Diretor do Timão explica negociação frustrada por Arana: 'Oferta está lá'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Diretor do Timão explica negociação frustrada por Arana: 'Oferta está lá'

Guilherme Arana VAIVÉM
Atualmente no Sevilla, Guilherme Arana tem vontade de voltar ao Timão (Foto: Cristina Quicler/AFP)
Guilherme Amaro - 10/03/2019 - 19:31
São Paulo (SP)
O diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, explicou a negociação frustrada com o Sevilla (ESP) para contratar o lateral-esquerdo Guilherme Arana. O dirigente viajou na terça para a Espanha e retornou ao Brasil no sábado sem ter fechado a contratação.

O Timão estava disposto a desembolsar 8 milhões de euros (quase R$ 35 milhões) e já estava acertado com Arana, mas não chegou a um acordo com o Sevilla. De acordo com Duílio, o clube espanhol aumentou a pedida.

- Com o Arana, sim (estava certo). A gente já tinha deixado isso claro, ele tem interesse em voltar, tem muita vontade de voltar ao Corinthians. Já com o Sevilla, os valores pedidos e a forma de pagamento seriam de nossa parte uma irresponsabilidade. Estamos falando de valores altos, de um jogador importante, que gera expectativa grande na torcida e a gente tem cuidado de não gerar. Não se pode tratar uma negociação desse tamanho por telefone. Conversamos muito, tentamos chegar num acordo de forma de pagamento, mas eles vieram com outros valores, mais altos até do que conversamos por telefone. O Corinthians não tem como fazer um negócio deste tamanho, desta forma, nesse momento - disse Duílio.



- Fiz a viagem porque a gente tem que tentar pessoalmente, como as conversas não andavam por telefone havia muito tempo, tinha a obrigação de ir lá, mostrar o que poderia ser feito. Mas trato como irresponsabilidade, dessa forma a gente não teria como cumprir e estaria prejudicando o clube - acrescentou.

E MAIS:
Duílio evitou decretar o fim das negociações, mas só se o Sevilla mudar o que foi pedido. O diretor afirmou que o Corinthians chegou ao limite, mas que a proposta continua com o clube espanhol.

- Eles queriam um valor maior e uma parte maior à vista. Estávamos no limite dos valores e da forma de pagamento das parcelas. A proposta continua lá - declarou.

- É uma pena, a gente queria muito, ele quer muito, mas não temos condições de fazer o que é pedido. Não sei se vai ter continuação lá na frente. Tem uma proposta lá. Mais para frente não dá para saber, vamos aguardar - completou.

Facebook Lance Twitter Lance