corinthians Daniel Augusto Jr
  •  Fágner e Cássio - Corinthians
    Fágner e Cássio, os dois jogadores do Corinthians convocados por Tite (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians)
Marcio Porto - 16/05/2018 - 06:15
São Paulo (SP)
Domingo, 13 de maio de 2018, por volta de 5h da manhã. Fagner se revira na cama. Tenta, mas não consegue dormir. Pensa. Sabe que, dali algumas horas, seu futuro estará em jogo. Dependerá de uma imagem. Da análise de Rodrigo Lasmar, médico da Seleção Brasileira que iria vistar o Corinthians para examiná-lo. A tensão toma conta. O alívio demorará para chegar. Chegará, mas sem moleza. 

O anúncio da convocação da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo, na segunda, dia 14, veio por volta das 14h05. Ali, o sofrimento de Fagner deu lugar à realização. Foi o desfecho de dias que pareciam terríveis, mas acabaram da maneira sonhada, nos sonos que Fagner não dormiu. Ele admite: temeu pelo pior quando se lesionou no duelo contra o Atlético-MG, no dia 29 de abril. O estiramento na coxa direita ameaçava jogar tudo por água abaixo. 

- A minha angústia maior era saber a gravidade da lesão. A gente que é atleta, vive do corpo, a gente sabe quando tem algo mais forte, algo mais fraco. Só queria pensar na extensão e gravidade da lesão, e ao mesmo tempo já comecei a pensar que talvez pudesse ser algo pior, que eu tinha de ter cabeça boa para a recuperação, e acho que isso influenciou - afirmou o lateral, em entrevista ao LANCE! no dia seguinte à convocação para a Copa. 

- Cabeça boa, não se preocupar com o que poderia acontecer. Isso fez com que as coisas evoluíssem muito bem, eu estar bem, me apresentar próximo de 100% para estar à disposição depois do primeiro, segundo, terceiro treino - completou o lateral-direito. 

Nesta quarta-feira, Fagner completa 18 dias de recuperação. Aprovado por Lasmar, que deu aval para a convocação, acredita que chegará quase 100% para a primeira fase de treinamentos, a ser iniciada na próxima segunda-feira na Granja Comary, no Rio de Janeiro. Mas aquela manhã de domingo pré-lista ainda não saiu da cabeça.

- A ansiedade e angústia maior. Sabia que estava sendo tratado pelos melhores do Brasil, um dos melhores do mundo, o clube tem suporte muito grande, mas dá angústia de você ver o exame ali na hora, de repente o que o doutor fosse tirar de conclusão. Mas a evolução foi muito boa desde o primeiro exame que ele viu. Logo em seguida você fica aliviado, porque a lesão está melhorando - lembra. 

Mas Fagner não poderia imaginar que um pequeno detalhe fosse aumentar ainda mais a angústia. Ele foi examinado no domingo e no mesmo domingo a CBF informou que estava apto a disputar a Copa do Mundo. Porém, foi só Tite começar a anunciar os 23 nomes para o coração dele e dos familiares disparar. É que o chamado teve uma pequena fuga de script. 

Tite, como de praxe, começou pelos goleiros e em ordem alfabética. Falou o nome de Alisson, depois Cássio, Ederson. Em seguida, anunciou os defensores. Ou seja, laterais e zagueiros. Começou pela direita com Danilo. Logo, Fagner teria de ser o próximo. Não foi. Pulou para Filipe Luis, lateral-esquerdo. E depois Geromel. Marquinhos. Miranda. Como assim? Fora? Fagner! 

O nome do lateral-direito só apareceu depois de Miranda e antes de Thiago Silva. Pronto, podia explodir. A perna tremeu, mas deu tudo certo. Fagner recebeu o abraço efusivo da esposa, os filhos pularam de alegria. Até o cachorro da família fez parte da festa, registrada em vídeo publicado na internet depois. Final feliz. Mas que dureza...

Agora, Fagner volta a focar na recuperação, pois tem uma disputa de posição com Danilo e uma Copa, seja como titular ou reserva, pela frente. São dúvidas. A certeza é onde ele quer estar em 15 de julho próximo. 

- Se Deus quiser em Moscou, na final da Copa.

Fazendo o quê, Fagner?

- Se tudo ocorrer bem, ajudando o Brasil a ser campeão.

Dentro ou fora de campo?

Se for dentro melhor, mas se for de fora, já estarei feliz (risos).

Pronto, Fagner já pode dormir tranquilo. 

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance